Comentários 3º Dia


Gostaríamos de contar com sua compreensão quanto a nossa decisão de não permitir comentários nas páginas onde estão individualmente os capítulos deste livro.

Por uma questão ética de respeito ao autor da obra que não estará acompanhando às possíveis observações dos leitores e como não somos autores do texto não nos sentimos à vontade para fazê-lo, propomos, no entanto, esse espaço onde você poderá fazer suas considerações sobre o assunto de cada dia, direcionando seus comentários para os desafios que se apresentam para você como cristão e  sua experiência pessoal com relação à leitura do dia.

O que estamos propondo para você leitor é um cantinho de troca de experiência e testemunho pessoal por conta da leitura do livro Como Conhecer a Deus, de Morris Venden. Achamos que seria bem enriquecedor.

Então, qual a sua experiência com relação ao que você leu hoje?

Comentários

  1. Sejam bem vindos!



    Melhor visualização no Google Chrome e Firefox!



    No Internet Explorer poderá ocorrer a não visualização de comentários postados ou poderá ocorrer a visualização de comentários sobrepostos aos posts recomendados: "Poderá também gostar de:".


    Boa leitura a todos!

    ResponderExcluir
  2. .
    .

    “Suponha que você se propôs a dedicar a primeira parte de seu dia para conhecer melhor a Deus. Qual será o resultado?
    Se fez tal decisão antes de ter nascido de novo, antes de converter-se haverá possivelmente dois resultados. Primeiro, poderá ser uma penosa viagem morro acima, pois somente o novo nascimento pode proporcionar gosto pelas coisas espirituais. É possível, porém, iniciar um relacionamento com Cristo e descobrir que, ao contemplar Jesus e Seu amor, você é levado à conversão. A segunda possibilidade para uma pessoa não convertida que assume o compromisso de levar uma vida devocional, é terminar em total frustração”


    “Para aqueles que tenham nascido de novo e se comprometeram a manter comunhão com Cristo, há também duas possibilidades. O relacionamento pode desenvolver-se, tornando-se cada vez mais significativo, ou pode tornar-se insípido.”

    Contraditórios!

    .
    .

    “Houve um tempo em que eu pensava que o estudo da Bíblia e a oração eram um fim em si mesmos. Mas então descobri que são as grandes avenidas que Deus nos oferece para que possamos comunicar-nos com Ele.
    Se mantivermos o compromisso de comunicar-nos com Ele através dessas avenidas, chegaremos a conhecê-Lo. E ao conhecê-Lo descobriremos que nossa confiança se despertará espontaneamente.”


    Entendo que diferentemente dois textos acima, onde o autor quase chega a confundir as coisa, este sim apresenta a ordem direta e objetiva para um relacionamento bem sucedido com Deus.

    Aquele que em orações, estudos ou qualquer outra forma de busca, procura conhecer a Deus, certamente, verá em certo momento a luz do entendimento brilhar diante de si, e então, num abrir e fechar de olhos será transformado. Só o conhecimento leva à conversão, ao novo nascimento!

    .
    .

    No geral,uma boa leitura. Uma boa mensagem!

    .
    .

    ResponderExcluir
  3. .
    .

    Atos 22:
    7 – “E caí por terra, e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?”
    8 – “E eu respondi: Quem és, Senhor? E disse-me: Eu sou Jesus, o nazareno, a quem tu persegues.”

    João 17: 3 - E a vida eterna é esta; que Te conheçam, a Ti só, único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.

    CONHECER A DEUS É TUDO.

    Ruth

    É natural as pessoas concordarem com essa afirmação, no entanto, parece que não se apercebem da extensão do seu significado.
    Tenho sido enfático nas minhas colocações sobre ela, mas acredito que ainda é muito pouco, tudo o que tenho feito.

    Imagina que se diz: “o novo nascimento transforma”, “você precisa nascer de novo”, como se esse fosse o primeiro passo!

    Tudo começa com o conhecimento. Veja como aconteceu com Paulo! Quantas vezes ele já havia ouvido falar de Jesus? Não é de se estranhar que se lhe atribua um índice de conhecimento tal, capaz de habilitá-lo a conhecer a Jesus. Mas ele não O conhecia! Precisou que o próprio Jesus se apresentasse para que, então, Paulo O conhecesse. E o que aconteceu a Paulo, depois que conheceu a Jesus? Converteu-se. Nasceu de novo. Acreditou. Teve fé.
    .
    .

    ResponderExcluir
  4. .
    .

    “Mas a despeito de não compreender a Deus, Jó não se tornou estulto.
    Ele manteve sua confiança em Deus, pois seu conhecimento dEle era suficiente para manter uma base de confiança permanente mesmo em face de algumas incompreensões.“

    Veja que o destaque aqui não é dado à fé de Jó, é ao conhecimento que ele tem de Deus. Mas, não foi também a fé?
    Claro que sim, mas a fé é uma conseqüência do conhecimento. E não adianta se dizer que alguém tem fé no que não conhece!

    Dizer: - “Você precisa ter fé em Deus”, sem antes mostrar quem é Deus, é como dizer a um automóvel: ande, sem antes por gasolina no seu tanque. Conhecimento é o combustível propulsor da fé.
    .
    .

    João 17: 3 - "E a vida eterna é esta; que Te conheçam, a Ti só, único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste."

    Novo nascimento, conversão, fé, vida eterna, só depois “que Te conheçam, a Ti só, único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.”

    Tudo graças à misericórdia divina, que inclui, também, aqueles cuja ignorância não permitiu conhecê-Lo.

    .
    .

    ResponderExcluir
  5. Frases maravilhosas por sua verdade:

    “... o estudo da Bíblia e a oração... são as grandes avenidas que Deus nos oferece para que possamos comunicar-nos com Ele. Se mantivermos o compromisso de comunicar-nos com Ele através dessas avenidas, chegaremos a conhecê-Lo. E ao conhecê-Lo descobriremos que nossa confiança se despertará espontaneamente.”

    “Permita-me lembrá-lo de que não podemos lutar para conseguir a justiça. Ela vem através de Cristo, não é produzida por nós. Romanos 4:4 e 5: "Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e, sim, como dívida. Mas ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica ao ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça." “

    “A fé não constitui um fim em si mesma. É um meio para se alcançar um fim. Sempre vem e cresce em resultado de um relacionamento ativo e firme com Jesus.”

    “A fé não vem àqueles que a buscam, mas aos que buscam a Jesus.”

    “Convido você hoje a aceitar algo que produz fé genuína, que salva. É a base de toda a vida cristã. É o meio de salvação. É conhecer a Jesus como seu amigo pessoal. E a comunhão e o companheirismo com Jesus lhe proporcionarão tudo o mais que Jesus lhe quer proporcionar, tanto neste mundo quanto no vindouro.”

    “... a despeito de não compreender a Deus, Jó não se tornou estulto. Ele manteve sua confiança em Deus, pois seu conhecimento dEle era suficiente para manter uma base de confiança permanente mesmo em face de algumas incompreensões.”

    “Satanás... fica desesperado quando alguém se interessa na salvação pela fé, porque sabe que isto finalmente o derrotará. Assim, quando começamos a interessar-nos em conhecer Deus, o diabo convoca sua comissão de meios e recursos a fim de impedir que isso aconteça em sua vida e na minha vida. Ao mesmo tempo ele ergue o punho perante Deus e nos acusa como fez com Jó.”

    “Qual foi o segredo de Jó? Quando ele provou perante o Universo e as forças oponentes do grande conflito entre Cristo e Satanás, que ele estava servindo a Deus não por motivos egocêntricos, mas porque O amava, então Deus pôde vir com Suas bênçãos e pôr o demônio em retirada.”

    ______

    Como é grande e paciente o amor de Deus...

    ResponderExcluir
  6. POR QUE AS COISAS PIORAM QUANDO MAIS BUSCAMOS A DEUS?
    ...

    Mas a esposa de Jó, não. Ele perdera tudo, exceto sua esposa. O diabo sabia que ela lhe seria um instrumento muito útil. Assim que ele a conquistou, deve ter sorrido feliz, felicitado os seus diabinhos, dizendo-lhes que, se perseverassem, conquistariam a Jó também.

    COMENTÁRIOS:

    Não creio que a mulher de Jó tenha sido conquistada pelo diabo; ela era apenas uma mulher, "fraca". Há uma exortação de Paulo a esse respeito: “Rogamos-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, SUSTENTEIS OS FRACOS e sejais pacientes para com todos -1 Tessalonicenses 5:14.

    O que Jó perdeu?! Os amigos, a saúde, os bens e os filhos. Deus restituiu tudo em dobro, exceto o número de filhos: 7 homens e 3 mulheres e todos da mesma mulher! Deus preservou a vida do "justo" Jó e de sua "louca" mulher!

    Fiquem na paz!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

O Rio Jordão: As Águas de Naamã