Deus Existe?



Repaginamos esta página. Oferecemos este espaço para que seja um ambiente de livre expressão, lembramos, porém, que esta livre expressão obedecerá ao conceito de um debate, sobretudo, construtivo. Para isto, contamos com o mínimo requerido num debate. Que sejamos, pois tolerantes, respeitosos e educados com relação ao outro. O tema proposto aqui para discussão é: Deus Existe?





Na Bíblia em Êxodo 20:11 lemos: “porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou;” 

Pela fé e pela razão cremos neste relato. Cremos que Deus existe. Somos criacionistas, cremos que a Bíblia é a palavra escrita sobre a vontade desse Deus Criador. Cremos que ela é a Sua Palavra. E é nela que encontramos o Seu convite: "arrazoemos". (Isaías 1:18) 

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem. Pois, pela fé, os antigos obtiveram bom testemunho. Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem. [...] De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam. [...] E que mais direi? Certamente, me faltará o tempo necessário para referir o que há a respeito de Gideão, de Baraque, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas, os quais, por meio da fé, subjugaram reinos, praticaram a justiça, obtiveram promessas, fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra, puseram em fuga exércitos de estrangeiros. Mulheres receberam, pela ressurreição, os seus mortos. Alguns foram torturados, não aceitando seu resgate, para obterem superior ressurreição; outros, por sua vez, passaram pela prova de escárnios e açoites, sim, até de algemas e prisões. Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos a fio de espada; andaram peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos, maltratados (homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra.” (Hebreus 11:1-3, 6; 32- 38) 

“Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma.” (Hebreus 12: 1-3)

O racionalista estima que a razão seja a fonte de todo conhecimento, pois a fé e os sentidos se enganam. Nós os que acreditamos na existência de Deus estimamos que nossos conhecimentos se constroem também da experiência e dos sentidos. Isto é, a fé também tem a sua racionalidade. Do contrário, como diz Dr. Rodrigo Silva, seria simples “fedeismo”. Sendo assim, ao contrário do que muitos afirmam, o fato de crermos em Deus não significa que fizemos uso da renúncia da razão.

Quando observamos toda a complexidade das Leis da Física, o equilíbrio harmonioso entre essas leis que sustentam planetas, satélites e a própria vida na Terra, não podemos deixar de vislumbrar a participação de uma mente inteligente que tudo projetou. Não dá para acreditar, por toda a harmonia e equilíbrio entre essas Leis, num processo do acaso. 

A incontestável harmonia e interdependência das leis naturais não dão espaço para o acaso e o caos na criação do Universo e no surgimento da vida em nosso planeta. A complexidade dos sistemas biológicos ou dos fenômenos físicos indica que 'há uma mente guiando, desde o princípio, todo esse processo. 

“Como cientista não vejo por que não crer na existência de Deus. A razão dessa certeza, por exemplo, se dá quando contemplo a complexidade das reações químicas dentro de uma ‘simples’ célula, na qual estão incluídas a participação de várias enzimas, sempre na mesma seqüência, e que a falta de uma delas poderá interromper todo um processo responsável pela atividade celular. Isto é, cada uma delas é importante, nenhuma pode faltar. A conclusão que chego é que essa perfeita complexidade não existe por acaso.” (Airton Alencar de Araújo, Professor Universitário – UFC - UEce, Doutor em Ciências da vida – DrSci) 

“Segundo o biólogo americano Edward O. Wilson nossa predisposição para a religião seria um traço genético da nossa espécie. Segundo ele, nossa inclinação para acreditar em um ser superior pode ser resultado do comportamento de submissão animal presente em outras espécies, como os macacos Rhesus, em que apenas um macho dominante anda de cabeça e cauda erguidas enquanto a maioria do bando mantém a cabeça e a cauda baixas em sinal de respeito ao líder – na esperança de ser protegido por ele contra um inimigo. “O dilema humano é que evoluímos geneticamente para acreditar em Deus, e não para acreditar na biologia”, diz Wilson. Teses como a de Wilson foram reforçadas por pesquisas com primatas, como a realizada com chimpanzés na Tanzânia pela britânica Jane Goodall. Ao estudar os chimpanzés, Goodall descobriu que eles agem de maneira nada usual diante de uma cachoeira, adotando um comportamento de reverência que ela chamou de senso místico.

Além das pesquisas com os primatas, os neurocientistas já sabem quais partes do cérebro são ativadas durante os estados de meditação e oração. Pesquisas como essa, contudo, não podem provar a existência ou não de Deus – mas no máximo revelar quais regiões são responsáveis pelos estados místicos associados à ideia de uma divindade.

A [...] Teoria do Design Inteligente, defende que algumas das tarefas altamente especializadas e complexas do organismo – como a visão, o transporte celular e a coagulação – não podem ser explicadas apenas pela evolução. Essas tarefas seriam uma prova de que a vida seguira um projeto específico. Defendida pelo bioquímico Michael J. Behe, professor da Universidade Lehigh, na Pensilvânia, e autor do livro A Caixa-Preta de Darwin, a Teoria do Desenho Inteligente refuta as teses de Darwin e, por isso mesmo, tem sido considerada uma versão moderna – e mais sofisticada – do velho criacionismo bíblico, teoria pela qual o Universo e a vida foram criados de acordo com o relato do Gênese.”1 

O Papa Bento XVI em sua Encíclica Spe Salvi fala das características de um ateísmo mudado nos nossos dias: “o ateísmo virou uma crítica às ações omissas de Deus. Sua existência negada se explica somente porque ele permanece passivo diante da dor e do sofrimento.” 

O filósofo existencialista ateu, Sartre, comentou “Deus está morto, ele nos falou e agora se cala; o que tocamos é apenas seu cadáver.” Martin Buber, filósofo humanista, comentando esta frase de Sartre disse: “De fato Deus está escondido porque o coração e a fé não o procuram mais, mas uma razão doentia, orgulhosa; uma liberdade que não quer amá-Lo, mas apenas satisfazer suas especulações e sede de conhecimentos. Deus vivo não é apenas um Deus que se revela, mas também um Deus que se esconde.” 

O filósofo Decartes pregou que a religião não deveria mais ditar o que o homem deveria pensar, mas o homem. Ele colocou o homem no centro do sistema e o estudou pelo método racional, aplicável a todo o conhecimento humano. Mas, aí veio Blaise Pascal que colocou o "eu" submisso a toda a potência de Deus. E demonstrou que as verdades da razão e da fé não estavam na mesma ordem.

Em sequência veio Kant dizendo que não é a fé, mas a razão que pode dar ao homem a liberdade. Para ele a moral deveria se libertar de toda a referência exterior a razão humana. E depois vieram muitos e muitos outros. E muitas definições sobre fé, razão e Deus.

Acontece que antes de todos houve Alguém que disse “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8:32). Ele o disse porque ninguém continua o mesmo depois de O conhecer. Quando Ele liberta, somos verdadeiramente livres (João 8:51). Livres, principalmente, de nós mesmos e de nossas “tradições”.

Durante Sua vida Jesus Cristo ensinou os segredos de um viver autêntico. Curou enfermos, sarou feridas, perdoou e chorou com a dor humana. Aos hipócritas e aos necessitados falou com autoridade, porque tinha consciência de agir como Filho do Eterno Deus, e não apenas um simples pregador, muito menos um filósofo.

Sim, cremos que Deus existe e que Seus pés foram empoeirados pelos caminhos nos quais Ele aqui andou. Ele, o Grande Criador do Universo. Interrogado pelos líderes religiosos de Sua época sobre se Ele seria mesmo quem dizia ser. Respondeu Jesus: “A obra de Deus é esta: que creiais naquele que por ele foi enviado. 

Então, lhe disseram eles: Que sinal fazes para que o vejamos e creiamos em ti? Quais são os teus feitos? Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer pão do céu.

Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: não foi Moisés quem vos deu o pão do céu; o verdadeiro pão do céu é meu Pai quem vos dá. Porque o pão de Deus é o que desce do céu e dá vida ao mundo.

Então, lhe disseram: Senhor, dá-nos sempre desse pão. Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede. Porém eu já vos disse que, embora me tenhais visto, não credes.” (João 6:29-40)

Eles pediam sinais para crer. Testemunharam curas de cegos de nascença, de paralíticos, leprosos, cura de doentes espirituais (endemoniados), viram mortos ressuscitarem, multidões serem alimentadas com poucos peixes e pão e, no entanto, apesar do sinal diante de seus próprios olhos não quiseram crer. 

É, nossa referência para o que acabamos de afirmar é a Bíblia. A Bíblia não pertence aos protestantes, nem aos católicos. A Bíblia não é um instrumento de ensinamento denominacional. A Bíblia é um instrumento da verdade teológica.

Em tese, Deus, Sua Criação e Sua Palavra são assuntos de fé. Porém, que faremos de Jesus Cristo, de Sua Morte e Ressurreição? O que faremos da Cruz? Não estão estes fatos gravados na História? Jesus é um personagem empírico. Ele fez e faz parte de nossa História. As autoridades de Sua época não souberam o que fazer com Ele, nem com as verdades de Suas palavras. Seu julgamento e condenação estão registrados na História. Um julgamento injusto com um veredicto injusto, visto que Ele era inocente. (Mateus 27:12-54 ) 

Jesus é mais que real, os registros de Seus julgamentos nos afirmam. Ele foi apresentado diante de várias autoridades: teve “duas audiências preliminares, uma diante apenas de Anás e outra diante de Anás e Caifás. Ele foi acusado duas vezes diante do Sinédrio, primeiramente à noite e depois, de dia. Jesus compareceu por duas vezes diante de Pilatos, e uma vez diante de Herodes, entre os dois comparecimentos diante de Pilatos.” 

Por que? Simplesmente porque não havia um crime. E Eles não sabiam o que fazer!

Seus julgamentos “não foram planejados para examinar com imparcialidade a evidência, mas para forjar acusações que resultassem em condenação e morte para Jesus. Os líderes religiosos tomaram a decisão antes de começar qualquer julgamento: eles queriam a morte de Jesus. Apesar de manterem a aparência de legalidade, todo o processo – um tribunal convocado apressadamente no meio da noite – fez escárnio à justiça.” (William Johsson. Lição da Escola Sabatina, pág. 81. abril-junho.2005. Casa Publicadora Brasileira) 

“O Calvário, e o que aconteceu depois, tornam Jesus de Nazaré diferente de todos outros mestres religiosos que o mundo já conheceu. Outros deixaram ensinos sábios, fizeram coisas bondosas, reuniram um grupo de seguidores e se tornaram o centro de movimentos que persistiram e cresceram depois de sua morte; alguns desses se tornaram religiões mundiais. Mas só Jesus, depois de morrer, ressuscitou e reina como Salvador vivo. E isso faz toda a diferença do mundo.” (William Johsson. Lição da Escola Sabatina, pág. 80. abril-junho.2005. Casa Publicadora Brasileira) 

Jesus viveu os princípios que propagou. Ele viveu sua mensagem. Nisto há o crédito e a força de Suas palavras. Então, a História me dá credenciais para falar com certeza sobre Jesus. Com relação à Sua ressurreição necessitaremos de outra reflexão. E o faremos.

Reconhecer a existência de Deus implica responsabilidades para com Ele. Compromisso com os princípios que Ele ensinou. Por isso, tantos fazem questão de negá-LO. No encontro, um dia, face a face com Deus fará grande diferença se foi a fé que norteou meus passos.

Jesus Cristo é a grande verdade de Deus audível para nós. Com Ele aprendemos que crer não significa renunciar a razão. No entanto, somos conscientes de que para muitos fé e razão são incompatíveis.

Quanto a nós compreendo que a razão é impotente para por si mesma alcançar toda a verdade. Como disse Blaise Pascal: “O último passo da razão é reconhecer que existe uma infinidade de coisas que lhe superam.” 

Sim, cremos que Deus existe! O mal e o sofrimento não têm e não terão jamais a última palavra. A misericórdia divina impõe e imporá este limite. Neste instante o que dizemos a você leitor é um pequeno eco do que disse Santo Agostinho de Hipona, um dos maiores pensadores de todos os tempos. Um dos homens que mais viveu à procura da Verdade e a encontrou exatamente porque se deixou alcançar pela Verdade. Ele disse: “Desperta, homem, porque por ti Deus se fez homem”. 

Por tudo o que experimentamos em nosso relacionamento com Deus, afirmamos que tudo é mesmo uma desilusão quando Deus é excluído da vida, da consciência, da alma, da fé e da inteligência. Não seríamos honestas conosco se disséssemos o contrário. Sim, Deus existe, nós cremos!

Para concluir, decidimos acrescentar esse comentário do Reverendo Ed René Kivitz: "A pergunta ‘Deus existe?’ é uma pergunta sem sentido. Digo isso com o maior respeito, sei que tem muita gente querendo saber a resposta.

Mas a pergunta é mesmo idiota. Por uma razão simples: é uma pergunta sem resposta. Deus não é variável epistemológica de laboratório. Deus não é do mundo das coisas, passível de verificação pelos meios da racionalidade científica. Não há como provar que Deus existe. E também não há como provar que não existe. Perguntar a respeito da existência de Deus equivale a entrar num labirinto de argumentos não demonstráveis cientificamente e, portanto, fora do campo das certezas e das conclusões objetivas – se é que as verdades científicas são tão verdades assim. A crença em Deus não é uma questão de prova racional científica e objetiva, tipo “resposta certa”. É uma questão de fé.

Fico com a sugestão do cara que disse que ficar discutindo se Deus existe é um jogo em que a pergunta a respeito de Deus logo sai de cena e a discussão passa a ser a respeito de quem é mais inteligente ou quem melhor se preparou para o debate.

A pergunta é outra. Ou melhor, outras. Em vez de perguntar se Deus existe, minha sugestão é perguntar: 

1. Você acredita que deus existe? ou, você acredita em deus? 

2. De que deus você está falando? 

3. De onde tirou a ideia desse deus? Baseado em que você diz que deus é assim ou assado? E, finalmente, 

4. E daí, que diferença faz na sua vida acreditar nesse deus?" (Ed RenéKivitz)


Ruth e Brígida

Nota:


Comentários

  1. http://www.youtube.com/watch?v=kojrFqPapEA adoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooro velho testamento!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Caro China,

    Você tirou um tempo para ver os debates?
    Como podemos debater algo se não há o que debater?
    Sugiro que veja os debates aqui postados e dê sua opinião.

    Diga o que concorda e porque concorda com a parte que defende o ateísmo.

    Se não houver interesse de sua parte em um debate saudável, sem chacotas, um debate adulto e de respeito de todas as partes, creio que não há o que discutir.

    Não sei em quê é baseado sua crença ou descrença, não estamos aqui para fazê-lo crer ou desacreditar, estamos aqui para um diálogo fundamentado em algo.

    Esperamos seus questionamentos.

    Tenha uma boa noite!

    ResponderExcluir
  3. O ateu Justin Brown disse certa vez: "Se a bíblia está errada ao nos dizer de onde viemos, como podemos confiar nela ao dizer pra onde iremos."

    Tem gente que se satisfaz em ser um nada e findar num nada. Outros pensam que são tudo e o tudo finda em nada ser.

    Outros aprendem a se reconhecer discernindo que são mais do que o nada, embora percebam que precisam do Tudo para não mais nada ser.

    Que sejamos felizes, ao menos, em sermos o que somos.

    ResponderExcluir
  4. Cara Brígida, debatamos isto http://www.elivieira.com/2011/01/tres-perguntas-para-descrer-em-deus.html pode ser?

    Cara Ruth,
    quanta filosofia de boteco! Acho isso, acho aquilo, provo nada... Sou boazinha por ser cristiana, mas sou feroz e te ataco por seguir meus instintos animais de sobrevivência de grupo - o criacionismo explica isso? E meu grupo, minha igreja, meu deus, me perdoarão por atacar um infiel. A bíblia corrobora, o corão também.
    Ah, e se esse blablabla que esse tal de J. Brown disse foi uma pergunta, coloque o ponto de interrogação no final. Essa sua pressa denota rancor e necessidade de superação.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Mar 13, 2011 11:17 AM
      China

      Recebo seu abraço, mas me pergunto sinceramente, pelas palavras que vc disse, se queria realmente nos abraçar ou descer o braço. (risos)

      Desculpa, mas foi esta a impressão que ficou. Estou na paz pode crer.

      "... rancor e necessidade de superação?"

      Não, China não há nenhum desses sentimentos em mim. Desculpe se o fiz sentir-se assim.

      Sabe o que acho? É isso mesmo, o que acho. Seja feliz, muito feliz mesmo.

      Não posso lhe desejar algo mais sincero no momento, pois não lhe conheço e não gostaria de cometer nenhuma injustiça julgando precipitadamente.

      "Boazinha"!?

      China, sem hipocrisia alguma, o melhor que há em mim é obra DEle. Disto eu não acho nada! Eu tenho certeza. Evidências?

      Eu no meu dia a dia e as testemunhas que convivem comigo. Eu não preciso me justificar para vc, assim como vc não precisa se justificar para mim.

      Sigamos com os nossos olhares diante de tudo isto que é a vida. No final não encontraremos nada que venha dizer eu tinha razão ou vc estava errado. O que encontraremos será apenas a verdade do que sempre foi.

      Vc diz: "quanta filosofia de boteco![...] Ah, e se esse blablabla que esse tal de J. Brown disse foi uma pergunta, coloque o ponto de interrogação no final. Essa sua pressa denota rancor e necessidade de superação."

      Vc tem toda razão... errar é humano e eu na pressa não confundi, fui displicente. Existe realmente uma "?" no final. Valeu pelo toque.

      Então, corrigindo a frase:

      "O ateu Justin Brown disse certa vez: "Se a bíblia está errada ao nos dizer de onde viemos, como podemos confiar nela ao dizer pra onde iremos?"

      Valeu China.Cometi o erro da escrita sem a verificação do após.


      Longe, muito longe do que vc disse, meus sentimentos foram exatamente o contrário. Não pude deixar de dar uma boa risada pelo "filosofia de boteco".

      Interessante como vc pode ser divertido sendo ao mesmo tempo arrogante.

      Rancor? De que poderia eu estar sentindo rancor ou necessidade de superação?

      Viu? Desta vez não esqueci o ponto de interrogação. (risos)

      Este é um espaço livre para manifestações, vc é bem vindo, mas sugerimos que vc respire fundo e que não seja tão agressivo assim.

      Desculpe-me, mas foi essa a impressão que vc passou.

      Mas, posso até está fazendo um juízo errado de vc e vc não ser essa cara tão agressivo e cheio de raiva.

      Relaxa um pouco vai, senão isto que vc falou vai virar contra vc mesmo. Tendo vc mesmo como autor e agente: "Sou boazinha por ser cristiana, mas sou feroz e te ataco por seguir meus instintos animais de sobrevivência de grupo [...]"

      [Bonzinho por ser ateu, mas sou feroz e te ataco por seguir meus instintos animais de sobrevivência de grupo...]


      Não estamos aqui para julgar vc, muito menos para odiá-lo, então de coração, seja bem vindo. Mas, achegue-se na paz.

      Um abraço sem queda de braço.

      Excluir
  5. China,

    Você queria que eu respondesse, argumentasse no Twitter que cabe apemas 140 caracteres em cada post. Com exceção ao TweetDeck, mas esse não uso com frequência.

    Agora você quer levar os argumentos para outro espaço?

    Sugeri que saíssemos do Twitter e viéssemos para cá em primeiro lugar. Podemos continuar aqui?

    Como disse várias vezes, traga suas idéias para aasim aprendermos juntos... ciência meu caro, não deve deixar de ver todos os lados.

    Agora, não use a ciência que disse para dizer que religião não é ciência... Isso eu sei.

    Só deixei como exemplo que devemos olhar todos os lados.

    No Twitter você usou frases sem sentido, apenas piadinhas contra os criacionistas.

    Espero que aqui você leve um pouco mais a sério, pois não fazemos piadinhas sobre sua possível "origem animal".

    Tenha um bom dia!

    ResponderExcluir
  6. "Espero que aqui você leve um pouco mais a sério, pois não fazemos piadinhas sobre sua possível "origem animal"."

    Ah, adoro piadas.

    Fazem muito mais sentido que ironias vazias.

    Aliás, minha origem animal é a mesma que a sua.

    Possivelmente vc poderá ficar nervosa ao saber que suas células contém o mesmo tipo de informação genética q uma bactéria.

    Portanto, não necessariamente vc tem uma "origem animal".

    Como assim? Filosofemos.

    Levando pelo lado científico puro, vírus não são considerados seres vivos. A explicação está no fato de que eles não metabolizam, portanto, não se reproduzem. Entendamos isso e, se necessário, maiores explicações podem ser dadas à posteriori.
    Mesmo assim, possuem material genético de características invejáveis.
    Seu envoltório é espécie-específico e, em determinados tipos, causam estragos enormes à espécie humana, por exemplo.

    Perguntas:
    Foi deus que inventou os vírus, suas mutações, ações e desfechos?

    Se sim, estaria ele, deus, brincando de aniquilar a espécie humana aos poucos como uma forma terrível de punição?

    Se sim, obviamente, isso explicaria bem sua onisciência. Mas visto que, se ele, deus, nos deu o tal livre arbítrio, não seria razoável acreditar que ele "não" saberia desde sempre tudo o que aconteceria com cada ser humano na face da terra.

    Odioso?

    ResponderExcluir
  7. "Relaxa um pouco vai, senão isto que vc falou vai virar contra vc mesmo. Tendo vc mesmo como autor e agente: "Sou boazinha por ser cristiana, mas sou feroz e te ataco por seguir meus instintos animais de sobrevivência de grupo [...]""

    Querida Ruth,

    Espero não estar entendendo isto como uma ameaça, certo?

    Até porque "[Bonzinho por ser ateu, mas sou feroz e te ataco por seguir meus instintos animais de sobrevivência de grupo...]".

    Pau que dá em chico dá em francisco.
    Aceito e gosto. É debate. Defendemos nossas posições.
    Não me incomodo.
    Não sou fake e meu twitter pode ser acessado em @chinaulivieri (China é meu apelido e Ulivieri meu sobrenome).
    Vcs me chamam de arrogante e eu, até onde percebo, não estou cometendo nenhuma injúria.
    Se achar que estou, aponte, por favor.
    Estou tentando falar a verdade e fazer perguntas para que sejam respondidas, o que, de longe, não estão sendo.
    Não de forma criteriosa e de acordo com a racionalidade tão citada neste sítio.
    Então, segundo suas testemunhas no tocante ao desempenho divino marcante em sua vida, eu já deveria estar calado e conformado, mas não acho que seus argumentos sustentem uma verdade, no mínimo, plausível.

    Quero lembrar que fui convidado para debater idéias neste sítio e, até agora, não obtive resposta satisfatória.
    Nem cientificamente (motivo principal do convite), nem religiosamente, nem filosoficamente, apesar de sentir na sua pessoa um certo contentamento de ter um cético debatendo em seu sítio

    Peço desculpas caso tenha ofendido alguém e quero lembrar que não ligo, podem escrever à vontade sobre os "achares de ti" ou QUALQUER que seja o assunto.
    Só assim poderemos entender a quantidade e disposição de cada um em se defender a verdade, por mais dolorosamente que seja.
    Aliás, gostaria muuuuuuuuuito de ser questionado.

    Fiquem sempre a vontade.

    Abraços a todos, a você e saúde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Mar 15, 2011 02:54 AM
      China,

      fica dificil a gente debater se houver a disposição de ver o outro como inimigo. Não é assim que estou lhe vendo, fique em paz.

      Se vc foi convidado, sinta-se à vontade para ficar e nos comentar suas impressões, mas sejamos tolerantes a opinião do outro. Eu estou respeitando a sua. O simples fato de eu procure, mesmo que não lhe satisfaça, dar minha opinião com relação ao seu comentário, já deveria ser para vc uma demonstração do meu respeito e valorização por sua participação aqui.


      Este espaço se propõe a paz e não a competição de quem sabe mais.

      Poxa, não fiz ameaça a ninguém. Vc é livre para ficar ou sair. Fico feliz em compartilhar o que penso e para mim não faz diferença nenhuma se vc é ateu ou não. Estou sendo muito sincera.

      Não me senti ofendida em nenhum momento,mas gostaria de lhe pedir para quem sabe sair da defensiva. Não sou sua inimiga,sou apenas alguém com quem vc está trocando opinião.

      Fiquemos na paz.

      Excluir
  8. "Aliás, minha origem animal é a mesma que a sua.

    Possivelmente vc poderá ficar nervosa ao saber que suas células contém o mesmo tipo de informação genética q uma bactéria."

    Claro que sim. Só espero que eu não tenha evoluído de uma esponja ou uma cianobactéria... Sem preconceitos com nossas amigas bactérias. Quem sabe um dia consigo acesso para fazer um experimento em laboratório esperando que alguns espécimes procariotas ou eucariotas venham a se transformar em um ser humano dotado de telencéfalo altamente desenvolvido e polegares opositores.

    "Levando pelo lado científico puro, vírus não são considerados seres vivos. A explicação está no fato de que eles não metabolizam, portanto, não se reproduzem. Entendamos isso e, se necessário, maiores explicações podem ser dadas à posteriori.
    Mesmo assim, possuem material genético de características invejáveis.
    Seu envoltório é espécie-específico e, em determinados tipos, causam estragos enormes à espécie humana, por exemplo."

    Falando sobre os vírus... devo estar algumas décadas atrasada pois, até onde estudei sobre eles, não havia classe para eles. Ou seja, os vírus não são considerados seres vivos por alguns motivos, dentre eles a possibilidade de cristalização e a não sobrevivência fora de uma célula. Já ao mesmo tempo, tem características de seres vivos que é a capacidade de reproduzir, contém material genético e o retrovirus é o que mais me fascina ou intriga...(não sei como denominar ao certo)

    Essa espécie possui um elemento, uma enzima transcriptase reversa, que produz DNA a partir de uma molécula de RNA. Esse é o caso do vírus da gripe, da AIDS... Estão em constante mutação e por ser capaz de sofrer mutação é considerado ser vivo.

    Voltamos às bactérias. Essa também causam, causaram e ainda causarão estragos enormes à espécie humana, pois o organismo humano está cada vez mais tolerante às infecções devido ao mau uso de antibióticos... Mas isso você já sabe.

    "Foi deus que inventou os vírus, suas mutações, ações e desfechos?

    Se sim, estaria ele, deus, brincando de aniquilar a espécie humana aos poucos como uma forma terrível de punição?"

    Já que você tocou no assunto "invenção", responderei sobre a invenção e criação.

    Deus criou tudo perfeito. O homem inventou coisas boas e más.

    Há uma explicação para a origem do vírus? Até hoje Deus tem "inventado" os vírus?

    Pois, a cada dia são descobertos novos tipos de vírus, como também bactérias. Então chegamos ao ponto que você deseja:

    "Se sim, obviamente, isso explicaria bem sua onisciência. Mas visto que, se ele, deus, nos deu o tal livre arbítrio, não seria razoável acreditar que ele "não" saberia desde sempre tudo o que aconteceria com cada ser humano na face da terra."

    Deus é onisciente. Sabia da possibilidade da existência do pecado. Porém, Ele não criou robôs auto programados para fazer a Sua vontade. Criou-nos livres. A liberdade nos leva a caminhos que nós escolhemos. Não Deus.

    Se fosse assim, não haveria ateus, certo? Seríamos programados para crer.

    A invenção humana interviu na ciação perfeita de Deus. Então, pergunto: Deus é onisciente, nos deu liberdade, pode o homem ter interferido na criação e ter iniciado uma cadeia de invenções que por consequência passou a existir os vírus?

    Enfim, respondi algumas questões, que podem não ser válidas ou aceitas por você.

    Respondi com perguntas. Isso é válido para você?

    Em minha formação percebi que as pessoas aprendem mais ao serem questionadas que recebendo respostas prontas.

    Como bem disse a Ruth:

    Fiquemos na paz.

    ResponderExcluir
  9. Cara Ruth,

    Foi exatamente vc que, em um post sobre cientistas "do mal", colocou o termo "achismo" como forma de ataque pessoal à estes. Vou além, chamou-os de anticristos.

    Pergunto: Como farei para me satisfazer em termos de respostas vindas deste sítio se, por falta de argumentação científico-filosófico as respostas são dadas na base do "achismo" e, se quando alguém emite uma opinião (ou mesmo se - o que não é o caso - encorra em algum crime) este é julgado e taxado de "anticristo"?

    Querida Brígida,

    Folgo em saber que, de alguma forma, estudastes Biologia.
    Discorrestes um texto bonito, cheio de contradições e erros, mas bonito.
    O caso é que esplanei de forma suscinta sobre os vírus apenas para ilustrar para outro alguém que pudesse ler o post entender a argumentação e corpo da pergunta.
    Não tenho intenção nenhuma de discutir caracterização ou uma hipotética sistemática viral.
    E, interessantíssima sua tese sobre o origem viral. Gostaria que vc me desse o nome ou site do autor de tal explicação. De verdade, por favor. Se foi um delírio, então deixa prá lá.

    Quanto aos polegares opositores e a tese do design inteligente, grande coisa, pois camaleões sem um polegar definido, podem-se agarrar e manterem-se em trancos finos de árvores tanto quanto nós podemos segurar um bastão. Bela porcaria.
    E, quanto ao "telecéfalo desenvolvido", vou além. Vc definitivamente descende de um hipotálamo primitivo, isso sim.
    Aliás, deves estar fazendo uso dele agora, numa possível variação de humor. ;)

    E, para variar, NINGUÉM RESPONDE MINHAS PERGUNTAS! Que frustração...

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Mar 15, 2011 10:48 AM

      Não lhe conheço bem ...mas há possibilidades de que vc se engane, cite o texto onde fiz esta menção e então falaremos. Gosto muito do contexto.

      Excluir
    2. Ruth AlencarMar 15, 2011 06:00 PM

      China, vc disse:

      “Foi exatamente vc que, em um post sobre cientistas "do mal", colocou o termo "achismo" como forma de ataque pessoal à estes. Vou além, chamou-os de anticristos.”

      O que eu escrevi lá no http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/11/debates-entre-teistas-e-ateistas.html?showComment=1300213953848#c2112469410364413927 :


      Este discurso não é novo. Um ser num passado antigo disse isto, as palavras de Dawkins são apenas eco do que foi dito por aquele que julgou a si mesmo superior em relação aos outros.

      Estou convencida que Dawkins é apenas mais um dos muitos instrumentos que este alguém utiliza ainda na tentativa de mostrar que seus argumentos são verdadeiros.

      Pobres anticristos, miseráveis argumentos!

      Como pode alguém acreditar que a fé e a esperança são maléficas?

      Religião para mim resume-se nisto: fé e esperança. Qual é o instrumento maior que a ciência usa? Pobres “cientistas”... pobres pretensos cientistas, que manipulam dados, contam mentiras, trabalham hipocritamente!
      Pobres pretensos cristãos!

      Eis uma prova interessante de que Ciência e a Religião são almas gêmeas. Sofrem do mesmo mal: a hipocrisia de alguns de seus defensores.

      Não, a Ciência não pode negar a fé e a esperança. Assim como a religião não pode negar a busca pela verdade. Não é este o bem maior da verdadeira Ciência? Crer que há uma verdade? Acreditar que um resultado será alcançado? Esperar encontrar as respostas?

      Quem declarou-Se a Si mesmo a Verdade também afirmou que havia vãs filosofias. E foi DEle tais perguntas: “Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento. Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?” (Jó 38:4-5)

      Excluir
    3. Ruth Alencar Mar 15, 2011 06:00 PM

      Jesus quando aqui andou falou dos muitos anticristos que apareceriam. Mas, Sua mensagem principal foi que conhecêssemos a verdade porque esta nos libertaria. Por isso, Ele foi visto freqüentemente entre os que a sociedade considerava “inválidos sociais”. Inclua-se nesta sociedade os líderes religiosos. Talvez, por isso, a religião seja tão mal interpretada.

      Alguns pretensos cristãos ao longo da História têm se escondido atrás do nome “Deus” e feito miséria! E é a imagem distorcida que eles projetam que negam as mensagens de Deus: “amem seus inimigos”, “vá e não peques mais”. “Qualquer um que odiar seu irmão já cometeu assassinato”.

      É interessante, no mínimo constrangedor, pensar Deus projetando essas perguntas para homens como Dawkins e Atkson, cientistas ou não:

      “Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento. Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?” (Jó 38:4-5)

      “quem encerrou o mar com portas, quando irrompeu da madre; quando eu lhe pus as nuvens por vestidura e a escuridão por fraldas? Quando eu lhe tracei limites, e lhe pus ferrolhos e portas, e disse: até aqui virás e não mais adiante, e aqui se quebrará o orgulho das tuas ondas?” (Jó 38:8-11)

      “Acaso, a chuva tem pai? Ou quem gera as gotas do orvalho? De que ventre procede o gelo? E quem dá à luz a geada do céu? As águas ficam duras como a pedra, e a superfície das profundezas se torna compacta.” (Jó 38: 28-30)

      “Acaso, anularás tu, de fato, o meu juízo? Ou me condenarás, para te justificares?” (Jó 40: 8)
      Como cristã sei o valor da esperança, da fé no ato de viver.

      Como cristã sei o quanto Deus me faz bem. E o quanto este mundo seria infinitamente melhor se os homens conhecessem Deus como Ele É.

      A fé é muito mais racional do que a incredulidade!

      Sinto pelas pessoas que insistem em negá-LO
      A verdadeira Ciência tem ao seu lado verdadeiros cientistas.

      E quem são os verdadeiros cientistas?

      São aqueles que não compactuam com a mentira, com a manipulação dos dados. Produzem trabalhos que têm aplicabilidade. Estes conseguem transformar os argumentos teóricos em terrenos seguros. Trazem respostas.

      O verdadeiro cientista tem como instrumento de pesquisa a verdade cientifica. Ele não inventa, ele alcança.

      O verdadeiro cientista despreza a mentira, a desonestidade,o achismo e a arrogância.

      Excluir
    4. Ruth Alencar Mar 15, 2011 06:25 PM

      Pronto este foi o texto que escrevi.

      Não liguei os cientistas ateístas ao mal, mesmo pq se assim houvesse feito não estaria sendo honesta. Não faço Ciência, mas freqüento o meio cientifico e posso lhe dizer que conheço cientistas teistas que não são nada honestos.

      Se vc ler com calma vai perceber os pretensos cristãos cientistas.

      Agora, qual a definição de anticristo?

      "Anticristo (do grego αντιχριστός i.e. "opositor a Cristo") é uma denominação comum no Novo Testamento para designar aqueles que se oponham a Jesus Cristo, e também designa um personagem escatológico, que segundo a tradição cristã dominará o mundo nos últimos dias antes que haja a segunda vinda de Cristo." (google)


      Não chamei ninguém de demônio. Apenas disse que como Dawkins se opunha a tudo o que se relaciona a Deus ele age como um anticristo.

      Honestamente, eu falei alguma mentira ai? No youtube existem inúmeros vídeos onde ele, Dawkins mesmo, declara esta posição.

      Explicando o que acabei de dizer: Não estou dizendo que Dawkins se declara anticristo em vídeos no youtube. Estou dizendo que ele mesmo afirma ser um oponente da religião.

      Excluir
  10. http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/03/expulso-nenhuma-inteligencia-sera.html

    ResponderExcluir
  11. "fica dificil a gente debater se houver a disposição de ver o outro como inimigo."

    Responda a isto ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE POR VOCÊ!

    Esta argumentação é típica de irracionalidade.

    Não tenho inimigos.

    ResponderExcluir
  12. http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/03/expulso-nenhuma-inteligencia-sera.html

    O documentário não fomos nós que fizemos...

    E seu mentor admite o "design Inteligente"!

    ResponderExcluir
  13. Querida Ruth, mais uma:

    Se um dia, hipoteticamente, vc for acompanhar um familiar muito querido a um pronto-socorro qualquer e o médico diagnosticando um quadro agudo de uma hipotética doença e receitar "Chá de Terra de Cemitério" a este ente querido, vc vai aceitar?

    Ou melhor, vc será tolerante, passiva e subjugada a tal procedimento?

    Claro que não, não é mesmo?

    Eu, pelo menos, não seria.

    E sabes por quê?

    Simplesmente pq vc terá a quase e definitiva certeza de que trata-se de uma MENTIRA, uma FALÁCIA SEM EXPLICAÇÃO CIENTIFICAMENTE DIGNA.

    (Entendestes agora o q significa paralelo?)

    Então, querida, não me peça para ser tolerante com o que, à priori, eu entenda como mentira.

    Não é raiva, inimizade, ou seja lá o nome que queiras dar.

    O certo é CETICISMO.

    ResponderExcluir
  14. "Cita por favor onde minha afirmativa está errada."

    I- "espécimes (...) eucariotas venham a se transformar em um ser humano"
    - Humanos são, definitivamente, eucariontes.

    II- "até onde estudei sobre eles, não havia classe para eles"
    - Nem reino, filo, ordem, família, gênero ou espécie. Até porque, como escrevi - e vc é uma ótima interpretadora de textos especializada - vírus NÃO são considerados seres vivos porque...

    III- "tem características de seres vivos que é a capacidade de reproduzir"
    -... NÃO metabolizam e, se NÃO metabolizam, NÃO são capazes de se reproduzir.

    IV(a)- "e a não sobrevivência fora de uma célula."
    - Se não sobrevivem fora de uma célula é pq NÃO são seres vivos. SOMENTE SERES VIVOS SOBREVIVEM.

    IV(b)- "e a não sobrevivência fora de uma célula."
    - Se trocarmos o errado termo "sobrevivência" por "manutenção de suas estruturas físico-químicas", como vc explicaria a infecção, pelo por vc menos citado, vírus da gripe?

    V- "Estão em constante mutação e por ser capaz de sofrer mutação é considerado ser vivo."
    -Ah, minha cara, se vc me disser quem foi o idiota que te ensinou isso eu juro que vou atrás dele e mando prender!

    Já, já mando mais para suas interpretações.

    ResponderExcluir
  15. Brígida Oliveira
    @
    @chinaulivieri Quando for discutir algo, pesquise sobre. Para não cair na literalidade da leitura. Comece por história, política, filosofia,
    11 Mar Favorite Retweet Reply

    ResponderExcluir
  16. I- "espécimes (...) eucariotas venham a se transformar em um ser humano"

    claro que são, não disse o contrário. Quando disse espécimes, me referi às bactérias.

    II- "até onde estudei sobre eles, não havia classe para eles"

    Ok... o que disse de errado aí? teria que citar também "Nem reino, filo, ordem, família, gênero ou espécie".

    III- "tem características de seres vivos que é a capacidade de reproduzir"
    "Para se multiplicarem os vírus utilizam o processo reprodutivo da célula hospedeira, redirecionando o metabolismo destas pela substituição do ácido nucléico celular. Os vírus podem infectar desde bactérias até seres humanos." Fonte? GOOGLE

    IV(a)- "e a não sobrevivência fora de uma célula."
    - Se não sobrevivem fora de uma célula é pq NÃO são seres vivos. SOMENTE SERES VIVOS SOBREVIVEM.

    Ok. Virus não tem nenhuma característica de ser vivo?
    "De todas as características dos seres vivos, os vírus apresentam somente duas: a capacidade de se reproduzir e de sofrer mutações. Por essa razão, os cientistas ainda não chegaram a um acordo se devem ou não classificar esses seres como organismos vivos." fonte? GOOGLE

    IV(b)- "e a não sobrevivência fora de uma célula."
    - Se trocarmos o errado termo "sobrevivência" por "manutenção de suas estruturas físico-químicas", como vc explicaria a infecção, pelo por vc menos citado, vírus da gripe?

    Através de hospederio.Pode ser hospedeiro microbiológico, não preciso pegar um pela mão e levá-lo ao destinatário...(risos)
    Desculpe-me...não me contive aqui.(risos)

    V- "Estão em constante mutação e por ser capaz de sofrer mutação é considerado ser vivo."
    Correção: também tem característica de ser vivo por ser capaz de sofrer mutação.
    Não costumo me contradizer, ao menos não em um mesmo texto. (sem querer acusá-lo disso é claro)(risos)

    Sobre a fonte... peguei a mais próxima. Pode mandar prender todos os autores dos artigos do GOOGLE primeiro. Depois te passo o nome da universidade para vc procurar os meus ex professores doutores.

    Só para constar: A Universidade que estudei envia os mestres para seu país para fazerem projetos de pesquisa. Os Doutores tem PHD em universidades em UK e US.

    Pronto. A prova de biologia está respondida.

    Agora, fala sério! Espero que você mostre respeito aqui, ou não responderei mais suas perguntinhas. Você é bem vindo até que desrespeite alguém. Nosso objetivo não é provar quem sabe mais. Se quiser pessoas graduadas em Biologia... temos para debater com você. Porém creio que não terão tanta paciência, pois não vivem para isso.

    ResponderExcluir
  17. "Coitadas das criancinhas com estes professores ESPECIALIZADOS!"

    Coitados mesmo, pego pesado com eles! Mas depois de um tempo agradecem pelo ensino.

    ResponderExcluir
  18. Corrigindo o comentário:

    "Folgo em saber que, de alguma forma, estudastes Biologia."

    Talvez o ensino do Brasil não seja o mesmo que o ensino português...

    Não, não me formei em biologia, como não me formei em teologia, filosofia, podologia, manicure e pedicure...

    Cita por favor onde minha afirmativa está errada.

    Preciso citar fontes? Não pesquisei para falar sobre um assunto tão rotineiro aqui no Brasil.

    já que estás em um sítio diferente do nosso. Afirmo que microbiologia é estudo de ensino fundamental cá no Brasil.

    Porém, diga-me o que folgas em saber sobre mim,
    ou melhor, sobre o que estudei.

    "E, para variar, NINGUÉM RESPONDE MINHAS PERGUNTAS! Que frustração..."

    Estão precisando mesmo e urgente de professores de qualidade para ensinar leitura e compreensão de textos aí em Portugal.

    Alfabetização, leitura e escrita é "uma das minhas" ESpecializações acadêmicas.

    ResponderExcluir
  19. Esta página sofrerá uma alteração. Os comentários porém serão preservados.


    Aguardem

    ResponderExcluir
  20. Pronto. Está feito, podemos voltar a comentar.

    ResponderExcluir
  21. Respostas
    1. Ruth Alencar Mar 17, 2011 08:40 AM

      T'EUS, que bom vê-lo por aqui.

      Com relação ao seu comentário o que me veio rapidamente à mente foi: talvez sim, talvez não... quem sabe.

      De qualquer forma nossa intenção ao questionar não está basicamente direcionada a um grupo de pessoas.

      A pergunta foi lançada. Semana passada um amigo muito próximo, chocado com tanta tragédia e sofrimento, e que se define como "cristão" me disse:

      "Eu sei que há uma grande prossibilidade de que haja realmente um Deus que a tudo observa... mas tem hora que eu gostaria realmente de poder ouví-Lo mais de perto. Tenho me feito muitas perguntas... preciso tanto de respostas."

      Penso que os depoimentos que aqui serão postados pelos que decidirem postar poderão ajudá-lo a tomar a sua decisão. Afinal, o princípio da crença em Deus é importantissima para os que querem ouvir a Sua voz. Ele me disse que acompanharia este tópico.

      De qualquer forma ele é alguém muito sincero e quer realmente encontrar as respostas que tanto procura. Como quem procura, sempre acha... (risos)

      É por estes principalmente que vão nossos esforços.


      um grande abraço


      Só um lembrete, ser ateu ou agnóstico não é sempre uma condição final. Mas, o contrário tb acontece, então que sejamos portadores de luz.

      Como bem disse São Francisco de Assis:

      Mestre, fazei com que eu procure mais consolar que ser consolado. (..) Onde houver trevas que eu leve a luz...

      Excluir
  22. As provas da existência de Deus estão aí, visíveis a nós.

    Um bom exemplo que pode caracterizar isso é que muitos (na verdade, a maioria) cientistas vêm tentando "abafar" os estudos desenvolvidos sobre o tal Design Inteligente.

    Ora, se a Teoria do Design Inteligente não fosse tão consistente, com certeza não atormentaria tanto os defensores do Darwinismo. A relevância das teorias criacionistas no meio científico cresce tanto que começa a assustá-los.

    Algo interessante do texto postado é que não apenas as Ciências Biológicas, mas também a História, traz provas da existência de Deus.

    E o mais importante é que essas evidências sejam valorizadas por nós cristãos, no sentido do fortalecimento de nossa fé.

    Por isso digo que se a fé é a "convicção de fatos que não se vêem", a crença em Deus vai além desse tipo de convicção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Mar 17, 2011 08:45 AM

      Israel

      "a fé é a "convicção de fatos que não se vêem", a crença em Deus vai além desse tipo de convicção."

      É isto que precisa ser compreendido. O mais difícil é crer, escutando o silêncio de Deus. Crer ouvindo a Sua voz é fácil demais.

      Por isso, Jesus disse: "Bem-aventurado os que não vêem e crêem."

      Este é o tipo de fé que é capaz de transpor montanhas, abrir mares, enfrentar leões...

      Excluir
  23. Ruth

    No texto acima faltou um sinal de interrogação, então, leia-se:

    Então, como explicar a falta de lógica na existência de um Ser cuja obra revelada é absolutamente lógica, quando conhecida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Mar 18, 2011 08:06 AM

      "Entendo que:

      - Alguém só estará realmente evangelizado quando o seu entendimento lhe permitir aceitar o Evangelho."


      Pedro, tenho compreendido que o discernimento da necessidade de Deus nos faz procurá-LO. Muitos entram em contato com a verdade mas a rejeitam simplesmente pq simplesmente ela não lhes diz nada ou pq não a querem em suas vidas.


      Outros duvidam que seja verdade. Outros simplesmente a abraçam e vivem por ela.

      O interesse e a vontade de Deus é que todos cheguem ao arrependimento. O problema é que para arrepender-se é preciso estar convencido de que precisa arrepender-se. O estar convencido passa pelo processo complexo do livre arbítrio e do discernimento.

      De uma coisa eu sei o Senhor julgará a cada um de nós naquilo que somos responsáveis. Ele é justiça tanto quanto é amor.

      Excluir
    2. Ruth Alencar Mar 18, 2011 08:23 AM

      Pedro,

      "- Deus nunca desiste de um filho Seu. Eis o exemplo.

      - Como desistir de evangelizar, se "A vida eterna é esta: que Te conheçam..."


      Você compreendeu tudo.


      "- Admitir a existência de Deus é um ato de fé, pois,não há lógica para explicá-Lo. Porém, uma vez aceita a Sua existência, tudo que dEle procede tem lógica. Então, como explicar a falta de lógica na existência de um Ser cuja obra revelada é absolutamente lógica, quando conhecida? No universo tudo é lógico, quando devidamente conhecido."

      Excluir
  24. "Amo a humildade."

    Todo doutrinador ama. Hitler também a amava. Faz parte do arsenal de possibilidade de impor juízos de valores em quem é submisso. Hulmildade em demasia conota submissão.
    Por outro lado, a psicologia admite que certo grau de arrogância permeia os perfis dos intelectuais e gênios, aqueles que não se diexam enganar por contos de fadas e verdades improvadas.

    ResponderExcluir
  25. Ruth

    Apenas idéias particulares... sem contestação.

    No universo da lógica, verdade é aquilo que pode ser provado.

    No campo especulativo, verdade não comprovada e mentira não provada se equivalem.

    É fato inegável que só o conhecimento de causa leva à comprovação do que é verdade e do que é mentira.
    Enquanto não se dispõe do conhecimento necessário para essa definição, as prováveis evidências são os elementos “palpáveis” para fundamentar as nossas convicções.

    No meu entender, sem panteísmo, a natureza, o universo, oferecem elementos que facilitam mais a formulação de um conceito lógico, em relação à provável Inteligência que há por trás de tudo, do que à expectativa de evidências da existência/evolução puramente materialista.

    Se encontrássemos uma cidade desabitada, construída num disserto, em que hipótese haveria mais probabilidade de lógica?
    a) Um arquiteto projetou essa cidade.
    b) A areia movimentada pelo vento resultou nessa cidade.
    Então, um Engenheiro Universal ou a tese evolucionista?
    .
    .

    Nunca se perde tempo, enquanto se prega o Evangelho!
    .
    .

    ResponderExcluir
  26. Argumentos racionais não costumam funcionar com pessoas religiosas. Caso contrário, não haveriam pessoas religiosas. — Gregory House, M.D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 5, 2011 08:51 AM

      Gregory House?!

      Vc está falando do personagem ficticio da série americana House?

      Se vc está falando deste personagem ficticio. Só para descontrair (risos) indico este link: "Verdades sobre Dr. House."

      http://desciclopedia.org/wiki/Fatos:Dr._House

      Eu prefiro esta frase aqui, dita por Paulo de Tarso... um alguém real experimentado na vida e dono de uma racionalidade incomum.

      “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus.

      Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus.

      Ora, nós não temos recebido o espírito do mundo, e sim o Espírito que vem de Deus, para que conheçamos o que por Deus nos foi dado gratuitamente. Disto também falamos, não em palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo Espírito, conferindo coisas espirituais com espirituais.

      Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.”

      1 Corintios 2: 9-14

      Minha fé não é irracional. Eu sei de onde vim, quem sou e para onde vou.

      Excluir
  27. Jesus não é meu melhor amigo, tenho amigos reais. — Andrew Lias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 6, 2011 06:54 AM

      Essa é a questão. Jesus é real para os que O conhecem.

      Excluir
  28. Haldol pode resolver seu caso.

    http://igrejaateista.tumblr.com/post/4400887648/goodreasonnews-wow-sem-religiao-voce-ve

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 6, 2011 06:17 PM

      Haldol?? Tá...

      Porém, não posso negar que vc me fez dar umas boas gargalhadas.

      Como não conseguem compreender as experiências de fé, acham que somos doentes...

      Também conheço pessoas que precisam tomar Haldol, Fenergan, etc. São pessoas com problemas de saúde, mas precisamente ligados a problemas emocionais com certas deficiências orgânicas. Não há uma ligação direta com o espiritual, é mais um problema de ausência de saúde física mesmo.

      Por isso, acho que vcs precisam encontrar uma outra explicação.

      Eu continuo firme na certeza de que a volta de Jesus, como Ele prometeu que ocorrerá, será a resposta final para todos esses problemas: a solidão, a baixa auto-estima, a falta de esperança, o desespero... e todas as doenças emocionais.


      "Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim Se levantará sobre a Terra. Depois revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus. Vê-LO-ei por mim mesmo, os meus olhos O verão, e não outros; de saudades me desfalece o coração dentro de mim."
      Jó, o patriarca com a fama de ter sido o homem mais paciente do mundo (Jó 19:25-27)

      Tudo isto não precisa acontecer para o seu desespero.

      Excluir
  29. Pelo visto os adeptos da igreja ateísta não são tão ateus assim, tem até igreja.

    Religão? Precisa de religião para ser cristão? Falando é claro, de religião no conceito comum de hoje.

    ResponderExcluir
  30. "Haldol pode resolver seu caso."

    Sempre com palavras discriminatórias.

    O Bom que tem ateus que usam Haldol(eu conheço) e que são pessoas bem mais tolerantes e educadas. São pessoas normais, que precisam de medicação, assim como o diabético precisa de insulina.

    Todo ateu tem saúde perfeita? Não!
    Nem todo crente tem. Somos humanos e passíveis de falhas no sistema.

    ResponderExcluir
  31. C.S Lewis um agnóstico convertido ao cristianismo, o qual foi um brilhante professor de Literatura na Universidade Cambridge, na Inglaterra , escreveu: "Você poderia imaginar um peixe reclamando do mar ou por estar molhado? Se os peixess fizessem isso, esse fato fortemente sugeriria que eles nem sempre foram criaturas aquáticas. Se nós somos apenas produtos de um universo material, como explicar que não estamos nunca completamente felizes aqui?"

    Todos os nossos anseios não realizados provam a nobreza da nossa origem. Somos filhos de Deus, criados para sermos felizes. Infelizmente a entrada do mal em nosso mundo desorganizou a família humana. Deixamos de ver, pensar e agir direito. Alienados de Deus, nos tornamos alienados uns dos outros e de nós próprios.

    Você pode não acreditar, mas Jesus não deixará de ser real somente porque vc decidiu que Ele não existe.

    Sinto muito, mas não tenho fé suficiente para ser descrente...

    ResponderExcluir
  32. Somos naturalmente teistas.

    Sabe, Anônimo, eu não duvido que um ateu consiga ser feliz. Mas, confesso que tenho dificuldades para acreditar que ele consiga ter uma vida com sentido se mantendo coerentemente ateu. Um ateu que vê propósito na vida é um ateu incoerente. Afinal, o futuro se apresenta para vcs de maneira muito autodestrutiva. Não é para isto que marcha o Universo na visão de vcs?

    Dentro do ateísmo, o universo e a vida não tem propósitos objetivos. Tem toda a história de processos aleatórios, não-dirigidos,
    "relojoeiro cego", etc.

    Qualquer propósito para a vida é emprestado de outra cosmovisão. Por isso, ateu que acha que a vida e o universo têm propósitos objetivos está sendo incoerente, e emprestando algo de outras cosmovisões.

    O ateísmo é um exercício de auto-engano:

    "Deus não existe."

    "O universo na verdade não tem sentido objetivo."

    "A vida não tem sentido objetivo."

    Então damos um sentido ao universo e à vida. "Isso é um sentido inventado, subjetivo e não real." É a "mentira nobre" necessária para viver num mundo sem Deus.


    Desculpa, Anônimo, mas acho mais lógico um viver pela fé.

    ResponderExcluir
  33. Exercício da fé e sua total ausência de lógica.

    Era uma vez um marinheiro que adorava o que fazia.
    Tinha sido criado na fé cristã e, como bom cristão que o era, orava todos os dias para agradecer a deus por sua vitória pessoal.
    Mesmo sabendo que deus poderia lhe dar um pouco mais de inteligência, era satisfeito com o que tinha, pois o que tinha lhe provia e à sua família.
    Certo dia, num descuidado infortúnio, teve sua perna decepada por um arpão.
    Em sua dor, psíquica e física, orou a deus para que, como bom cristão que o era, lhe livrasse do mal, amém.
    Mas o destino foi cruel.
    A vida lhe foi poupada, mas seu emprego lhe foi tirado, seu sustento usurpado pela deficiência e sua dignidade jogada ao esgoto.
    Por que, deus, por que comigo?
    Orou mais ainda e, quanto mais rezava, mais chegava à conclusão que sua perna não regenerava.
    Mas se a deus tudo é possível, por que deus não regenera minha perna? Afinal, bons atos e virtudes transbordam em minha vida.
    Mas, ao que tudo indica, ou deus estava surdo, ou estava zombando de sua cara - pois deve ser muito bom ver pessoas desesperadas pedindo favores e, mesmo assim, sem motivo aparente, negar-lhes - ou, o mais provável, dEUS NÃO EXISTE!
    Mas o marinheiro não desistiu!
    Leu e releu a bíblia, pois tempo agora é o que não lhe faltava.
    Mas a bíblia não lhe ofertava respostas, bem como passagens que pudessem lhe explicar porque deus ressucitava defuntos já podres e não conseguia lhe devolver sua perna?
    Pelo que lhe parecia, ressucitar mortos seria mais difícil, não seria?
    Mas o marinheiro teve uma epifania quando, ao assistir a um televangelista, descobriu que sua sua perna poderia ser, num futuro próximo ou mais longo, ser regenerada - o que ele execrava.
    Por pesquisas com células-tronco totipotentes a ciência lhe dava as esperanças que o televangelista lhe tirava, dizendo que, se sua felicidade dependesse da ciência, seu destino seria o inferno.
    Qual doença mental eu teria para que minha felicidade, simples assim, apenas andar novamente, fosse comparada a um assassinato?
    Bom, para encurtar, foi o estado laico, e não a igreja que devolveu-me o direito de andar através de uma prótese fabricada com know-how científico, e não religioso.

    Abraços à todos,

    Pirata da Perna-de-Pau.

    Moral da história: A fé não regenera membros amputados, nunca regenerou e nunca vai regenerar. Nunca removeu montanhas, e nunca vai remover.

    E sinto-me feliz por dizerem que vou para o inferno. Assim terei a certeza e a satisfação de não estar no mesmo lugar que vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 7, 2011 08:34 AM

      “E sinto-me feliz por dizerem que vou para o inferno. Assim terei a certeza e a satisfação de não estar no mesmo lugar que vocês.”

      Puxa... nem falei em inferno. Muito menos disse que vc irá para o inferno!

      Vc acredita em inferno? Consegue acreditar em inferno, mas não acreditar em Deus...

      Tá, vc não acredita apenas usou uma expressão que empregamos. Vou lhe surpreender. Não lhe quero no inferno.

      Aliás, precisamos definir o que é inferno. Não acredito nesta coisa de um lugar queimando eternamente com seres humanos a sofrer por toda uma eternidade! Não é isto que está reservado para os que não desejam uma eternidade com Deus. Ele é misericordioso demais para aceitar que de um lado esteja um grupo de seres humanos felizes e de outro um grupo a sofrer cruelmente.

      Estou dialogando com vc porque vc mesmo oportunizou isto ao nos visitar com seus comentários interessantes. Não pense que por pensar e ver diferente de mim me incomoda com sua presença. Ao contrário, eu gosto de conversar sobre Deus, mas se encontro alguém que contesta Sua existência, tb respeito e não me nego um bom diálogo.

      Digo a vc de coração: não lhe quero “neste inferno”. Se estes fossem meus sentimentos eu seria uma grande hipócrita em relação a tudo que tenho escrito por aqui.

      Não sei como vc se chama e nem é preciso que se identifique, mas quero que vc saiba que tenho muita consideração por seus comentários. Penso que podemos conviver neste espaço virtual sem nos querer mal. Continuo acreditando que somos todos livres e responsáveis por nossas escolhas e decisões e isto implica o terreno das idéias.

      O que tenho feito aqui é apenas apresentado reflexões... a vc ou aos leitores fica a liberdade de ler, aceitar, contestar, rejeitar... quero-lhe livre, pois foi para isto que vc existe, para ser livre.

      Excluir
    2. Ruth Alencar Apr 7, 2011 10:09 AM

      Vc disse: “A fé não regenera membros amputados, nunca regenerou e nunca vai regenerar. Nunca removeu montanhas, e nunca vai remover.”

      Vou lhe chocar, mas acredito literalmente que a fé remove montanhas... só não entendo a objetividade disto. Por que acredito? Porque no passado Deus abriu o mar para libertar um povo.
      Destruiu o mundo com águas em um dilúvio. Sei que Ele é Onipotente e nada lhe é impossível (pelo menos no que concerne a não ir contra Si mesmo).

      Só é um pouco complicado para dialogarmos pq vc já decidiu no seu coração não crer mais em Deus. Então, nem na Bíblia vc crê e é nela que posso me referendar.

      Concordo com vc quando diz que “a fé não regenera membros amputados, nunca regenerou e nunca vai regenerar.”

      Não é a fé que regenera, mas o agir de Deus. A fé é a demonstração da permissão que damos para esse agir de Deus.

      A Bíblia registra inúmeros exemplos onde isto aconteceu. Membros foram regenerados sim:

      Versão King James:

      "E uma grande multidão vinha ter com ele, tendo com eles aqueles que eram aleijados, cegos, mudos, mutilados e muitos outros, e lançou-os aos pés de Jesus, e ele os curou"

      Versão Young's Literal Translation:

      "e veio a ele uma grande multidão, tendo com eles outros coxos, cegos, mudos, mutilados e muitos outros, e lançou-se aos pés de Jesus, e ele os curou"

      Versão Webster's Bible:

      "E uma grande multidão veio ter com ele, tendo com eles aqueles que eram aleijados, cegos, mudos, mutilados e muitos outros, e lançou-os aos pés de Jesus, e ele os curou"

      Versão American Standard:

      "E vieram a ele grandes multidões, tendo com eles os outros aleijados, cegos, mudos, mutilados e muitos, e lhos puseram aos pés e ele os curou"

      Jesus curou amputados, mutilados, especialmente de pés e mãos (como explica o dicionário de grego bíblico Strong)

      Vc disse: "Por pesquisas com células-tronco totipotentes a ciência lhe dava as esperanças que o televangelista lhe tirava, dizendo que, se sua felicidade dependesse da ciência, seu destino seria o inferno."

      Eu seria a maior dos ignorantes se eu
      concordasse com esta afirmação de que "sua felicidade dependesse da ciência, seu destino seria o inferno."

      Meu esposo tem envolvimento direto com a ciência e tenho exemplos maravilhosos na minha família do bem que a ciência faz. Minha mãe tinha uma prótese de joelho. E vou lhe dizer ela era uma mulher de oração.

      Ela conseguia conciliar a fé, Deus e Ciência.

      Foi desenganada pela ciência médica, quando lhe deram 3 meses de vida por conta de um câncer. Mas, uma resposta divina às suas orações lhe proporcionou mais de 40 anos de vida.

      Foi desenganada por uma junta médica há alguns anos atrás, quando sua capacidade respiratória era de apenas 25%.

      Conciliou seu desejo de viver com a esperança e fé e conciliando fé e ciência buscou ajuda de um médico amigo e este com os instrumentos da esperança e dos seus conhecimentos cientificos devolveu a mamãe a capacidade respiratória de 75%.

      Não ousaria negar a participação da ciência nesta segunda chance que mamae teve.

      Mammãe morreu há 3 anos mas foi de outra causa. Ela no auge do seu sofrimento pediu a Deus para fazê-la descansar. Morreu cheia de esperança e em paz e nós tivemos o consolo.

      Às vzs a resposta de Deus vem diferente ao que pedimos. Vc deveria ter refletido sobre isto, antes de desistir de Deus.

      Vc já ouviu falar em Nick Vujicie, por exemplo?

      Convido vc a refletir um pouco na vida de Nick Vujicie e ver o depoimento dele com relação a Deus.

      Está no vídeo postado neste texto


      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/02/natureza-e-suas-licoes-maravilhosas.html

      Excluir
  34. Veja esta outra experiência também:


    http://www.youtube.com/watch?v=C0aDIH-6rbE

    ResponderExcluir
  35. Mt 5:17 "Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir."

    Jesus apoiando o velho testamento?
    E viva o apedrejamento, o estupro, o assassínio racista, o machismo e outras cositas sem importância...

    ResponderExcluir
  36. Você mandou seu filho para redimir seus pecados, não o dos homens. Não o mandou para salvar seu povo, mas sim sua reputação. Você mandou Jesus com algumas boas palavras sobre você, alguns truques de mágica para provar que era seu filho e o espírito de mártir com o qual os humanos viviam antes do Salvador descer à Terra. Eu morri antes de ler o antigo testamento inteiro, mas o pouco que li já foi suficiente para conhecer o déspota assassino que você sempre foi. Quantos milhões de pessoas você já matou? Quantas pessoas habitavam a terra antes do dilúvio? Quantos morreram pelas suas mãos ou pelo seu nome? Até hoje é assim. Você ainda mata diretamente as pessoas? Não há muitos indícios disso depois de Cristo. Você não quer manchar de novo a reputação que adquiriu vindo à Terra e sangrando um pouco, não é? O sangue... Você só consegue agir através de carnificina? Há alguma magia antiga no plasma sanguíneo que O faça ser mais poderoso através da morte, do sacrifício e do sofrimento? Ou é só o Seu gosto por carne fresca que faz dela a moeda de troca pela sua dádiva? “Sem derramamento de sangue não há remissão”?

    SEGUE

    ResponderExcluir
  37. É incrível o que você fez com a mente das pessoas, fazendo com que acreditem que aquele sacrifício foi o maior ato de paixão pela humanidade que já existiu. AQUILO NEM FOI UM SACRIFÍCIO! Foi você mesmo que se fez carne e se deixou matar. Ao menos quando um homem pula em frente ao tiro que mataria sua mulher, ele permanece morto. ISSO é sacrifício. E não me venha dizer que sacrificou seu corpo físico, porque você é Deus! Você criou o universo inteiro! O que é um corpo físico pra você? Você poderia ter criado um exército de corpos físicos e destruído Roma se quisesse. Sacrifício... tchi... Se você viesse pra mim e dissesse: “Se você for espancado, chicoteado, torturado, enforcado e morto, garanto acabar com a pobreza no mundo amanhã.” Eu teria aceitado. Eu o faria. Se houvesse certeza absoluta que esse seria o resultado, eu faria. Eu seria lembrado para sempre como o homem que acabou com a pobreza. Mas se você viesse dizendo: “Ah, só um detalhe: você não só será chicoteado e torturado até a morte, mas também o ressuscitarei em menos de uma semana e você será um Deus.” Isso NÃO é um sacrifício.

    Você não conseguiu controlar a humanidade através da punição direta, então tentou controlá-la pela culpa. Antes as pessoas pecavam com medo de um massacre coletivo, hoje elas pecam com culpa pela morte de um único homem. Sentem como se gritassem “Liberta Barrabás!”, mas não tiram o pau da boca sequer pra respirar. Sabe o que aconteceu? “Jesus é o cordeiro de Deus, o bode expiatório que morreu carregado com todos os nossos pecados, estamos perdoados hoje e sempre, então podemos pecar!” Foi a indulgência suprema. A igreja medieval vendia remissão de pecados, mas isso era só pra sugar o dinheiro do povo, porque, no imaginário do cristão, Jesus morreu por eles, e não é mais tão necessário tomar cuidado com o que se faz. Uma oração comum poderia ser “Valeu aí, Jesus, por ter sofrido no meu lugar. Estou salvo, mesmo sendo uma criatura filha da puta”.

    Você podia simplesmente ter perdoado sua criação falível. Sem jogos mortais. Ou, se isso fosse ser muito pouco simbólico pra você, Jesus podia ser um homem que sai pelo mundo abraçando as pessoas e tirando delas a culpa de viver. Isso podia durar anos, séculos até, foda-se, qual seria o problema? Ele seria seu filho. Ele seria você, tendo um contato direto com sua criação, podendo tocá-la e acolhê-la. Mas nãããããão, você precisa de sangue. Você preferiu sentir a dor das chicotadas, o peso da cruz, a pontada dos pregos. Acho que você queria saber como se sentiam os sacrifícios que você sempre exigiu. Acho também que foi por esse motivo, por sentir a dor, que você deixou de pedir sacrifícios. Perdeu a tara que tinha por eles. Mas é claro que você converteria um erro em um mérito. É próprio da autoridade fazer isso. Então você fez com que as pessoas vissem seu sofrimento. Fez com quem quase toda a humanidade conhecesse a história do seu filho e sentisse o horror da morte violenta, da tortura, da redenção. E incutindo nelas a ideia de que você estava sofrendo no lugar delas, que os pecados delas estavam sendo redimidos com o seu sangue derramado, você conseguiu fazer com que sua criação retomasse a confiança na sua figura, na sua nova figura, crucificada e martirizada, porque elas sentiram empatia pelo seu filho. Sentiram como se ele fosse realmente um irmão, e não o pai abusador, cruel e punitivo que você sempre foi.

    ResponderExcluir
  38. "As pessoas que me dizem que eu vou para o inferno e que elas vão para o céu de certa forma me deixam feliz por não estarmos indo para o mesmo lugar." — Martin Terman

    ResponderExcluir
  39. É... é por isso que está escrito, quem tem ouvido ouça o que o Espirito diz.

    Duvido muito, Anônimo que vc tenha lido os textos expostos neste blog. Duvido até que vc tenha visto o vídeo que lhe sugeri. Do contrário, não estaria fazendo estas afirmções tão injustas e inverídicas sobre Deus.

    É até estranho que vc fale sobre Ele, vc nem acredita que Ele exista!! Então, Ele não existe, mas tem defeitos de caráter!!!

    Sinceramente não consigo compreender sua lógica.

    De qualquer forma, penso que ninguém pode falar com autoridade sobre quem não conhece. Afinal, estará sob o risco de cometer o crime do levantar falso testemunho. Vc está falando coisas duras de Alguém que vc não conhece.

    Deveria atentar para isto. Procurar conhecê-LO, vc se surpreenderia!!!!

    Mas, como disse Morris Vendem, o discernimento da necessidade nos faz buscá-LO.

    Vc é auto-suficiente, não é? Não precisa DEle. Siga sua vida então, mas depois não mova seus lábios para dizer: ninguém me falou de Você. Eu não sabia.

    Um grande abraço, sem queda de braço. Com muita paz e respeito por sua decisão.

    ResponderExcluir
  40. http://www.youtube.com/watch?v=_3WROvTVWUc

    ResponderExcluir
  41. http://www.livius.org/ap-ark/apollonius/life/va_00.html

    ResponderExcluir
  42. Veremos então quem vai rir no final...

    Este tempo é precioso demais para vc negligenciá-lo, Anônimo.


    Se vc um dia foi "crente" como disse, sabe do que estou falando.

    Se não concorda... não desça tão baixo. Se dê ao menos a honestidade de ler e contestar com argumentos. Argumentos.

    Senão suas palavras escritas serão apenas palavras jogadas ao vento. Não produzirão frutos.

    Eu poderia até tentar dialogar com vc a respeito das últimas coisas que vc postou com relação ao VT... mas não vejo maturidade para um diálogo legal e maduro da sua parte.

    Quando vc postar algo que mereça ser comentado, o farei com muito prazer. Se não, me desculpe mas tenho outros leitores que tb merecem minha atenção.

    ResponderExcluir
  43. Esse anônimo parece odiar tanto Alguém que ele concluiu que não existe, contraditório, não?!

    ResponderExcluir
  44. "...Um pouco adiante chegaremos, com os Guarani, à Terra Sem Mal, cuja busca incessante bem poderia ser o símbolo do sentido de vida deste povo. O seu equivalente interior, subjetivo e pessoal poderia ser a idéia de aqwjdjé: tornar-se próximo, purificar-se como o divino; no limite, chegar ao lugar do Paraíso sem passar antes pela morte. Diversa de ser uma religião utilitária, centrada na relação cotidianamente mensurada pela distância entre as necessidades dos humanos, o seu poder de obter dos deuses ou intermediários a proteção, e a resposta a cada caso favorável por parte deles, aos Guarani o sagrado sugere a busca de um estado de proximidade da perfeição, que mais a aproxima das religiões de purificação do que de outras religiões tribais. Os deuses e, mais do que todos, Pay Kawrá são, como os humanos, pessoas corpóreas, vivas e actantes, ainda que seus corpos sejam incorruptíveis e seus atos perfeitos, ou pelo menos próximos da perfeição. Esta similitude não apenas de aspectos, mas de destinos e relações sugere aos humanos serem como os deuses, não em poder – porque justamente esta distância estabelece a realidade das duas naturezas – mas em perfeição interior."(sic)

    ResponderExcluir
  45. Eu poderia até tentar dialogar com vc a respeito das últimas coisas que vc postou com relação ao VT... mas não vejo maturidade para um diálogo legal e maduro da sua parte.

    "A agressão é o último recurso do incompetente"
    Isaac Asimov

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 11, 2011 09:20 PM

      "Eu poderia até tentar dialogar com vc a respeito das últimas coisas que vc postou com relação ao VT... mas não vejo maturidade para um diálogo legal e maduro da sua parte."

      Onde fui agressiva ai AnÔnimo?

      Agora olhe os vídeos que vc tem proposto? Aquele que faz chacota da Bíblia foi o que?

      Quem está agredindo de verdade quem aqui?

      Vc quer realmente conversar com elegância sobre o VT?

      Ou está apenas postando para nos ridicularizar?

      Quando vc tiver estas questões resolvidas na sua cabeça e coração será ouvido, pode ter certeza.

      Estou aberta ao diálogo, mas que seja de forma elegante.

      Excluir
  46. http://youtu.be/yRBUWUJ-raU

    ResponderExcluir
  47. Anônimo,

    gostei muito deste último vídeo que vc postou

    http://youtu.be/yRBUWUJ-raU

    Muito interessante mesmo.

    Vou elaborar alguns comentários sobre ele,aguarde...

    ResponderExcluir
  48. Agora olhe os vídeos que vc tem proposto? Aquele que faz chacota da Bíblia foi o que?

    Chacota é o modo que vc tem de dizer que o que vc prega não pode ser provado? Será sempre assim? É, o diabo sempre será os outros...

    "Explicações místicas são consideradas profundas. Mas a verdade é que elas não são sequer superficiais." — Nietzsche

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 12, 2011 10:36 AM

      Anônimo

      Pedro, Paulo, Moisés, João, João Batista, Maria, Lucas, Mateus, Abraão, Isaque, Pilatos, Herodes, etc,

      são todos personagens reais com registros históricos. As experiências de vida destes homens têm os seus registros na História.

      Seus martírios foram reais. Seus testemunhos de fé também. O que vc quer que eu prove?

      Não se trata de explicações místicas, foram experiências de fé individuais, em grupos. Essas pessoas só não estão vivas hoje para contar. O que está registrado no VT e no NT foram histórias reais.

      "Uma coisa é desejar ver a verdade do nosso lado, outra é desejar sinceramente estar do lado da verdade." (Richard Whately)

      Vc não pode dizer que os cristãos vivem do misticismo. Isto não é verdade. Eu não participei da 1ª guerra mundial, mas acredito que ela aconteceu porque há registros históricos.

      Compreendo que há uma batalha intelectual, um conflito aberto entre as interpretações cientificas e a Bíblia. Muita coisa nestes dois terrenos já foi provada, outras não.

      O homem com sua intelectualidade e racionalismo já experimentou o fato de que o racionalismo não é de forma alguma nossa única fonte de conhecimento. Nossos conhecimentos vêm também de nossas experiências e sentidos.

      Jaques-Rousseau disse muito bem quando expressou que "se é a razão que faz o homem, é o sentimento que o conduz." Eu concordo com isto.

      A fé foi o que fez real muito acontecimentos que a nível da razão beira a loucura:

      Naamã foi um homem ser curado de lepra após mergulhar em um rio. Foi o rio que o curou ou a disposição dele de fazer como lhe foi sugerido pelo profeta de Deus?

      Vc deve achar um absurdo tudo isto porque vc só aceita como verdade aquilo que pode ser provado. Mas, eu e muitos cristãos cremos nesta história, porque homens reais a testemunharam e a deixaram registrada.

      Não se preocupe sabemos separar as histórias contadas da Bíblia das histórias dos contos de fadas. O que pode parecer loucura para vc é uma forte certeza para nós. Cremos e isto para nós às vzs basta.

      Mas, sabemos que o fundamento da nossa fé, o mais importante, foi real. Um personagem empírico: Jesus. Ele e Sua proposta de vida é Quem credencia tudo o que cremos.


      O historiador Josepho tb´foi real. Ele viveu no tempo do acontecimento de grandes eventos que envolveram o cristianismo

      Excluir
    2. Ruth Alencar Apr 12, 2011 10:41 AM

      e dele muita coisa pode ser constatada.

      Nunca chamaria vc ou quem quer que seja de diabo. Vcs não serão jamais ele. Ele é muito perverso e cruel.

      Vc tem uma mania terrível de tirar suas conclusões e querer por nos meus lábios (risos).

      Excluir
  49. http://www.paulopes.com.br/2011/04/video-amedronta-americanos-com-mensagem.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+blogspot%2FLHEA+%28Paulopes+Weblog%29&utm_content=Google+Reader

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 14, 2011 07:40 AM

      Anônimo

      Vi o vídeo deste link que vc postou.

      http://www.paulopes.com.br/2011/04/video-amedronta-americanos-com-mensagem.html


      Concordo quando dizem que há o terrorismo religioso. Há realmente, mas por que será que o homem nunca vai olhar na direção certa quando procura os reais culpados? Homens pensaram nisto , homens fazem este tipo de coisa. Deus não quer uma obediência por medo, daí porque não destruiu de imediato Lúcifer quando este se rebelou ao Seu governo.

      Se vc for tolerante como diz vc irá até esses textos para ler:

      . Criou Deus o Mal?
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/10/o-bem-e-o-mal-parte-1.html

      . Personagens do Conflito
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/11/o-bem-e-o-mal-parte-2.html

      . I- Obediência Moral ou Intelectual?
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/11/o-bem-e-o-mal-parte-3.html

      . II- Obediência Moral ou intelectual?
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/11/em-que-se-firma-nossa-fe-parte-2.html

      . Você Conhece Deus?
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/11/o-bem-e-o-mal-parte-4.html

      . Por que Deus permite que Satanás Viva?
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/11/o-bem-e-o-mal-parte-5.html

      . I- Como entendo 1 Samuel 15 (parte 1)
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/01/o-bem-e-o-mal-parte-6.html

      . II- Como entendo 1 Samuel 15 (parte 2)
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/01/o-bem-e-o-mal-parte-7-como-entendo-1.html

      . III- Como entendo 1 Samuel 15 (parte 3)
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/01/o-bem-e-o-mal-parte-8-como-entendo-1.html

      Vc não é nem obrigado a crer, nem aceitar ou concordar com o que está escrito, mas pelo menos terá uma oportunidade para ver que nossa visão como cristãos não obedece a estas características dos “cristãos” que produziram o vídeo em questão.

      Meu filho sempre teve videogames e nem por isso ele é considerado um pecador.

      Acredito sim numa intervenção final neste Universo da parte de Deus, mas isto não faz de mim uma fanática. Creio e aguardo com muita esperança este acontecimento. Tudo o que Deus anunciou no VT se cumpriu. Jesus antes de morrer disse que ressuscitaria em três dias. Ele ressuscitou. Cumpriu o que disse. Ele disse que voltará e eu creio que assim como cumpriu tudo o que prometeu até aqui, Ele voltará sim.
      Mas, veja bem vc é livre para acreditar nisto ou não. O que vc não pode é fazer uma representação de Deus quando vc não O conhece, aliás, nem acredita que Ele exista. Esse deus aí que é falado neste vídeoe apresentado por esses ditos “cristãos” é estranho para mim. É um deus delírio, como muitos por aí.

      Jesus disse: "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo." (Apocalipse 3:20)

      Viu? Ele não é invasivo. Sempre que iria curar alguém, perguntava se queria ser curado.

      Um pai e uma mãe que corrigem pela disciplina das regras seus filhos, não o fazem por serem maus, disciplinam porque amam. É como aquela máxima: quem ama educa.

      O que passar deste conceito é má interpretação da justiça de Deus.

      Excluir
  50. Naamã foi um homem ser curado de lepra após mergulhar em um rio. Foi o rio que o curou ou a disposição dele de fazer como lhe foi sugerido pelo profeta de Deus?

    Fácil: ele não existiu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 25, 2011 06:14 PM

      Sobre Naamã...

      indico este texto:

      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/04/o-rio-jordao-as-aguas-de-naama_25.html

      Excluir
  51. http://4.bp.blogspot.com/_9C7jDKCTKng/SUCJKFZlIII/AAAAAAAAAD4/XPmUSLcO8nI/s1600-h/christianity.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 14, 2011 07:42 AM

      Anônimo

      Não consegui abrir este link que vc indicou.

      http://4.bp.blogspot.com/_9C7jDKCTKng/SUCJKFZlIII/AAAAAAAAAD4/XPmUSLcO8nI/s1600-h/christianity.jpg

      Excluir
  52. http://www.tweetdeck.com/twitter/JairPPereira/~GYe6f

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Apr 19, 2011 09:01 PM

      Olá, Silas Cole.

      Você nos indicou este desafio. Não sei nem mesmo se vc crê como o Sr. Jair Pereira...

      Apesar de pensar a princípio que é muito complicado dialogar com quem já decidiu no coração não crer em Deus, acredito firmemente que há algo de prazeroso em conversar sobre idéias e pensamentos. É bom ser questionado com relação à sua crença espiritual ou filosófica. É bom saber responder sobre suas convicções, mesmo que elas sejam passíveis de réplicas e tréplicas. (risos)

      Não tenho a pretensão de convencer ninguém de nada. Apenas digo o que penso e escuto o que pensam os outros.

      Vc nos apresenta uma pergunta de um Sr. Chamado Jair pereira:

      “Para cristãos responderem: Vocês afirmam que “Deus” criou do “nada” o “tudo”. Então, se antes era o “nada”, e “Deus”, era “nada” também? Se o seu deus existia, então já havia seu deus. Quem o criou? Esse deus, segundo suas crenças é um ser extremamente complexo, que está presente, ciente e potente em tudo e em todos. Ora, se nada existia, então como seria resolvida a questão: O “nada” auto cria um ser complexo e depois cria o tudo.”

      Bom, esta pergunta levou-me a outra: Como pode alguém sentir o desprezo de um Deus em quem nem mesmo consegue acreditar?

      Há uma forte característica no ateísmo moderno. Muitos negam a existência de Deus pelo simples fato da existência do sofrimento. Sinceramente vejo que esta é uma vertente equivocada na busca da evidência da existência de Deus ou não.

      De qualquer forma a pergunta do Sr. Jair Pereira não é de todo pouco intrigante, na verdade percebo apenas que o que vem à tona é o “velho verificacionismo”. Pensar que podemos reduzir a prova da existência de Deus apenas ao que pode ser provado pelos cinco sentidos é no mínimo desconhecer o fato de que a fé permite ver o que a lógica não consegue sempre enxergar.

      Penso que a maioria das pessoas que dizem não acreditar em Deus, nunca gastaram tempo suficiente para estudar evidências de Sua existência.

      A fé pode ser o resultado prático de uma aproximação. Ainda que isto signifique parecer um salto no escuro.

      Excluir
    2. Ruth Alencar Apr 19, 2011 09:04 PM

      A partir de sua pergunta o Sr. Jair Pereira parece querer jogar no campo da irracionalidade a concepção cristã da existência do Grande Deus Criador. Penso que há uma opção também intelectualmente viável por parte dos cristãos.

      A razão e a fé não são incompatíveis exatamente porque elas não estão na mesma ordem. A fé que caminha pelos atalhos da irracionalidade é a fé que se baseia em dogmas e na pura superstição. Não é este o caminho que tem percorrido o cristianismo. Pelo menos, não o cristianismo segundo Jesus Cristo.

      O cristão não abraça o cristianismo apenas por uma questão de gosto pessoal. Isto acontece porque ele encontrou no cristianismo princípios que lhe deram respostas. Deus, segundo o cristianismo é acima de tudo um Deus pessoal.

      Em um determinado momento o Universo começou a existir. Ora, tudo que tem início tem uma causa, e no que concerne ao Universo, Deus é a causa.

      Crer que as coisas possam passar a existir sem uma causa, como é o caso da crença do acaso, parece muito mais complicado. O Big Bang é uma forte evidência de que o universo não é eterno no passado. Houve um momento em que tudo se fez. E á aqui que entra em cena o criacionismo como princípio de fé para um cristão. Cremos que Deus provocou tal evento.

      Como disse Lane Craig: “O Big Bang é tão extraordinário porque ele representa a origem do universo a partir de literalmente nada. Pois toda a matéria e energia, e até mesmo os próprios espaço físico e tempo, vieram a existir no Big Bang. Embora alguns cosmologistas tenham tentado criar teorias alternativas com o objetivo de evitar este início absoluto, nenhuma destas teorias teve sucesso na comunidade científica.

      De fato, em 2003, os cosmologistas Arvind Borde, Alan Guth e Alexander Vilenkin foram capazes de provar que qualquer universo que está, na média, em um estado de expansão cósmica não pode ser eterno no passado, mas deve ter possuído um início absoluto. De acordo com Vilenkin, os “Cosmologistas não podem mais se esconder atrás da possibilidade de um universo eterno no passado. Não há escapatória, eles devem encarar o problema de um início cósmico.” Segue então que deve haver uma causa transcendente que trouxe o universo à existência, uma causa que, como vimos, é plausivelmente não temporal, não espacial, imaterial e pessoal.”

      Excluir
    3. Ruth Alencar Apr 19, 2011 09:10 PM

      Penso que um ponto a mais precisa ainda ser ressaltado tendo em vista a própria pergunta do Sr. Jair pereira: Quem tem problemas com o tempo é homem, haja vista ser um ser mortal. Deus é atemporal. Ele não está preso no tempo.

      A razão humana, pelas limitações inerentes ao próprio ser humano, não permite conhecer tudo: certas verdades sobre Deus não podem ser demonstradas com certeza apenas pela razão.

      Neste caso, a única coisa que a razão pode fazer é mostrar que os dogmas da fé não são impossíveis. Neste aspecto, veja bem, neste aspecto, a fé é superior a razão, pois é somente pela fé que podemos ter um conhecimento sobre o Ser infinito.

      Se não podemos provar a existência de Deus, os ateus também não podem somente com o uso da razão nos provar que Ele não existe.

      Há muito racionalismo na teologia, mesmo que ela utilize os princípios da fé. Blaise Pascal, grande matemático, colocou sua racionalidade inteligente compatível com a sua fé. E é dele esta frase: “O último passo da razão é reconhecer que existe uma infinidade de coisas que lhe ultrapassam.”

      Não, Sr. Jair pereira, não “afirmamos que Deus criou do nada o tudo”. Ao contrário, afirmamos:

      “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. A vida estava nele e a vida era a luz dos homens” (Jão 1:1-4).

      Há outro erro em sua conclusão: “Antes era o “nada”. “Deus, era nada.”

      Não vislumbramos assim. A vida estava Nele e foi a vida que estava Nele que pode realizar o processo de multiplicação da vida. Ele é um ser Eterno, porque é vida pura. Ninguém ou nada O criou, Ele é o Criador de tudo por excelência.

      Crer nisto faz uma grande diferença. Não nos conduz à visão de um futuro com um fim anunciado. Exatamente porque O percebemos como o eterno processador da vida. Não cabe no conceito criacionista a visão da entropia do universo tão badalado pelo ateísmo.

      O mesmo “argumento” que afirma que “a morte do universo está bem mais próxima do que imaginávamos” é o mesmo que conclui: “O “nada” auto cria um ser complexo e depois cria o tudo.”

      Esta é uma afirmação por demais estranha para nós cristãos. Sabemos de onde viemos, porque estamos aqui e para onde vamos e é para algo muito diferente do que vocês ateus crêem.

      Um grande abraço e muito obrigada por sua preciosa participação

      Excluir
  53. Arqueologia e a Bíblia

    http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/04/arqueologia-e-biblia.html

    ResponderExcluir
  54. A teologia de um homem é a gargalhada de outro. — Robert A. Heinlein

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar May 4, 2011 03:29 PM

      Então se não concorda, sorria e seja feliz.

      Isto se chama livre arbítrio e queira o ateu ou não, isto assim como a vida, também é um dom de Deus.

      Excluir
  55. http://br.noticias.yahoo.com/chimpanz%C3%A9s-t%C3%AAm-consci%C3%AAncia-si-mesmos-humanos-231507654.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar May 5, 2011 09:02 PM

      http://br.noticias.yahoo.com/chimpanz%C3%A9s-t%C3%AAm-consci%C3%AAncia-si-mesmos-humanos-231507654.html

      Interessante.

      Eu tenho um cachorrinho poddle que brinca de esconde e esconde para nos dar susto. É sério, não estou inventando nada não. Quando estamos subindo a escada ele se esconde. Sabemos que ele está por detrás da coluna porque vemos os pelinhos que ele não tem noção que precisa esconder.O mais impressionante é que ao nos aproximarmos da coluna ele grita dando-nos susto.

      Ele tb sabe se vingar quando quer ser vingativo. Se é para se vingar de mim vai no pé da pia da cozinha e faz xixi lá. Se é do meu esposo faz xixi em sua sandalia. Se é dos meus filhos, faz no banheiro deles.

      Detalhe é um cachorro educado a fazer pipi no lugar certo. Ele realmente só faz pipi em lugares errados quando quer se vingar ou chamar nossa atenção.

      Os animais são seres muito inteligentes. Eles têm uma capacidade extraordinária de interagir com o mundo ao seu redor. São capazes de sentimentos nobres como a solidariedade, lealdade. Porém, falta-lhes o raciocinio lógico e a consciência de uma existência.

      Os animais jamais se pergutarão qual a razão de existirem, de onde vieram ou qual será o seu futuro. Perguntas estas que são tão naturais ao ser humano.

      http://ciencia.hsw.uol.com.br/comportamento-animal.htm

      Excluir
  56. Talvez os Beatles não tenham sido maiores do que Jesus… mas pelo menos sabíamos que eles existiam. — Alan Harvey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar May 5, 2011 12:05 PM

      Anônimo

      o fato de vc ou alguns outros não quererem ou mesmo não crerem que Jesus Cristo existiu não anula a Sua existência.

      Quanto aos Beatles eles nunca foram nem serão maiores do que Jesus Cristo. Ser popular não faz de alguém um ser nobre em sua existência.

      Aliás, nobreza é coisa raríssima no ser humano.

      A História guarda seus registros e neles estão os julgamentos DAquele que viveu para morrer, pois Sua existênia foi coroada pelo sentimento mais nobre: o amor. Amou até mesmo quem O rejeitou. Ainda moído sobre aquela cruz expressou Seu coração bondoso ao perdoar quem tanto Lhe machucava.

      Isto deveria lhe fazer refletir...

      Jonh Lennon para falar de paz fez-se esquisito e precisava das drogas. Jesus não falou de paz, Ele é a Paz. Afinal, quem pode, em meio a tanta dor e injustiça, expressar tanto perdão, senão Alguém com a plena consciência de Quem É.

      Quem com Ele está não precisa da fuga das drogas, pois é capaz de encontrar sentido pleno na vida, apesar de todo o mal que há no mundo.

      Com certeza Jonh Lennon ou os Beatles não conheciam Jesus Cristo. Quem O conhece sabe que com Ele não "se imagina", se vive.

      Aliás, onde está Jonh Lennon agora? E Jesus Cristo?

      ok, a ressurreição é algo da nossa mente ignorante não é?

      Acontece que muitos presenciaram o Cristo ressurreto e deram testemunho, daí a Bíblia. Mas, vc não crê não é?

      O problema está realmente em nós que cremos?

      Jesus dividiu a História em dois períodos. O mundo nunca mais foi o mesmo depois de Sua existência. E Jonh Lennon o que ele fez de nobre e concreto pela humanidade? Pela música eu sei que ele fez algo, mas e pela humanidade?

      Falou de paz, mas não a conhecia. Pelo menos não do jeito que é a paz verdadeira. Paz não tem nada a ver com segurança armada!!!!

      Por outro lado, tem tudo a ver com vazio interno preenchido.

      "Quando temos o discernimento da necessidade buscamos o que precisamos." Morris Venden

      Excluir
    2. Ruth Alencar May 5, 2011 12:10 PM

      Sabe, vc me deu uma idéia vou fazer um texto reflexivo sobre o "Imagine" de Jonh Lennon e a mensagem de Jesus.

      abraço

      Excluir
    3. Ruth Alencar May 5, 2011 12:51 PM

      Não estou dizendo que Jonh Lennon culpa Deus de alguma coisa... acho até que ele falava mais dos homens do que de Deus. Aliás, Jonh Lennon acreditava em Deus e em Jesus Cristo. Em quem na verdade ele duvidava era dos homens.

      Mas, se ele disse mesmo como dizem:

      "O Cristianismo vai acabar. Irá diminuir e sumir. [...] Nós somos mais populares que Jesus. Ele era bom, Seus discípulos é que eram cabeças-duras".

      Qual a verdade destas palavras ai?

      Excluir
    4. Ruth Alencar May 8, 2011 05:28 AM

      Anônimo

      vc citou Alan Harvey.

      Pesquisei o nome e imagino que Alan Harvey que tenha pronunciado esta frase seja o prof. de Anatomia e Biologia Humana que tem se dedicado a analisar o papel da música na evolução humana e da sociedade moderna. Não conheço seus estudos, mas já acompanhei um debate sobre a questão da música e neurociência e o tema é realmente bem polêmico e interessante.

      Como não sou nem músico, nem cientista, portanto leiga no assunto, paro aqui meus comentários sobre Alan Harvey.

      Vou arriscar de pedir a alguém capacitado para comentar esta frase de Alan Harvey no contexto da religião, científico da música e que envolva a neurociência.

      Excluir
    5. Ruth Alencar May 18, 2011 04:54 PM

      Anônimo sobre esta sua frase:

      "Talvez os Beatles não tenham sido maiores do que Jesus… mas pelo menos sabíamos que eles existiam. — Alan Harvey "

      Fiz um texto com um pequeno comentário aqui:
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/05/v-sinais-do-cumprimento-de-uma.html

      Excluir
  57. http://bulevoador.haaan.com/2011/05/06/decisao-do-stf-pela-uniao-homoafetiva-um-passo-largo-na-democracia-brasileira-uniaohomoafetiva/

    Já que a rainha da ciência (hã, hã) sempre tem uma resposta malafaia furada para tudo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar May 6, 2011 09:07 AM

      rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

      rainha da ciência?

      resposta malafaia furada...?

      kkkkkkkkkkkkk, ri demais agora. vc é engraçado, embora cínico.

      rsrsrsrsrsrsrsrsr

      Quanto ao link ai da noticia do STF, sinceramente, mas sinceramente mesmo eu não tenho nada contra. Este é o reino dos homens, então as leis são dos interesses dos homens. Não tenho nada contra, querem viver assim pois que vivam, mas assumam a responsabilidade de sua opção.

      Tenho o direito de expressar minha opinião e minha opinião é que não acho o homosexualismo algo natural. Está comum, mas não é o natural.

      Como bem disse um amigo meu, "as pessoas que assim desejam viver, que vivam e contribuam para a sociedade como todas as outras pessoas."

      Inclusive que respeitem também o direito dos que querem ser heteros.

      Não posso, porém, me esquivar de dizer que uma relação heterosexual é o caminho que Deus planejou, mas se o homem que é livre quer percorrer outros caminhos que viva, então, sua escolha.

      Tenho pessoas muito proximas de mim que são homossexuais não vejo porque não amá-las.

      Excluir
  58. Who the fuck KELLY APLIN is???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar May 6, 2011 09:20 AM

      Who the fuck KELLY APLIN is??????????????

      rsrsrsrsrsrsrsrsr

      I d'ont know.

      Não tenho a menor idéia!!!!!!

      rsrsrrrsrsrsrsrsrsrs

      Este texto que postei está neste site aqui que traz muitos assuntos sobre ciências da vida. Se vc for da área vc saberá se é confiável ou não.

      Eu não sou da área de ciencias da vida, apenas curto. Tenho uma pequena de 9 anos que ama tudo isto e a gente lê juntas.

      http://ciencia.hsw.uol.com.br/ciencias-da-vida-canal.htm

      Excluir
  59. E aí, quando vai ser o próximo fim do mundo????

    Vão vender ou doar tudo????

    Vão fundar religião nova????

    Vai ter cálculo certo desta vez????

    Sua religião politeísta vai mandar Jesus de Santíssimo prá Santo????

    Vai ter ceral matinal grátis????

    Sou um pobre anticristo????

    ResponderExcluir
  60. Que sistema operacional vcs usam, PC ou Mac???

    Sabiam que os inventores de ambos os sistemas são ateus????

    HAHHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    Parem de usar computador, é do satanás!!!!

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
  61. Anônimo,

    sua postura testemunha por si mesma.

    ResponderExcluir
  62. Anônimo,
    se as piadas fossem engraçadas dava até pra rir! Pelo jeito você está rindo sozinho.

    ResponderExcluir
  63. Sem respostas. Eu já sabia...

    More gay: se vc fosse inteligente tentaria responder. Devo estar filosofando sozinho...

    Prá acabar: HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Jun 5, 2011 09:24 AM

      Sua filosofia é muito "sem graça".

      Suas palavras sem a menor seriedade. Faça perguntas sinceras e terá respostas a altura.

      Excluir
  64. Quem não tem olhos e ouvidos para o humor, os tem para a desgraça. Os tem para sua própria realidade e conveniência; para sua própria ilusão e delírio. Aliás, quem acredita em contos de fadas não pode ser chamado de sério...

    ResponderExcluir
  65. Sobre seriedade:
    Católicos, judeus, hindus, ateus, umbandistas, kardecistas, seicho-no-ietistas, testemunhas de jeová, budistas, muçulmanos e todos os outros que não sejam "evangélicos" vão para o INFERNO; quando no "arrebatamento" deus chamará para si todos os evangélicos e sua tendência natural será haver uma só nação "evangélica" que irá desfrutar das delícias do paraíso.
    Neste arrebatamento inclui satisfazer a vontade de um deus que, se onisciente o é, já sabe de antemão quem vai desfrutar.
    Tudo isso pregado por grande conveniência de um livro cheio de preconceitos, eufemismos, injúrias, calúnias, apologia à violência, reis assassinos e muitas, muitas outras barbáries.
    E, como já disse, no final de tudo, Malafaia, Edir Macedo, R.R. Soares, Bispos Hernandes, Apóstolo Fulano e Missionário Cicrano, conduzirão seu rebanho de pessoas totalmente conscientes e racionalizadas que tem por definição de bem e moral massacres, pestes e fome se assim deus o quiser e você merecer.

    QUEM É SÉRIO, ENTÃO, MINHA SENHORA?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Jun 29, 2011 07:31 PM

      Anônimo

      seu "evangelho" é muito sombrio, recheado de preconceitos.

      À todos os que vc citou (denominações religiosas)e diz que mandamos para o inferno eu diria que este "evangelho" que vc apresenta é desprovido da verdade e nulo da graça e misericórdia divina. Não é o que abraçamos e anunciamos aqui.

      O Deus a Quem eu sirvo é Onisciente sim, mas não trabalha com a predestinação. A não ser a da salvação para a qual fomos todos predestinados. Vweja que eu disse todos! A Onisciência divina não fere o livre arbítrio dos homens.

      Quanto aos líderes religiosos que vc cita o aviso não foi válido para mim, pois não sigo lideranças humanas, nem tiro Deus do Seu trono. Ele sabe dar à cada um segundo as suas obras. Não se preocupe, vc testemunhará a justiça divina.

      Quanto à mim, eu só tenho um líder: Jesus Cristo. Sinto muito se Ele não lhe agrada.

      Quanto à questão da seriedade, estou levando vc à sério, tanto que procuro sempre lhe responder. Sinto muito se a forma como faço também não lhe agrada.

      Mas, agora deixe-me fazer um convite para vc. Procure ler os outros textos do blog. Não se fixe apenas neste. Vc, no mínimo terá a verdadeira noção do que pensamos sobre religião, fé, Deus e o próprio homem.

      É um convite, sinta-se à vontade.

      Excluir
  66. Sinto muito, mas estas palavras não foram tiradas de um evangelho; sairam, sim, da boca de um adventista, como vc! Pois é!!! Como vc!!!
    Muito, muito fácil partir para o evangelho e depois correr para o levítico e vive-versa assim como quando lhes interessa.
    A verdade dói para vocês.
    A Sociedade Kardecista lhe faz o mesmo convite.
    Prove estar certa e sem preconceitos.
    E viva a diversidade sexual!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Jun 30, 2011 05:20 PM

      Anônimo,

      vc é Kardecista então?

      Quanto ao adventismo, sou sim adventista. Creio fortemente nas palavras de Jesus quando Ele disse que viria outra vez e com Sua advento resssuscitaria os mortos.

      Mas, se vc for espirita vc vai dar uma definição diferente da minha com relação a Jesus. Para os espiritas Jesus é um espirito superior, evoluído. Para mim, Ele é Deus.

      Bom, não sou nenhuma especialista em Kardec, mas tenho pessoas muito próximas a mim que são espíritas ou simpatizantes do espiritismo e temos conversado sobre o espiritismo.

      Sinto muito dizer isto para vc, mas não posso me esquivar diante do que eu sei. Não se trata de dizer da verdade que eu construi porque não tem nada a ver. Não é a minha verdade e a sua verdade. Sou cristã e a fonte de discussão que posso lhe apresentar é a Bíblia. É nela que encontro o conhecimento relativo ao estado de inconsciência na morte.

      Não existem verdades. O espiritismo e o cristianismo não podem ao mesmo tempo ter a verdade. Creio que Jesus é a verdade. NEle se encerram todas as respostas para as questões existenciais. Respostas estas que o espiritismo não dá.

      A bem da verdade, Anônimo, mesmo o cristianismo apresenta duas doutrinas que se diferenciam e o que é mais interessante é que elas se excluem mutuamente. Que doutrinas são estas?

      A grande maioria dos cristãos crê na imortalidade da alma. Para estes a alma continua viva em alguma dimensão imaterial, pois a consideram a alma a parte imortal do ser humano, doada pelo sopro divino da Criação.

      Somente uma minoria, dentro do cristianismo, crê que a imortalidade é uma dádiva condicional, e que o homem não a possui inerentemente. Este grupo crê no estado inconsciente dos mortos. Isto é, a alma permanece neste estado até ser despertada no momento da ressurreição.

      Você me pede para lhe dar provas. Faço parte do grupo da minoria, com certeza os que crêem na outra corrente teológica me fazem a mesma proposta. Segundo a Bíblia posso lhe dizer que somente a corrente teológica do estado inconsciente tem amparo. E minha base para tal afirmação é a que foi advogada por Jesus e Seus discípulos.

      A própria ressurreição de Jesus e Seu estado enquanto morto dão sustentação para minhas afirmações.

      Excluir
    2. Ruth Alencar Jun 30, 2011 05:23 PM

      Com relação ao tema temos publicado vários textos aqui no blog. Dê uma passadinha no Índice Geral no tópico:

      5 - O Homem e a Imortalidade

      .I- É o Homem Imortal?
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/10/e-o-homem-imortal.html

      .II-É o Homem Imortal?
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/10/e-o-homem-imortal-parte-2.html

      .I- Alma Vivente: consciência e fôlego
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/10/alma-vivente-consciencia-e-folego.html

      .II-Alma Vivente: consciência e fôlego
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2010/11/alma-vivente-consciencia-e-folego-parte.html

      I- A vida somente por Jesus Cristo: É o homem imortal? O debate continua
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/04/vida-somente-por-jesus-cristo.html

      II- A vida somente por Jesus Cristo: Analisando a parábola do rico e Lázaro
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/05/ii-vida-somente-por-jesus-cristo.html

      III - A vida somente por Jesus Cristo: Analisando atos 2:31 e Efésio 4:9
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/05/iii-vida-somente-por-jesus-cristo.html

      IV - A vida somente por Jesus Cristo: Analisando Lucas 23:43
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/05/iv-vida-somente-por-jesus-cristo.html

      . Em verdade te digo hoje estarás comigo no Paraíso
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/05/em-verdade-te-digo-hoje-estaras-comigo.html

      .I- Morte: Origem, Natureza e Erradicação
      Terminologia e Definições (parte 1) por Niels –Erik Andreasen

      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/06/i-morte-origem-natureza-e-erradicacao.html

      II- Morte: Origem, Agentes e Influência (parte 2) por Niels –Erik Andreasen
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/06/ii-morte-origem-agentes-e-influencia.html

      III- O Estado dos Mortos, Ocultismo e Espiritismo (parte 3) por Niels –Erik Andreasen
      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/06/iii-o-estado-dos-mortos-ocultismo-e.html

      Acompanhe os textos deste tópico e vc terá uma noção do porque não aceito o Evangelho segundo Allan Kardec.


      um abraço sincero e de paz.

      Responder

      Excluir
  67. 1. Que procedimentos e métodos corroboram a inexistência de Deus?

    2. O que diferencia a crença na inexistência de Deus da crença na existência dele?

    3. Em que a Ciência contribui para cada um destes casos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1-"Que procedimentos e métodos corroboram a inexistência de Deus?"

      Até o presente momento, e com todo avanço da ciência, não existe nenhum método científico que comprove a existência do Criador. Porém, um homem simples contempla as estrelas e acredita que Ele existe, assim como um cientista que contempla o universo com o Rubble (mais avançado telescópio que existe) e acredita também do mesmo modo. É uma questão de fé. A ciência não pode provar por métodos e técnicas que Ele existe, mas ela pode dar muitas provas que Ele existe, porém tem que ter a fé para acreditar nestas provas. Como você vê, não muda nada, não existe diferença entre a fé de um homem simples, isto é, considerado ignorante, e a fé de um cientista.

      O que a fé? Segundo o Dicionário Periberiam da Língua Portuguesa:
      (latim fides, -ei)

      s. f.

      1. Adesão absoluta do espírito àquilo que se considera verdadeiro.

      2. [Religião] Sentimento de quem acredita em determinados ideias ou princípios religiosos. = CRENÇA

      3. Religião, culto (ex.: fé cristã, fé islâmica).

      4. [Religião] Uma das virtudes teologais.

      5. Estado ou atitude de quem acredita ou tem esperança em algo. = CONFIANÇA, ESPERANÇA ≠ CEPTICISMO, INCREDULIDADE

      6. Fidelidade.

      7. Prova.

      8. Testemunho autêntico dado por oficial de justiça.

      à fé: por certo, certamente.

      fazer fé: merecer crédito (ex.: a fazer fé no que ele diz, isto é muito grave).

      constituir prova.

      fé púnica: perfídia; deslealdade.


      2- "O que diferencia a crença na inexistência de Deus da crença na existência dele?"

      Não existe diferença nenhuma. A fé é acreditar que Ele existe como também acreditar que Ele não existe. Nas duas condições você precisa ter fé.

      3- "Em que a Ciência contribui para cada um destes casos?"

      Em quase nada. A ciência quando traz uma solução para um problema do homem, na maioria das vezes, causa dois ou vários problemas. E quando resolve é só paliativo.

      Portanto, não trará jamais solução para a raça humana com relação a felicidade, a paz e o conforto espiritual. Nem mesmo religião resolve esses problemas. A ciência só contribui para que se acredite em Deus quando se tem a fé.

      Portanto, feliz daquele que tem fé de que Ele existe. Do contrário, o homem está perdido com a fé púnica.

      Airton Alencar de Araújo - DrSci. Professor Adjunto da Faculdade de Veterinária - UECE Professor do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia da UFC www.bioclimatologia.ufc.br

      Excluir
  68. Mulher, que tal deixar de ser petulante e intrometida? Deixe seu marido responder à estas perguntas. Não atente contra Deus!

    Efésios 5:22 mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como Cristo é a cabeça da igreja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Jul 1, 2011 04:36 AM

      Anônimo,vc perguntou:

      "1. Que procedimentos e métodos corroboram a inexistência de Deus?

      2. O que diferencia a crença na inexistência de Deus da crença na existência dele?

      3. Em que a Ciência contribui para cada um destes casos? "

      Não sei se vc é o mesmo Anônimo que fez os comentários seguintes, entre eles este aqui:

      "Mulher, que tal deixar de ser petulante e intrometida? Deixe seu marido responder à estas perguntas. Não atente contra Deus!

      Efésios 5:22 mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como Cristo é a cabeça da igreja
      30 de junho de 2011 22:18"

      Se não foi vc estou transferindo este seu questionamento para o autor dos textos Deus e a Ciência.

      Se vc quiser conferir a transferência, este é o destino:

      II- Deus e a Ciência

      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/04/ii-deus-e-ciencia.html

      ... "não vou jogar a água suja fora com o bebe dentro", suas perguntas foram interessantes. Por isso, decidi transferir este seu questionamento para o autor do texto Deus e a Ciência, ele decidirá se responde ou não, segundo a sua disponibilidade de tempo.

      paz

      Excluir
  69. Shhhhhhhhhhhh, e nem mais um piu!!!

    Colossenses 3:18 "Vós, mulheres, estai sujeitas a vosso próprio marido, como convém no Senhor."

    ResponderExcluir
  70. Sua amiguinha aí tem filhos mas não tem marido, não é mesmo? Coisa feia...
    Deus não vai perdoar!
    Ao mármore flamejante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Jul 1, 2011 03:55 AM

      Anônimo,

      quando não se tem argumentos o caminho é o atalho...

      Quanto às mulheres... e aos homens... diria que alguns são excelentes poetas quando calados.

      A verdade, apesar de ser uma palavra feminina, não pertence a homens ou mulheres, mas é um princípio do qual homens e mulheres têm direito de exercício. Aprendi isto com meu pai. Ele me ensinou à sua maneira qual seria o meu papel na sociedade e à minha maneira aprendi que tenho uma mensagem a dizer e que se vc for um homem sábio, escutará.

      De qualquer forma vc é livre como eu para escutar e permanecer. Só não tem o direito de invadir a liberdade de outro. Isto é um princípio básico nas relações interpessoais.

      Por isso, pedimos respeito. Se vc não tem o que dizer, seja um poeta da palavra: cale-se. Do contrário, fale, queremos lhe ouvir.

      Excluir
  71. Agora consegui rir!

    Se a tal "amiguinha" for eu, digo que sabe muito pouco a meu respeito.

    Só porque coloco Deus, meus filhos, meus pais como as pessoas mais importantes em minha vida, não significa que não tenho marido. Mas isso não é da sua conta, certo?!

    Coisa feia...

    Falar ou pensar coisas dos outros que não se conhece, heim... Isso sim é amoral!

    Outra coisa... como você é preconceituoso(a) em relação às mulheres que tem filhos e são solteiras, separadas, viúvas ou divorciadas!

    Essas mulheres teve e tem amparo de Jesus, pois são fortes, lutam para manter e educar seus filhos de maneira dígna, honesta e no caminho do bem. Imagino que criar filhos sem apoio de um "marido" não deve ser para qualquer um(a).

    Muita paz pra você que é tão preocupado com a vida dos outros, muita força também, pois cuidar de uma vida já é difícil...imgagine cuidar de tantas assim!

    Fraternalmente,

    Suposta "amiguinha" COM marido.

    ResponderExcluir
  72. http://s3.amazonaws.com/data.tumblr.com/tumblr_lpi1pvwWRp1qbofuso1_1280.jpg?AWSAccessKeyId=AKIAJ6IHWSU3BX3X7X3Q&Expires=1313021474&Signature=4rEhTtNAjvYMwS6hXMzUtZCp4T4%3D

    ResponderExcluir
  73. http://deusilusao.wordpress.com/2011/08/10/estudo-diz-que-ateismo-vai-tomar-lugar-das-religioes/?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Aug 10, 2011 10:04 AM

      Interessante... eu já acho que o ateísmo é apenas mais uma forma de "religião", entre muitas outras formas de ver a vida.

      A fé é algo maravilhoso. A liberdade também. Pode o mundo tornar-se sem fé, mas nós optamos por vivê-la.

      Jesus profetizou através de uma pergunta: será que encontrarei fé na Terra quando voltar?

      Sejamos livres para crer ou não. Simples assim! Só não nos esqueçamos que nossa atitude traz responsabilidades em si mesmas.

      Excluir
  74. Então, deus profetiza?????? Pôxa, ele já não sabe tudo?????

    E, para variar, a senhora sempre com uma nova ameaça.

    O mais interessante é que pelos séculos dos séculos continua não provando patavinas de nada.

    Triste, muito triste.

    Agora, a pá de cal:

    http://www.youtube.com/watch?v=xaiDzynEFQg&feature=player_embedded

    Ah, e não esqueça de dizer que o auxiliar vai para o inferno pq comeu um bolinho de caranguejo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Aug 10, 2011 08:19 PM

      Sou apenas uma amante das palavras do evangelho, Anônimo. Vc não é obrigado a concordar com nada do que eu digo.

      Sou sincera, apesar de sua atitude vou sempre ler sua opinião com tolerância e respeito.

      É... os vendilhões do templo sempre existiram. Nisto você tem razão!Concordamos.

      Mas, não estamos apresentando outro Evangelho, senão o de Cristo. Ele nasceu numa manjedoura sabia? Não num palácio. Estava com os humildes e os esquecidos socialmente. Nunca pediu nada aos homens, mas ofereceu tudo o que o homem precisava.

      Condenou a ambição dos homens comuns e foi duro com a dos líderes religiosos.

      Anônimo, muitos se esconderam na História atrás da religião. Muitos usaram o nome de Deus como escudo em suas ambições. Procure aprender a não confundir Deus com os homens.

      Vc tinha desaparecido, pena que voltou com o mesmo ódio. Fique frio, vc não precisa acreditar no que escrevemos aqui, se é assim que escolheu... seja feliz.

      Quanta a ameaça penso que ela só existe na sua cabeça... melhor, no seu coração.

      Volto a dizer. Sejamos livres para crer ou não. Simples assim! Só não nos esqueçamos que nossa atitude traz responsabilidades em si mesmas.

      Isto não foi uma ameaça, mas um conselho.

      Experimente retirar a escama do ódio que há em seus olhos e procure ler as palavras no sentido em que elas foram escritas.

      Excluir
  75. Quando os missionários chegaram, os africanos tinham a terra e os missionários tinham a bíblia. Eles nos ensinaram a rezar de olhos fechados. Quando nós os abrimos, eles tinham a terra e nós tínhamos a bíblia.

    Jomo Kenyatta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Aug 10, 2011 08:38 PM

      Interessante vc citar Jomo Kenyatta.E mais ainda citando-o questionando a atitude humana.

      Estou enganada ou foi ele quem instituiu uma reforma agrária 'particular', onde a distribuição das melhores terras ficaram para seus parentes e amigos. Já ouviu falar da Máfia de Kiambu? Figura controvertida!!!!!

      O mais intrigante é que o próprio Kenyatta tornou-se o maior proprietário de terras do Quênia. Esteve no poder através de eleições não muito sérias.

      Esquisito vê-lo condenando os missionários como vendilhões!!!!!!

      Como não importa qualquer mortal foi apenas mais um que passou nesta vida com traços de grandes contradições, tornando verdadeiro o dito popular: "os oprimidos de hoje serão os opressores de amanhã".

      Não resta dúvida que ele teve a sua importância na África, mas não podemos negar que ele teve em seu histórico o terrível traço dos autoritários. mas, assim são os homens, não é?

      São por essas contradições que fico com Cristo. Ele viveu realmente o que acreditou e falou.

      Excluir
    2. Ruth Alencar Aug 10, 2011 09:05 PM

      Quem quiser ler mais sobre Jomo Kenyatta e a Máfia de Kiambu sugiro o artigo:

      http://goarticles.com/article/Jomo-Kenyatta-and-the-infamous-Kiambu-mafia/3026640/

      Este artigo foi escrito por Chris Kumekucha, o mesmo autor do livro "Dark secrets of the Kenyan presidency".

      Não o li, mas vi pela internet pequenos trechos e ele me pareceu bem interessante e esclarecedor.

      Ele pode nos conduzir a uma reflexão interessante sobre as nossas lideranças políticas.

      Aliás, sugiro a leitura do texto de Leonardo Herrmann, publicado no Nossas Letras, cujo título é: "Refletindo e sendo Transformados: Os príncipes de Maquiavel e Cristo"

      http://nossasletrasealgomais.blogspot.com/2011/08/refletindo-e-sendo-transformados-os.html

      Excluir
  76. Uma coisa é certa:

    A fé incomoda muita gente!

    O Cristianismo, que é o nosso caso, incomoda muito mais!

    Antes incomodar que não trazer efeito algum...

    Te desejo muita paz, anônimo!

    ResponderExcluir
  77. «Se um homem achar uma moça virgem não desposada e, pegando nela pela força, deitar-se com ela, e forem apanhados, o homem que se deitou com a moça dará ao pai dela cinquenta siclos de prata, e porquanto a humilhou, ela ficará sendo sua mulher; não a poderá repudiar por todos os seus dias.»
    Deuteronômio 22:28-29

    Aos que alegarem que esta passagem está «fora do contexto» desafio que expliquem em que contexto é que é justo e razoável forçar uma vítima de violação a casar com o agressor.

    É também conveniente lembrar as palavras de Jesus em Mateus: «Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim aboli-la, mas fazê-la cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.»

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Aug 11, 2011 11:19 AM

      Anônimo, vc nos fez três colocações bem pertinentes. Vou apresentar como compreendo tais questões. Elas não serão respondidas em nenhuma ordem que signifique facilidade ou dificuldade. Apenas por uma questão metodológica vou começar pela 2ª. Embora já desconfie de que vc não aceitará minha explicação, afinal, vc sempre diz que não respondo a suas questões.

      Vc disse:

      “É também conveniente lembrar as palavras de Jesus em Mateus: «Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim aboli-la, mas fazê-la cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.»

      Se eu estiver compreendido errado sua colocação, me corrija, por favor. Se vc registrou tal comentário porque acha que Jesus referia-Se à mesma lei de Deuteronômio 22: 28-29 cometeu um grande equivoco.

      No caso de Mateus 5:17-18: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra”, Jesus referiu-Se aos 10 mandamentos, no caso à mesma Lei de Êxodo 20. Prova?

      Basta ver a análise reflexiva que Jesus faz nos versos subseqüentes, isto é, Mateus 5:18-48. De Gênesis a Apocalipse lei é parte integrante da história de Israel, do ensino de Jesus e notadamente de um de Seus discípulos, o apóstolo Paulo.

      Os Dez Mandamentos de Êxodo 20 são o que chamamos de Lei Moral, mas no Antigo Testamento encontramos leis que compõem também diferentes tipos de leis: cerimoniais, civis, de sexualidade, governo, sanitárias e comunitárias. Algumas dessas leis são universais, isto é, são transcendentes.

      Permanecem independente do tempo e do espaço e, portanto, era a esta lei que Jesus referiu-Se em Mateus 5. Estas são as leis universais, não podem ser abolidas, pois são para todas as gerações. Inclusive estarão presente, segundo Jesus em seu reino eterno.

      Na verdade, Jesus expõe para eles o sentido espiritual da Sua lei moral. Os verdadeiros destruidores da lei foram os escribas com suas interpretações tradicionais.

      As leis cerimoniais, que eram as leis que envolviam os sacrifícios terminaram com o sacrifício de Cristo na cruz. Foram regulamentos que Deus usou para ensinar o plano da salvação através de símbolos e práticas de culto. Um cerimonialismo que tipificava a morte de Jesus pela humanidade. O término dessa lei foi registrado com o rasgar do véu no Templo.

      As leis não universais, dentre elas a que vc cita em Deuteronômio 22, são leis dadas para o povo de Israel, para serem obedecidas inclusive pelos estrangeiros que estivessem entre eles. Eram leis de aplicação restrita a determinados tempos e lugares. O conjunto de todas elas, porém, compõem a Torah, que em síntese eram instruções divinas para Seu povo.

      Então, Anônimo, não faça um link entre as palavras de Jesus registradas em Mateus 5 com as de Deuteronômio 22, não faz o menor sentido!

      Excluir
    2. Ruth Alencar Aug 11, 2011 12:14 PM

      Anônimo,

      Com relação a Deuteronômio 22, é preciso que eu lhe diga que não devemos confundir a vontade de Deus com a permissão divina. Nem sempre o que Deus permitiu era o que Ele queria que acontecesse. Entre a decisão de Deus e o agir do homem existe o livre arbítrio e a própria historicidade do homem.

      Vc disse:

      “Aos que alegarem que esta passagem está «fora do contexto» desafio que expliquem em que contexto é que é justo e razoável forçar uma vítima de violação a casar com o agressor.”

      Bom, preciso dizer que compreendo a Bíblia como um livro realmente contextualizado. Há coisas específicas para um determinado tempo e outras que são universais. A Bíblia se compõem de 66 livros, para encontrarmos definições para o caráter de Deus, se é justo ou injusto, temos que percorrer a complexidade desses 66 livros e deles retirar o que compõe realmente a harmonia do agir de Deus. Não posso, em nome da honestidade literária, sobrepor um trecho a outro só porque este é conveniente a minha maneira de pensar. Isto é, se quero conhecer mesmo o caráter de Deus tenho que ler a Bíblia como um todo. E no todo, o registro que há é de um Deus misericordioso, tardio em irar-Se e longânimo em perdoar.

      Concordo em gênero, número e grau, quando vc diz que em nenhum contexto a vítima de um estupro deve ser obrigada a casar-se com seu agressor. Vou mais além, penso que nenhuma mulher deva ser obrigada nem mesmo a ter um filho se este é fruto de um estupro. Acho que neste caso, e esta é a posição oficial da IASD, que esta é uma questão de fórum íntimo. Cabe a mulher decidir.

      Deuteronômio 22, porém, faz parte de um contexto de leis civis dadas a um povo que estava aprendendo a viver em liberdade. Não se esqueça que o povo israelita havia acabado de ser libertado de um jugo de escravidão civil, moral e espiritual de 430 anos. Era um povo, portanto, com mentalidade de escravos, o qual Deus teve que reeducar em questões pequenas, porém, não menos sérias, como o fato de ter que orientá-los a enterrar as próprias fezes como medida sanitária.

      Excluir
    3. Ruth AlencarAug 11, 2011 12:17 PM
      Se vc for em Levíticos 22: 16-17 verá que cabia ao pai decidir sobre o destino da filha. Então, o pai decidia. Triste da menina que o pai não era sábio, não é? Digo isto porque a bíblia registra mulheres sendo consultadas quanto ao casamento se queriam ou não, (Gênesis 24:39, 58). Percebe-se, então, que havia opções o que não podia era a vitima ser relegada ao desprezo e abandono. O criminoso não podia sair impune. Daí a lei da obrigatoriedade do casamento. Perceba que se a vitima sofre a obrigação (e esta é mais para dar-lhe proteção haja vista a cultura machista de não valorização da mulher), o agressor sofre a multa e ainda é obrigada a sustentá-la e é proibido de abandoná-la ou repudiá-la.

      Não devemos entender essa lei com os nosso olhos ocidentais de século 21.

      No patriarcado bíblico do Antigo Oriente Próximo as mulheres eram relegadas a uma posição muito desfavorável. Deus teve que fazer muitas correções com relação a este pensamento machista. Até neste ponto eles teriam que ser educados também. Foi nesse mesmo tempo que às mulheres foi dado o direito de herança. Elas não tinham direito a herdar nada dos pais. (Números 27:28).

      A Bíblia registra neste tempo personalidades fortes femininas, por exemplo: Sara, Rebeca, Abgail, Rute, Débora, etc. Todas tiveram a permissão divina para agirem. Deus, portanto, não tolhia as mulheres.

      Enquanto viveu na Terra Jesus refletiu esse pensamento divino de inclusão feminina na História. Fez questão de curar a mulher com hemorragia e exaltá-la publicamente. Fez questão de inserir Maria Madalena diante de homens sedentos por um julgamento injusto e hipócrita.

      Não, Anônimo, o problema não está em Deus, mas no homem. No tempo do Antigo Testamento Deus agiu com homens com mentalidade escravas e machistas. No Novo Testamento teve que agir com homens machistas e de mentalidades hipócritas.

      Recentemente tive uma discussão com um amigo que afirmou com todas as letras que aquelas mulheres que foram buscar tratamento de infertilidade e sofreram abuso sexual do médico, não foram vítimas de estupro porque não tiveram uma arma apontada para suas cabeças. E aí, estamos em pleno século 21 e ainda há homens que pensam assim. Deus é o culpado?

      Não devemos confundir a vontade de Deus com a permissão divina. Só pode realmente se aventurar a falar de Deus àqueles que mantém uma relação pessoal com Ele. Conheça mais sobre Deus através de uma correta leitura de Sua Palavra. É o mínimo que a honestidade pede.

      Excluir
    4. Ruth AlencarAug 11, 2011 03:43 PM
      * desculpem pelo "Se eu estiver compreendido errado" (risos) Isso é o que dá postar antes de corrigir.

      "Se eu tiver compreendido errado"

      Responder

      Excluir
  78. Um adventista amigo meu, disse-me que as religiões ditas "evangélicas" unir-se-ão ao final dos tempos como uma só religião e seus seguidores um só povo. Adorei, realmente, e mais entusiasticamente, quando ele gaguejou quando pedi a ele a explicação, mesmo que "biblicamente" fosse, sobre esta passagem.

    Mas eu explico.

    Tá aí:

    http://www.youtube.com/watch?v=5nFIjalesDw&feature=player_embedded#at=20

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Aug 11, 2011 11:33 AM

      vc disse:

      "Um adventista amigo meu, disse-me que as religiões ditas "evangélicas" unir-se-ão ao final dos tempos como uma só religião e seus seguidores um só povo."

      Compreendo que Deus tem uma igreja invisível, isto é, tem ovelhinhas Suas em vários rebanhos.

      Compreendo que antes da volta de Cristo a esta terra, como ele prometeu, haverá uma manifestação espiritual de forma que haverá apenas dois grupos: os que aceitam a Deus como Soberano de todo o Universo e os que O rejeitam.

      A composição de tais grupos se exercerá a partir da questão da obediência ou não da vontade de Deus.

      Nem todos que dizem hoje, Senhor, Senhor farão parte do grupo que estará com Deus.

      Com relação ao link que vc indicou só posso lhe dizer que quadrada é a cabeça do leitor da Bíblia que se prende a uma literalidade absurda!!!!

      Excluir
  79. Interessantes as colocações desse anônimo.

    Mas será que elas se pautam na realidade do texto?

    Vamos analisar alguns elementos para ver se há coerência com esse trecho e a revelação do Deus de Amor que não muda.

    Contexto histórico. Esse trecho foi dado na lei civil mosaica, ainda no deserto. Os israelitas vinham de um longo período de escravidão no Egito, situação que podemos chamar de desumana sem nos preocupar com a exatidão do termo.

    Contexto social. Escravos são objetos, não sujeitos de direito (noção que estava muito distante da compreensão da época). A questão normatizada não deixava de ser patrimonial.

    Contexto jurídico. O bem tutelado não era o indivíduo (outra noção inexistente à época) mas o patrimônio da família.

    Princípio inerente, que trancende a letra fria da norma: ninguém pode cometer um ato bárbaro impunemente, há consequências previstas para lidar com transgressores.

    ResponderExcluir
  80. Deus é onisciente mas respeita as limitações de suas criaturas. As leis civis mosaicas refletiam a cultura do povo a que se destinavam. Mas não refletiam o desejo último de Deus.

    Jesus deixou claro que algumas normas daquelas foram dadas a DESPEITO do desejo de Deus.

    Vejamos Mateus 19
    Disseram-lhe eles[os discípulos]: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?

    Disse-lhes ele[Jesus]: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.

    ResponderExcluir
  81. As leis civis caducaram, pois não há mais a Teocracia de Israel.

    Mas a Lei defendida por Jesus, da qual nem um til seria mudada está lá em Êxodo 20.

    Deus fez toda uma distinção, vista ao dar a lei por fala e por escrito (em pedras) e na proemiência no santuário (as tábuas eram guardadas na Arca da Aliança).

    É só ver o que diz Deuteronômio 10:

    Naquele mesmo tempo me disse o SENHOR: Alisa duas tábuas de pedra, como as primeiras, e sobe a mim ao monte, e faze-te uma arca de madeira;

    E naquelas tábuas escreverei as palavras que estavam nas primeiras tábuas, que quebraste, e as porás na arca.

    Assim, fiz uma arca de madeira de acácia, e alisei duas tábuas de pedra, como as primeiras; e subi ao monte com as duas tábuas na minha mão.

    Então escreveu nas tábuas, conforme à primeira escritura, os dez mandamentos, que o SENHOR vos falara no dia da assembléia, no monte, do meio do fogo; e o SENHOR mas deu a mim;

    E virei-me, e desci do monte, e pus as tábuas na arca que fizera; e ali estão, como o SENHOR me ordenou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruth Alencar Aug 12, 2011 05:14 AM

      Renner, se tivéssemos que sintetizar em poucas linhas uma explicação sobre os versos bíblicos que falam das leis mosaicas penso que seria isto que vc disse. Simplesmente perfeito:

      "Deus é onisciente mas respeita as limitações de suas criaturas. As leis civis mosaicas refletiam a cultura do povo a que se destinavam. Mas não refletiam o desejo último de Deus. Jesus deixou claro que algumas normas daquelas foram dadas a DESPEITO do desejo de Deus."

      É muito importante compreendermos este princípio básico: Não devemos confundir a vontade de Deus com a permissão divina".

      grande abraço e obrigada por sua participação.

      Excluir
  82. recebi por e-mail esse comentário do pastor Josimar Rios, pastor da igreja que frequento, e ele deu sua excelente contribuição, baseando-se no original hebraico.

    Eis o seu comentário:
    "A investigação de Gênesis 2 evidencia que o sexo é uma atividade exclusiva do relacionamento matrimonial.

    Tal como Êxodo, o Deuteronômio também foi endereçado diretamente à nação de Israel que se encontrava no seu período de formação. Os verso 28 e 29 de Dt. 22 faz parte do conjunto das leis que regiam a conduta sexual dos jovens solteiros na comunidade israelita.

    As evidências indicam que o texto não se refere a estupro porque a frase "e forem apanhados" denuncia que ambas as partes agiram voluntariamente, e que a virgem não foi forçada. Embora o verbo "pegar", do hebraico "tefasah", possa ter o sentido de "forçar", "tomar a força", como é o caso de "chazaq" no verso 25, ele também é usado como um sentido geral de "pegar", e não necessariamente "atacar". Portanto, se Moisés estivesse abordando um caso de estupro nos versos 28 e 29, seria mais coerente ele utilizar chazaq.

    Quando Dt. 22:28 e 29 é comparado com Êx. 22:16 e 17 fica difícil concluir que o texto tá falando de um estupro, pois se assim o fosse, como um pai teria o direito de recusar entregar sua filha para o homem que a seduziu, e manteve relações sexuais com o consentimento dela (Êx. 22:16,17), mas não teria o mesmo direito de recusar entregá-la para casar-se com aquele que a estuprara. É mais lógico inferir que o pai recusaria casar sua filha com um estuprador, mas consentiria casá-la com o seu sedutor.

    Conclusão: a lei de Dt. 22:28, 29 não trata de estupro, mas da situação na qual houve relações sexuais pré-maritais sem constrangimento."


    Agradecemos ao pastor Josimar por sua participação.

    ResponderExcluir
  83. Lost in translation.

    Coisas da tradução, não é mesmo.

    Muito bom o esclarecimento.

    ResponderExcluir
  84. І drolp a commеnt whenever I lіke a
    pοѕt on a site or if I haѵe somethіng tо νaluаble to contribute to the dіѕcuѕsion.
    Usually it is causеd by the passіon communicаted in the post I brоwsed.

    Anԁ аftеr thіѕ poѕt "Deus Existe?".
    I ωaѕ аctuаlly excіteԁ enough to ԁrop a thοught :-P I
    ԁο have а сouple οf quеѕtions for you іf it'ѕ allright.
    Ϲould it bе just me or does it аppear
    lіkе somе of thеse соmments come acгοѕs
    lіκе thеy аrе written bу brain ԁeаd νіsitors?
    :-Ρ And, іf you arе ωritіng at otheг online sociаl sites,
    І'd like to follolw you. Woulԁ уou liѕt the completе urls of all уour community
    ѕites like yοur lіnkedin рrofile, Faceboοk page
    or tωitter feed?

    Also visut my site: breast actives complaints

    ResponderExcluir
  85. These are really wonderful ideas in regarding blogging.

    You have touched some pleasant things here. Any way keep
    up wrinting.

    Feel free to surf to my website the full details

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

O Rio Jordão: As Águas de Naamã

Revelação e Explicação do Sonho de Nabucodonosor - Capítulo 2