Põe-me como selo sobre o teu coração


By Dirceu Aurélio



“... Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura, o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, são veementes labaredas. As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios, afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor, seria de todo desprezado....” (Cantares de Salomão 8:6-7)

Por vezes, ao abrir convites de casamento me deparo com a parte final dos versos acima. É lindo ver os noivos manifestarem a certeza da força de seu amor que "as muitas águas não poderiam apagar, nem os rios afogá-lo". Nada mais verdadeiro se pensarmos que as escolhas foram feitas não somente com a emoção, mas com a razão.

É louvável que haja essa expectativa no início de uma vida a dois, ainda mais se tomarmos em conta que estão na presença do ETERNO buscando sua benção. Mas, os versos anteriores devem ser lidos, entendidos e tão diligentemente vividos.

Amar, acreditem ou não, é para vida toda. E digo isso simplesmente por defender a insolubilidade da relação. Digo isso pensando em quantas pessoas vivem a vida a dois como um peso que tem de ser carregado à duras penas, um fardo de um amor que já se afogou faz tempo.

Eu fico triste por ver amigos e amigas que fizeram suas escolhas em motivos que dão a verdadeira dimensão do amor tais como segurança financeira, busca de uma pseudo-liberdade ao sair de casa e até mesmo pela beleza e desejo somente. Entristeço ao ver que em pouco tempo de casados já constatam o inevitável: amor no qual se basearam para uma união a dois não tem força para vencer "as muitas águas".

O texto inicia com um pedido - "põe-me como um selo sobre o teu coração”. Qual a função de um selo?

A sua amada pede que ele a coloque como um selo sobre seu coração e também sobre seu braço. Não iremos aprofundar sobre a etimologia da palavra, mas o hebraico trata selo como um sinal que é deixado de forma permanente sobre o objeto selado. Permanente foi o que disse.

O amor que promove uma união precisa ser pensado e repensado. Vivido em seu romantismo, mas sempre elaborado e questionado pela razão. Isso o motiva a crescer e mostra sua força e sua profundidade. Força comparada à da morte que é certa e nada pode deter. Assim é o amor, vem instala-se e deixa sua marca.

Por essa razão penso que é bom saber bem a quem damos nosso coração, pois a marca ficará ali pra sempre deixada. O romantismo é bom, mas razão plena de um sentimento que se pretende levar pra eternidade é melhor ainda.

Dirceu Aurélio

Comentários

  1. Sejam bem vindos!



    Melhor visualização no Google Chrome e Firefox!



    No Internet Explorer poderá ocorrer a não visualização de comentários postados ou poderá ocorrer a visualização de comentários sobrepostos aos posts recomendados: "Poderá também gostar de:".


    Boa leitura a todos!

    ResponderExcluir
  2. Quanta verdade há nestes versos...

    O amor é realmente o alicerce para tudo. Em 1 Coriíntios 13, vemos o retrato desse sentimento:

    "Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine."

    O que isto parece? Sem amor, tudo mais é apenas barulho. É o amor sincero, depretencioso que impõe a melodia nas relações.

    "Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei."

    Isto é muito completo como verdade. Quem ama cuida. Cuida de si e do outro. O amor para cumprir seu papel no tocante a felicidade tem que ser dado e recebido... compartilhado.

    "E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará."

    Interessante... posso dar a vida por alguém, mas se este ato não for fundado no amor, será apenas uma morte e nada mais...

    ResponderExcluir
  3. Vale lembrar que D-S é amor e isso não é pouca coisa! (risos)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

Revelação e Explicação do Sonho de Nabucodonosor - Capítulo 2