O Segredo da Oração Respondida (parte 2)

Os Sete Segredos da Oração Respondida



Quando Moisés orou, o Mar Vermelho se dividiu. Quando Elias orou, fogo desceu dos céus. Quando Daniel orou, um anjo fechou a boca dos leões. A Bíblia nos apresenta muitos relatos de orações respondidas. E ela nos recomenda a oração como a forma de nos apoderarmos do poder infinito de Deus. Jesus promete:

"O que vocês pedirem em Meu nome, Eu farei". João 14:14

Ainda assim, algumas orações parecem que não foram percebidas. Por quê?

Aqui estão sete princípios que ajudarão você a orar mais eficientemente:

1- Mantenha-se Ligado a Cristo

"SE VOCÊS PERMANECEREM EM MIM, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem e lhes será concedido" João 15:7


Quando priorizamos nosso relacionamento com Deus e nos mantemos sempre em contato com Ele, estaremos ouvindo e buscando respostas para nossas orações que, de outra maneira, passariam despercebidas.

2- Mantenha a Confiança em Deus

"E tudo o que pedirem em oração, SE CREREM, vocês receberão". Mateus 21:22

Crer ou ter fé significa que estamos realmente esperando que nosso Pai celestial supra nossas necessidades. Se você está preocupado por falta de fé, lembre-se de que nosso Salvador fez um milagre em favor de um homem que clamava em desespero:

"Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade!" Marcos 9:24

Concentre-se apenas no exercício da fé que você tem; não se preocupe com a fé que você AINDA NÃO tem.

3- Submeta-se Humildemente à Vontade de Deus

"Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa DE ACORDO COM A VONTADE DE DEUS, Ele nos ouvirá".
I João 5:14


Lembre-se que Deus deseja nos ensinar algo na oração, além de nos conceder coisas. Por isso, algumas vezes Ele diz: "Não"; algumas vezes Ele nos conduz noutra direção. A oração é uma maneira de conseguirmos mais e mais intimidade com a vontade de Deus. Precisamos estar sensíveis às respostas de Deus e aprender delas. Manter um registro de pedidos específicos e as respostas recebidas é de grande utilidade.

O Espírito Santo ajudará você a pedir corretamente, pois "o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus" (Romanos 8:27). Lembre-se que nossa vontade sempre seria igual à vontade de Deus se pudéssemos ver o que Ele vê.

4- Espere Pacientemente em Deus

"Esperei confiantemente pelo Senhor; ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro". Salmo 40:1
O ponto principal aqui é manter sua mente em Deus, manter seu foco na solução que Ele dá. E não peça a ajuda de Deus num momento, e no momento seguinte você tenta afogar suas mágoas buscando algum tipo de prazer. Espere pacientemente pelo Senhor; precisamos muito dessa disciplina em nossa vida.

5- Não se Agarre a Algum Pecado Acariciado.

"Se eu ACALENTASSE O PECADO NO MEU CORAÇÃO, o Senhor não me ouviria". Salmo 66:18.

Pecados acariciados impedem a atuação do poder de Deus em nossa vida; isso nos separa de Deus (Isaías 59:1, 2). Você não pode agarrar o pecado com uma mão e buscar a ajuda divina com a outra. Uma confissão e arrependimento sinceros solucionam esse problema.

Se não estivermos dispostos a permitir que Deus nos liberte dos pensamentos, palavras e atos maus, nossas orações não serão eficientes.

"Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres". Tiago 4:3.

Deus não vai responder "sim" às suas orações egoístas.

Mantenha os ouvidos abertos à lei de Deus e Sua vontade, e Ele manterá os ouvidos abertos às Suas petições.

"Se alguém se recusa a ouvir a lei, até suas orações são detestáveis". Provérbios 28:9.

6- Sinta a Necessidade de Deus

Deus responde àqueles que pedem por Sua presença e poder em suas vidas.

"Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos". Mateus 5:6

7- Persevere Em Oração

Jesus ilustrou a necessidade de perseverar em nossos pedidos através da história de uma viúva insistente que sempre trazia seu pedido diante de um juiz. Finalmente, o juiz disse em exasperação: "Está viúva está me aborrecendo; vou fazer-lhe justiça". Então, Jesus concluiu: "Acaso Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a Ele dia e noite? Continuará fazendo-os esperar?" (Lucas 18:5, 7).

Discuta todas as suas necessidades, esperanças e sonhos com Deus. Peça por alguma bênção em particular, por ajuda nos momentos de necessidade. Continue buscando, continue ouvindo, até que você aprenda algo da resposta de Deus.

Os Anjos Suprem a Necessidade Daqueles Que Oram

O salmista se regozijou com o ministério dos anjos do Senhor por suas orações terem sido respondidas:

"Busquei ao Senhor, e Ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores... O anjo do Senhor é sentinela ao redor daqueles que o temem, e os livra". Salmo 34:4, 7

Quando oramos, Deus envia anjos como resposta às nossas orações (Hebreus 1:14). Cada cristão tem a companhia de um anjo da guarda:

"Cuidado para não desprezarem um só destes pequeninos! Pois eu lhes digo que os anjos deles nos céus estão sempre vendo a face de meu Pai celeste". Mateus 18:10

Por causa de nossas orações:

"Perto está o Senhor. Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus". Filipenses 4:5-7

O Estilo de Vida Cristão

A Bíblia descreve um estilo de vida cristão bem peculiar. De acordo com Efésios 4:22-24, o cristão deve "despir-se" do antigo estilo de vida que é resultado de "desejos enganosos" e "revestir-se" do novo estilo de vida, que é o de ser "criado para ser semelhante a Deus". Nessa passagem e na Lição sobre os “anjos que suprem as necessidades daqueles que oram”, descobrimos que no novo nascimento, somos "re-criados" para sermos um tipo diferente de pessoa em Cristo.

Esse estudo mostra o estilo de vida cristão; ele revela os segredos de uma vida cristã feliz. Ajudará você a ter um forte relacionamento com Cristo, que resultará num estilo de vida cristão bem peculiar. Por isso, fixe seus olhos em Jesus hoje, e você pode fazer parte daquela celebração final de vitória quando a paz de Cristo reinar eternamente.


Copyright © 2004 The Voice of Prophecy Radio Broadcast
Los Angeles, California, U.S.A.






Caro leitor,


A oração e o sincero arrependimento pode transformar nossas vidas!

Não permita que o pecado o afaste de Deus!

Logo quando Adão e Eva pecaram, seus primeiros atos após pecar foi o de vergonha. Esconderam-se de Deus, se cobriram, como se as vestes os protegeriam da vergonha de terem desobedecido ao Senhor.

Outros tantos motivos nos levam a nos afastarmos de Deus. Mas a vergonha por estarmos cientes dos nossos erros, o conhecimento de nossa transgressão, também nos afasta.

Imaginemos uma criança que desobedece ao pai. Seu primeiro instinto é esconder-se com vergonha ou medo da punição. Não temos forças em nós mesmos para não pecar. Mas, a força pode ser alcançada pela constante comunhão com Deus. Quanto mais estivermos em Sua presença, mais cientes do que é certo e do que é errado seremos. No mais, deixemos que o Espírito Santo faça a transformação e nos mostre o erro afim de não persistirmos errando.

Estamos todos aprendendo. Nessa caminhada só teremos êxito se acompanhados pelo Mestre. É Ele quem nos mostra o caminho e é Ele que nos ensina e nos ampara.

Mesmo se cairmos nas armadilhas do pecado, voltemos ao Senhor, busquemos a Ele com humildade e arrependimento, oremos sempre para que nosso contato não seja interrompido por nós mesmos.

Não deixe que a iniquidade o afaste de Deus e das bênçãos que Ele deseja nos dar. Pois pecar, pecamos. Mas permanecer em pecado nos torna fugitivos.

Que possamos buscá-LO sempre, com nossa mente e coração!


Comentários

  1. Sejam bem vindos!



    Melhor visualização do blog no Google Chrome e Firefox!



    Em alguns navegadores poderá ocorrer a não visualização de comentários postados ou poderá ocorrer a visualização de comentários sobrepostos aos posts recomendados: "Poderá também gostar de:".


    Boa leitura a todos!

    ResponderExcluir
  2. "Concentre-se apenas no exercício da fé que você já tem; não se preocupe com a fé que você AINDA NÃO tem."

    Isto é muito profundo na medida em que me diz que Deus me dá o direito e a possibilidade de descansar mesmo em meio à tribulação.

    Como diz também que Ele proverá.

    Obrigada, Bri, por tão inspirador texto.

    ResponderExcluir
  3. Não me agradeça Ruth!

    Estou aprendendo e sinto a necessidade de compartilhar com todos.

    Nossas experiências são reais e como todos, eu erro muito e tento aprender e me reconciliar com nosso Pai.

    Esse texto me ajudou muito.
    Me ajudou a pensar no que poderia "jogar fora" de minha vida.

    Muitas vezes não sabemos, ou mesmo conscientes continuamos a fazer coisas que nos afasta, que nos reprime, que nos poda em nossa comunhão.

    Sempre quando algo nos incomoda...devemos dar ouvidos ao Espírito Santo. Podemos estar errados e Ele nos mostra onde e em quê.

    ResponderExcluir
  4. “Estamos todos aprendendo. Nessa caminhada só teremos êxito se acompanhados pelo Mestre. É Ele quem nos mostra o caminho e é Ele que nos ensina e nos ampara.”

    A certeza de que estamos sempre acompanhados por Ele fez, e faz, a diferença em minha vida.

    Êita que Deus tão maravilhoso, eu faço tudo errado, inclusive as minhas orações, e não é que Ele, mesmo assim, ainda me atende!

    ResponderExcluir
  5. Penso que o texto é um estimulante ao exercício da fé. Eu às vezes nem oro, pois me vejo indigno de algançar algumas bençãos...mas pelo texto me encorajo a pedir com fervor e humildade.

    ResponderExcluir
  6. Werton,

    Entendeu perfeitamente a mensagem final do texto!

    Que Deus o abençoe e nunca desista Dele, pois Ele nunca desistirá de você!

    Fique na paz de Deus!

    ResponderExcluir
  7. Pedro,

    "Êita que Deus tão maravilhoso, eu faço tudo errado, inclusive as minhas orações, e não é que Ele, mesmo assim, ainda me atende!"

    Exatamente!

    Como alguns duvidam e não crêem no amor de um Deus tão maravilhoso!

    Somos todos caminhantes... que sejamos sempre. O que não podemos é tropeçar e não aceitar a mão do Mestre!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

O Rio Jordão: As Águas de Naamã