O Deus de Paz (1º Dia)




Lembre-se da “receita” do pastor Allen da leitura de 5 vezes ao dia do Salmo 23 que falamos na Introdução


verso 1 - O SENHOR É O MEU PASTOR E NADA ME FALTARÁ.


“Davi dependia completamente do Senhor, como uma ovelha depende de seu pastor.” A certeza de que suas necessidades seriam supridas dão ao salmista a “sugestão de bem estar físico e de calma pessoal e tranquilidade mental visto que a ansiedade é impossível quando Seu poderoso cuidado é evidente.” (Leslie S. M’Caw, M.A., Reitor do All Nations Bible College, Taplow, Maidenhead. Salmos.)

No Antigo Testamento o profeta Isaías assim se refere aos cuidados de Deus, como um pastor: “Como pastor, apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos e os levará no seio; as que amamentam ele guiará mansamente.” 
(Isaías 40:11).

No Novo Testamento, Jesus Se apresenta como o Bom Pastor: 
“conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim, assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.”

Ele Se comove com nossas necessidades e fraquezas: “
Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.”

“Logo após a segunda grande guerra, os exércitos aliados recolheram milhares de crianças desabrigadas e famintas, e as levaram para alojamentos especiais. Ali essas crianças foram alimentadas e tratadas. Entretanto, à noite, elas não conseguiam dormir bem. Pareciam sempre inquietas e temerosas.

Por fim, um psicólogo descobriu a razão do problema e como solucioná-lo: tratava-se de insegurança. Então, eles decidiram que, quando as crianças fossem dormir, receberiam uma fatia de pão para segurarem. Aquele pedaço de pão não era para ser comido; deviam apenas segurá-lo. Se demonstrassem desejo de comê-lo, deveriam ganhar outra fatia de pão, mas aquela eles não poderiam comer. O pedaço de pão produziu resultados miraculosos. As crianças dormiam com a certeza subconsciente de que teriam algo para comer no dia seguinte. Isto lhes proporcionava um sono tranquilo e calmo.

No Salmo 23, Davi fala da presença deste sentimento de segurança no coração da ovelha, quando diz: “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará.” A ovelha sabe, instintivamente, que o pastor tem reservas para sua alimentação do dia seguinte, pois, se tem provisões para hoje, terá para o futuro também. Então, ela se deita tranquilamente, tendo na mão - falando figuradamente - o seu pedaço de pão.


Como vemos, este salmo não começa com uma petição, mas sim com uma declaração simples de um fato: “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará." Não precisamos suplicar bênçãos a Deus.


Roy Smoth já disse (e outros pensadores cristãos também): “Deus tem as provisões necessárias para atender às nossas necessidades, provisões estas preparadas antes mesmo que tivéssemos necessidade delas.” Antes que começássemos a sentir frio, Deus já havia estocado no subsolo o petróleo, o carvão, e o gás para que pudéssemos nos aquecer. Ele sabia que iríamos sentir fome, e por isso, antes de criar o homem, Deus tornou fértil a terra e colocou a vida dentro de cada semente. “Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais”, disse Jesus. (Ver Mateus 6:8)


A maior parte de nossas preocupações é com o dia de amanhã, como aconteceu àquelas mulheres que se encaminhavam para o túmulo de Cristo.
Elas não puderam apreciar as belezas daquele sol matinal e das flores que ladeavam a estrada. Estavam preocupadas com a questão de quem lhes removeria a pedra da porta do sepulcro. Ao chegarem lá, viram que ela já estava removida.

Em outra passagem (Sl 37:25), vemos o comentário de Davi: “Fui moço, e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão.” Pensando bem, nem eu. Você já viu?


Toda espécie de vida vem de Deus. Isto inclui a minha vida também. Deus cuida das aves do céu e da erva do campo. E Jesus nos pede para notarmos que se Deus faz tanto por um simples pássaro e por uma flor silvestre, quanto não fará por nós? (Mt. 6:25,34)


O apóstolo Paulo disse o seguinte: “E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir em Cristo Jesus cada uma de vossas necessidades” (Fp. 4:19). Davi expressa a mesma ideia aqui neste verso: “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará.” Nesta crença, podemos trabalhar e viver hoje sem nos preocuparmos com o amanhã.” 
(Charles L. Allen, A Psiquiatria de Deus)


Continuaremos amanhã...




Comentários

  1. Sejam bem vindos!



    Melhor visualização do blog no Google Chrome e Firefox!



    Em alguns navegadores poderá ocorrer a não visualização de comentários postados ou poderá ocorrer a visualização de comentários sobrepostos aos posts recomendados: "Poderá também gostar de:".


    Boa leitura a todos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

O Rio Jordão: As Águas de Naamã