As alegrias de ser cristão


por Volney Ribeiro*


Texto bíblico de estudo: Lucas 10: 17-24.

Além dos 12 apóstolos, Jesus organizou um grupo de 70 discípulos para uma missão especial. 


Em Lucas 10: 1-12, encontram-se as instruções que Jesus deu aos 70. 

“E depois disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir. E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara. Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos. Não leveis bolsa, nem alforje, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho.  

E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa.  E, se ali houver algum filho de paz, repousará sobre ele a vossa paz; e, se não, voltará para vós. E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário. Não andeis de casa em casa. E, em qualquer cidade em que entrardes, e vos receberem, comei do que vos for oferecido.

E curai os enfermos que nela houver, e dizei-lhes: É chegado a vós o reino de Deus. Mas em qualquer cidade, em que entrardes e vos não receberem, saindo por suas ruas, dizei: Até o pó, que da vossa cidade se nos pegou, sacudimos sobre vós. Sabei, contudo, isto, que já o reino de Deus é chegado a vós. E digo-vos que mais tolerância haverá naquele dia para Sodoma do que para aquela cidade.” 


Em Lucas 10: 17-24. Encontram-se o relatório dos 70 e a avaliação do Senhor. 

“E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam. 

E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum. Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus. 

Naquela mesma hora se alegrou Jesus no Espírito Santo, e disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste às criancinhas; assim é, ó Pai, porque assim te aprouve. 

Tudo por meu Pai me foi entregue; e ninguém conhece quem é o Filho senão o Pai, nem quem é o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar. 

E, voltando-se para os discípulos, disse-lhes em particular: Bem-aventurados os olhos que vêem o que vós vedes. Pois vos digo que muitos profetas e reis desejaram ver o que vós vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram. 

A missão havia sido bem-sucedida; eles haviam recebido poder especial para realizá-la. O relatório e o comentário de Cristo estavam cheios de alegria, “tripla alegria”. 


I – A alegria do serviço

Jesus não podia estar em todos os lugares ao mesmo tempo, mas seu poder, sim, potencializando os discípulos para Seu serviço. A missão proporcionou àqueles discípulos muitos privilégios, a saber: 

1) Saíram em nome de Jesus, com a bênção de Jesus. 

2) Conheceram muitas pessoas, estiveram em suas casas, comeram com elas, ouviram suas histórias... 

3) Curaram suas enfermidades. 

4) Expulsaram demônios. 

5) Pregaram a Palavra. 

6) Ouviram e viram decisões, choro de conversões sinceras... 

Os 70 sentiram o gostinho de levar a salvação aos perdidos. Viram pessoas sendo resgatadas das trevas para a luz. Sentiram a alegria de trabalhar pela salvação dos perdidos. 

Qual foi a última vez que você sentiu esse tipo de alegria? A alegria de salvar pessoas por meio do trabalho missionário? 


II – A alegria da soberania 

Além da alegria do serviço, os 70 também desfrutaram a alegria da soberania de Cristo sobre as enfermidades e sobre os demônios. Em nome de Cristo, eles testemunharam curas, espíritos maus fugindo, vidas sendo transformadas. 

Amigos, saibam que Jesus é soberano sobre qualquer situação da vida humana. Nada Lhe é impossível. Ele pode tudo. Ele disse: “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra”. (Mateus 28:18) 

Só Jesus é soberano. Não há problema ou dificuldade que ele não possa resolver. 

Que problema você está enfrentando que o impede de ser feliz? Que dificuldade tem roubado seu sono, minado suas energias vitais e têm levado você, às vezes, à angústia e ao desespero? Vá a Jesus, entregue-se a Ele, que Ele carregará seus fardos.


III – A alegria da salvação 

Os 70 pareciam muito contentes com a alegria do serviço e da soberania.  No verso 20, Jesus direciona sua atenção para outro tipo de alegria... a alegria da salvação, da eternidade!!! 

Você já parou um momento para pensar e se deu conta de sua eternidade? Você sabia que “poucos creem de alma e de coração que têm um céu a ganhar e um inferno a evitar”? 

Arrolados no céu 

1) O céu conta com um registro de membros, tal como nas cidades antigas se conservavam o registro de seus habitantes. 

2) O termo grego “arrolar” que dizer “registro formal e solene”. Era usado para a assinatura de registro de nascimento, de uma certidão de casamento, de um testamento, de um tratado de paz. “Arrolar”, portanto, significa pôr na lista, no rol. 

3) Quando você nasceu, sua família foi a um cartório e arrolou seu nome num registro de nascimentos em uma cidade. Você se tornou cidadão dessa cidade, de uma nação, e passou a viver de acordo com as leis desse lugar. 

4) Quando você nasceu espiritualmente, seu nome foi arrolado em outra cidade, a celestial. A partir desse dia, você deve viver à altura dessa nova cidadania, sem anular a cidadania local. Você é também cidadão da Nova Jerusalém. Jesus quer que você tenha isso muito claro, bem definido em sua mente. Agora seu estilo de vida deve ser o celestial. Tal estilo de vida você encontra em Colossenses 3: 5-17: 

“Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas. Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, e vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos. Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição.

E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos." 


Por que é tão importante andar segundo esse estilo de vida? 

A resposta está em Êxodo 32:33: 

“Então disse o SENHOR a Moisés: Aquele que pecar contra mim, a este riscarei do meu livro.” 

5) Nos registros públicos das grandes cidades, quando alguém falecia ou cometia algum crime grave, seu nome era apagado, o que demonstrava que essa pessoa não era mais considerado um cidadão daquela cidade; era um sem pátria. 

6) Os israelitas conheciam esses fatos. Eles tinham essas informações. 

Você sabe onde estão registrados os nomes daqueles que rejeitaram o Senhor Jesus? 

Jeremias 17: 13 diz que é no chão: “O SENHOR, esperança de Israel, todos aqueles que te deixam serão envergonhados; os que se apartam de mim serão escritos sobre a terra; porque abandonam o SENHOR, a fonte das águas vivas.” 

7) O nome representa o caráter, a pessoa que o possui, o ser. Ter o nome escrito no chão significa que a pessoa que abandona a Jesus volta ao pó, isto é, a ser pó. 

8) João 8: 1-11 registra um fato inusitado: Jesus escrevendo no chão os nomes de alguns dos acusadores da mulher adúltera, e do lado desses nomes seus pecados não abandonados. Isso tinha uma significação grande para aqueles líderes judeus (visto que eles conheciam o trecho de Jeremias 17: 13), o que os levou a uma reflexão profunda e a abandonar o desejo de apedrejar a mulher flagrada em adultério. 

9) Querido amigo, seu nome foi arrolado no livro de Deus, e é lá que ele deve estar. 

10) Daniel e João apresentam dois grandes privilégios de ter o nome arrolado no livro da vida.  

Daniel 12: 1 – fala de proteção, salvação no tempo de angústia (momento que antecede a 2ª vinda de Cristo) 

“E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro.” 

Apocalipse 20: 15 – fala de proteção, salvação no juízo final (executivo). 

“E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.” 


IV – Alegria da submissão 

Amigos, que privilégio ter nosso nome arrolado no livro dos céus. Porém, nossa maior alegria não está nem no serviço nem na salvação, mas na submissão constante à vontade de Deus

A alegria completa da salvação só vamos desfrutar quando Jesus voltar e recebermos um  corpo novo, de glória, incorruptível. 

"Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade. E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?" (I Coríntios 15: 51-55)

Mas alegria completa da submissão pode ser desfrutada hoje, agora, já! 

Davi escreveu: “Agrada-me fazer a tua vontade, ó meu Deus”. (Salmo 40: 8) 

Submeter-nos à vontade de Deus deve ser mais prazeroso para nós do que o alimento físico. Assim como ocorre com os anjos, nosso maior desejo deve ser conhecer a vontade de Deus para nossa vida. 

Todo dia, especialmente pela manhã, pergunte a Deus: “Senhor, qual é atua vontade para a minha vida? O que o Senhor tem planejado para mim”? Peça que Ele realize a Sua vontade em você. 

Há três vontades sob as quais as vidas das pessoas acontecem:

(1) a humana; 

(2) a divina; 

(3) a diabólica. 

Em vista disso, pergunte sempre a si mesmo: Sob que vontade, além da minha, está acontecendo minha vida? A música que eu escuto, os filmes que vejo, as palavras que pronuncio, os atos que pratico, sob que vontade estão acontecendo”? 

Neste momento, convido você a decidir ser submisso à vontade do soberano Deus. Permita que Ele o guie. Só assim, estaremos realmente seguros e poderemos contar com a alegria da salvação.

__________

* Volney Ribeiro, Teólogo, Escritor, Professor, Especialista em Gestão Educacional, Mestrando em Letras.



Comentários

  1. Ótimo texto! Me fez refletir sobre a minha vida cristã e nas coisas as quais tenho direcionado a minha alegria.
    Que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  2. Eu estive presente no dia em que Volney nos apresentou este estudo... não podia dar em outra coisa.

    Você entende agora, Volney, porque suas palavras não podem ficar entre as paredes daquele Templo de oração?

    Há muitos corações que precisam ouví-las... há muitas mentes que precisam guardá-las e este é um ótimo lugar para registrá-las.

    Sem querer você tornou-se cúmplice de nossa missão. Muito obrigada e que Deus continue a usá-lo em Sua maravilhosa Obra de salvação.

    ResponderExcluir
  3. Amém!!! E que Deus continue a usar-nos sempre. Você também é bênção ao Senhor!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

Refletindo um pouquinho sobre 2 Reis 2: 9- 13