Operação Chuva Global


De 4 a 14 de Janeiro de 2012






“Imagine milhões de pessoas em todo mundo orando juntas pelo derramamento do Espírito Santo. Esse é o objetivo de uma campanha de oração lançada pela Igreja Adventista em todo mundo que, em 10 dias, reunirá pessoas de vários países para orarem juntas.

Na internet, a campanha está sendo promovida pelo site reavivamentoereforma.com e pela página facebook.com/ igrejaadventistadosetimodia. A Rádio e TV Novo Tempo também estarão incentivando diariamente as pessoas a orar e passarem mais tempo com Deus estudando a Bíblia.

Quem acessa a internet poderá assistir e fazer download de vídeos abordando o tema do dia. 

Para cada dia haverá um motivo especial de oração:

04/01 – Intercessão pelo derramamento do Espírito Santo – Hebreus 10:22

05/01 – Entrega pessoal – Tiago 1:6

06/01 – Arrependimento sincero – Daniel 9:4-6

07/01 – Confissão – I João 1:9

08/01 – Amor pelos perdidos – João 17:20 e 21

09/01 – Exame pessoal – problemas com familiares ou membros da igreja – Salmos 51

10/01 – Ajuda financeira para a obra de Deus – Filipenses 2:5-9

11/01 – Obediência – maturidade em Cristo – Romanos 12:1 e 2

12/01 – Ação de graças – cura dos doentes – Filipenses 4:4-6

13/01 – Testemunho apaixonado – missão para o mundo – Romanos 1:16 e 17 


Veja algumas dicas:

  • Peça a Deus para preparar o seu coração para essa experiência de 10 dias de oração.
  • Forme um grupo de oração. Convide uma ou mais pessoas para acompanhá-lo, ou peça ao pastor de sua igreja para divulgar essa atividade para toda a igreja.
  • Escolha um horário conveniente para que as pessoas que você convidou possam participar com você.
  • Separem uma hora por dia para orar, se possível.
  • Comecem e terminem o momento de oração em grupo com louvores e agradecimentos.
  • Façam orações de frases curtas para que cada pessoa possa orar mais de uma vez e para permitir ao Espírito Santo impressioná-lo como orar.
  • Passem mais tempo efetivamente orando em grupo do que apresentando pedidos de oração.
  • Separe tempo pessoal, particular com Deus, além do tempo de oração em grupo.
  • Pense em adotar algum tipo de jejum, como o de TV, música secular, filmes, Internet, ou sobremesas.
  • Use o tempo extra para orar e ler a Bíblia.
  • Peça a Deus para Se revelar a você.
  • Peça ao pastor de sua igreja para promover os 10 dias de oração na igreja local através de testemunhos de como Deus operou como resultado das orações em grupo.
  • Nos cultos de Sábado durante os 10 dias dêem um destaque especial a oração.
  • Peça a Deus para mostrar-lhe cinco pessoas por quem orar durante os 10 dias.

Divulgue:










Comentários

  1. Eu vou participar dessa campanha.

    E que Deus nos escute e nos conceda tão grande graça.

    ResponderExcluir
  2. "O batismo do Espírito Santo é o remédio para a alma vacilante, que não tem vontade de orar, meditar e testemunhar. É o Espírito de Deus que torna a vida seca em um bosque frutífero. Paulo assim escreveu: “Até que se derrame sobre nós o Espírito lá do alto; então, o deserto se tornará em pomar, e o pomar será tido por bosque; o juízo habitará no deserto, e a justiça morará no pomar. O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça, repouso e segurança, para sempre. O meu povo habitará em moradas de paz, em moradas bem seguras e em lugares quietos e tranqüilos, ainda que haja saraivada, caia o bosque e seja a cidade inteiramente abatida.” Isaías 32:15-19

    O único que pode nos conduzir a Cristo Jesus é o Espírito Santo e sem Ele não temos acesso ao salvador. A Palavra esclarece: “Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos. Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Romanos 8:26-28.

    O Espírito tem o objetivo de mudar nossa natureza carnal pela espiritual, que é a de Cristo. A partir daí, começamos a produzir o fruto do Espírito que é um “cacho” formado por nove qualidades lindas de caráter: “Mas o Espírito de Deus produz o amor, a alegria, a paz, a paciência, a delicadeza, a bondade, a fidelidade, a humildade e o domínio próprio…” Gálatas 5:22-23. Tais qualidades fazem parte do crescimento contínuo do cristão, como resultado da sua comunhão diária com Cristo e se tornam a maior evidência de que foi batizado pelo Espírito Santo.

    A presença de Deus sempre se manifesta numa glória que purifica o justo e elimina o incrédulo. O mesmo fogo que redime, destrói, do mesmo modo que o Sol que derrete a cera, endurece o barro. O batismo “com fogo” (Mateus 3:11), portanto, indica o caráter do batismo com o Espírito Santo: sendo que o fogo (assim como a água) é um agente purificador, o batismo com o Espírito Santo é com fogo porque purifica o pecador, ou seja, regenera o coração dele.

    Veja o que diz Efésios 1:13: “Em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa.” O Espírito Santo também é o responsável pelo selamento (definição) dos salvos em Cristo Jesus.

    Só seremos batizados diariamente pelo Espírito se diligentemente o pedirmos. Deus age diretamente no coração quando Ele é solicitado –por causa da lei do livre arbítrio. Deus não impõe Sua vontade ou invade a mente do homem que não O deseja.

    Vamos juntos, com unanimidade (Atos 1:14), clamar em oração pelo batismo diário do Espírito Santo. Esse é o único caminho para termos acesso ao nosso Salvador e permanecermos no plano de Deus." (Manassés Queiroz)

    ResponderExcluir
  3. "Durante dez dias, líderes mundiais convidam milhões de pessoas de todas as culturas e nações a formarem uma rede diária de oração. O projeto se inicia em 4 de janeiro com foco na intercessão, ação de graças, obediência, exame de consciência e testemunho apaixonado para servir. Será que reunir pessoas para orar não é mais uma novidade de início de ano? A resposta merece reflexões.

    Primeiro, a oração une pessoas entre si e elas com Deus. É da natureza da oração favorecer a inclusão, aliás, o sentimento de pertencer é um dos valores mais requeridos em uma sociedade plural. Segundo, o hábito de orar predispõe a mente e provoca mudanças atitudinais. Além disso, é na conexão diária com Deus que novas prioridades de vida são estabelecidas.

    Porém, há uma razão que se impõe sobre todas as dimensões enunciadas. Nenhum processo de reavivamento e reforma tem início sem mediação do Espírito Santo. Por isso, “Chuva de Bênçãos” é mais do que uma ideia. Trata-se de um aprendizado onde orar pelo “derramamento extraordinário do Espírito Santo” se torne na formação de um estilo de vida. Em face da emergência dos dias em que se vive, não existe maior necessidade do que ter o Espírito para viver pelo Espírito.

    A Igreja Remanescente está prestes a enfrentar terríveis ataques satânicos no tempo do fim que põem em risco sua missão. Por isso, é urgente adequado preparo espiritual com base na atitude de fé, envolvendo reforma e consequente reavivamento, status somente alcançado pela oração e determinado estudo da Palavra de Deus.

    Ao se confrontarem com uma missão especial, os grandes personagens bíblicos do passado se prepararam através da oração. Daniel foi um notável exemplo. Ao aproximar-se do tempo profético predito por Jeremias sobre o fim do cativeiro dos setenta anos, Daniel se angustiava em oração, súplicas e jejum. De coração aberto, ele reconhecia que havia entre o povo pecado e rebeldia. Não ignorava de que o afastamento dos mandamentos divinos trazia infâmia. E, nem tão pouco, desconhecia que o povo estava distante dos profetas e suas profecias.

    Em oração intercessora, o homem de Deus orava pela bênção do Céu sobre seu povo, conforme relatado em Daniel 9: 18 e 19[1]

    “Inclina, ó Deus meu, os Teus ouvidos e ouve; abre os Teus olhos e olha para a nossa desolação e para a cidade que é chamada pelo Teu nome, porque não lançamos as nossas súplicas perante a Tua face fiados em nossas justiças, mas em Tuas muitas misericórdias. Ó Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa; ó Senhor, atende-nos e opera sem tardar; por amor de Ti mesmo, ó Deus meu; porque a Tua cidade e o Teu povo se chamam pelo Teu nome”.

    De forma extraordinária, Deus respondeu a oração. Ainda ajoelhado, o anjo Gabriel vem voando das cortes celestiais para lhe dizer que suas petições foram ouvidas e atendidas. Além disso, oferece-lhe recursos espirituais para que Daniel pudesse entender e compreender os mistérios dos séculos futuros. Esta experiência de fé se constitui em motivação hoje para a Igreja Remanescente.

    (continua)

    ResponderExcluir
  4. Ao escrever sobre a iluminação recebida por Daniel diretamente do trono da graça (WHITE, 1986)[2]comenta

    “Em resposta a sua petição, Daniel recebeu não somente a luz e a verdade de que ele e seu povo mais precisavam, mas uma visão dos grandes eventos do futuro mesmo até o advento do Redentor do mundo. Aqueles que dizem estar santificados, ao passo que não têm nenhum desejo de examinar as Escrituras ou lutar com Deus em oração por uma compreensão mais clara da verdade bíblica, não sabem o que é a verdadeira santificação”.

    A real percepção do tempo do fim e o consequente preparo espiritual somente acontecerão quando a oração for parte de um estilo de vida. Neste contexto, (FINLEY, 2011)[3] inclui o estudo da Bíblia como condição imperiosa ao processo de reforma e reavivamento.

    “Leia a Palavra de Deus fervorosamente, permitindo que o Espírito Santo impressione sua mente. Deixe que ela se torne o assunto de suas orações. Se a oração é a respiração do reavivamento, o estudo da Bíblia é seu coração. Oração e estudo da Bíblia são os gêmeos siameses do reavivamento. Eles estão interconectados. Quanto mais você orar, mais faminto estará da Palavra de Deus, e, quando mais você estudar a Palavra, mais desejará orar”.

    Toda caminhada tem início com o primeiro passo. Se você realmente deseja ter visão clara dos tempos em que se vive, tome a decisão de orar com propósito. Adicione a esta experiência de fé, o estudo da Bíblia também com propósito. Para cada dia, ore por uma necessidade. Convide seus amigos a molharem-se na “Chuva de Bênçãos” que seguramente cairá sem medida na família, na vida pessoal e na vida comunitária." (Jael Eneas de Araújo é pastor e músico)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

Revelação e Explicação do Sonho de Nabucodonosor - Capítulo 2