A morte de Cristo e a lei




“A lei de Deus (os Dez Mandamentos) foi abolida?"

Contribuição Pr. Matheus Cardoso



Sim


Não

"Mas agora, morrendo para aquilo que antes nos prendia, fomos libertados da Lei, para que sirvamos conforme o novo modo do Espírito, e não segundo a velha forma da Lei escrita" (Rm 7:6).


"A Lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Agora, porém, tendo chegado a fé, já não estamos mais sob o controle do tutor" (Gl 3:24-25).

"[Cristo] aboliu, na Sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz" (Ef 2:15).

"[Cristo] tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de   ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz" (Cl 2:14; paralelo a Ef 2:15).


"Anulamos então a Lei pela fé? De maneira nenhuma! Ao contrário, confirmamos a Lei" (Rm 3:31).

"No íntimo do meu ser tenho prazer na Lei de Deus" (Rm 7:22).

"[Cristo morreu] a fim de que o preceito da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. [...] O pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar" (Rm 8:4, 7).

"Aquele que ama seu próximo tem cumprido a Lei. Pois estes mandamentos: 'Não adulterarás', 'Não matarás', 'Não furtarás', 'Não cobiçarás', e qualquer outro mandamento, todos se resumem neste preceito: 'Ame o seu próximo como a si mesmo'. O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da Lei" (Rm 13:8-10).


"Os próprios crimes do ímpio lhe serão armadilha. Ele rapidamente será envolvido pelas cordas do seu pecado, Morrerá pela falta de disciplina; a magnitude de sua tolice o fará cambalear e cair." (Provérbios 5:22-23, Bíblia Judaica Completa)








“O ser humano que peca transgride a lei está amaldiçoado. E qual o resultado dessa maldição? A morte. O resultado do pecado é a morte. Essa é a maldição da lei. A lei traz juízo e morte!

Cristo veio para nos libertar da maldição da lei. Isto é, desse juízo e morte que a lei traz para todo pecador:Ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim podes comer livremente; mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dessa não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” (Gênesis 2: 16-17)

Aqui está a maldição da lei. É o juízo de Deus que traz no final a morte. Qual a função da lei? A lei é o espelho de Deus para nos ensinar sobre o que é certo e o errado. A lei aponta para o pecado.  Por exemplo, a lei de trânsito mostra quais os limites. Numa auto estrada você pode desenvolver uma velocidade maior, 120 km/h. Se você for a 160 Km/h você transgride a lei que vem até você com a multa, a pena, o castigo.

“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;” (Gálatas 3:13)

Aqui vemos uma clara relação entre a lei moral e a cerimonial. A lei moral mostra o certo e o errado, mas não aponta a solução contra o pecado. A lei cerimonial apresenta essa solução: a morte substitutiva. Esta lei mostra que a solução do pecado não está em nós. A solução está fora de nós. Precisamos de um sacrifício e de um intercessor. Esta intercessão aponta para o Cordeiro de Deus: Jesus Cristo.

A solução do pecado não é guardar a lei, mas Jesus Cristo. Veja Isaias 53: 4- 8:

“Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como um cordeiro que é levado ao matadouro, e como a ovelha que é muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a boca. Pela opressão e pelo juízo foi arrebatado; e quem dentre os da sua geração considerou que ele fora cortado da terra dos viventes, ferido por causa da transgressão do meu povo?”

Jesus recebeu a nossa maldição sobre Ele. Cristo nos livrou da maldição. Ele não cancelou, aboliu a lei. Ele a pagou.”

Mesmo sem ter pecado nEle mesmo, assumiu a nossa culpa não perdoou o pecado porque o pecado não se perdoa, se paga! Ele perdoa o pecador. Ele  pagou nossa dívida, nos perdoou.

Maravilhoso Jesus! Maravilhosa lei do amor que como espelho nos revela os desalinhos da alma e provê pela graça, justiça e obediência de Cristo a nossa libertação, redenção e salvação.

Ruth Alencar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

Refletindo um pouquinho sobre 2 Reis 2: 9- 13