Perfeccionismo: a versão satânica da doutrina da salvação


"Sim, Satanás também tem uma doutrina para a salvação da humanidade. Ela se chama perfeccionismo. Em vários aspectos, ela é semelhante a doutrina de salvação de Deus, mas existem grandes diferenças entre uma e outra doutrina.

A doutrina de salvação de Deus possue um padrão para avaliar a conduta de todas as pessoas. Esse padrão é a lei de Deus. A doutrina de salvação de Satanás também possui a lei de Deus como padrão para avaliar a conduta dos seres humanos.

A doutrina de salvação de Deus tem a Jesus como o Modelo perfeito. Na doutrina de salvação de Satanás, Jesus também é o Modelo perfeito.

A doutrina de salvação de Satanás tem algumas características a mais:

- O cristão não pode ter defeitos de caráter. Se tiver, tá perdido. E o diabo gosta disso.

- O cristão não pode ser dessemelhante de Cristo. Se não for exatamente igual a Cristo, está perdido. E o diabo dá risada.

- O cristão não pode ter comportamento pecaminoso. Se tiver, infelizmente você não atingiu o ideal de Deus e tá perdido. Satanás vai estar lá para acusar.

Satanás tem a sua própria concepção de justiça, o seu próprio padrão pelo qual um ser caído pode tornar-se merecedor da salvação e a sua própria versão do evangelho.

Quem tiver algum defeito de caráter, quem não for igual, exatamente igual ao Modelo Jesus e tiver um comportamento pecaminoso, é e será sempre reivindicado por Satanás como merecedor da perdição.

Para Satanás quem quer que seja que tenha algum envolvimento com o pecado deve morrer. Afinal, esse é o salário do pecado.

O diabo quer que Deus determine o destino eterno de cada indivíduo com base no registro real da vida dessa pessoa.

Antes de concordar que Satanás e sua doutrina estão certos, vejamos a diferença principal entre a doutrina dele e a de Deus.

Satanás, na sua doutrina de salvação, incorporou o que Deus exige de nós, mas deixou de fora a provisão que Deus fez em Cristo para atender a essas demandas.

A diferença entre as duas doutrinas está basicamente no julgamento. A justiça de Cristo é que faz toda a diferença.

Na doutrina de Satanás não existe espaço para a graça ou para a fé. Satanás gosta da lei de Deus pois ela condena a todos nós como transgressores e merecedores da morte. Ele fica muito feliz com esta condenação.

Satanás enfatiza a Jesus como o Modelo perfeito que todos nós devemos alcançar. Nada poderia ser mais desesperador do que a comparação entre nós e Cristo.

Vejamos tudo isto num texto de Ellen White que apresenta a realidade de um julgamento, os argumentos de Satanás e a resposta divina para a questão.

"Enquanto Jesus faz a defesa dos súditos de Sua graça, Satanás acusa-os diante de Deus como transgressores. O grande enganador procurou levá-los ao ceticismo, fazendo-os perder a confiança em Deus, separar-se de Seu amor e violar Sua lei. Agora aponta para o relatório de sua vida, para os defeitos de caráter e dessemelhança com Cristo, que desonraram a seu Redentor, para todos os pecados que ele os tentou a cometer; e por causa disto os reclama como súditos seus.

Jesus não lhes justifica os pecados, mas apresenta o seu arrependimento e fé, e, reclamando o perdão para eles, ergue as mãos feridas perante o Pai e os santos anjos, dizendo: "Conheço-os pelo nome. Gravei-os na palma de Minhas mãos. "Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus!"" Sal. 51:17. E ao acusador de Seu povo, declara: "O Senhor te repreende, ó Satanás; sim, o Senhor, que escolheu Jerusalém, te repreende; não é este um tição tirado do fogo?" Zac. 3:2. Cristo vestirá Seus fiéis com Sua própria justiça, para que os possa apresentar a Seu Pai como "igreja gloriosa, sem mancha, nem ruga, nem coisa semelhante". Efés. 5:27. Seus nomes permanecem registrados no livro da vida, e está escrito com relação a eles: "Comigo andarão de branco; porquanto são dignos disso." Apoc. 3:4." (O Grande conflito, p.484)

O texto menciona pessoas que foram salvas por Cristo, mesmo apresentando defeitos de caráter, não exatamente iguais a Cristo e tendo cometido inúmeros pecados.

O texto acima desmantela todo o sistema de salvação arquitetado pelo diabo, o perfeccionismo.

O texto destaca o que realmente faz diferença e que é determinante para a salvação dos seres humano: A justiça de Cristo na vida do pecador arrependido.

"O pensamento de que a justiça de Cristo nos é imputada, não por algum mérito de nossa parte, mas como um dom gratuito de Deus, é um precioso pensamento. O inimigo de Deus e do homem não quer que esta verdade seja claramente apresentada; pois sabe que, se o povo a aceitar plenamente, está despedaçado o seu poder." (Obreiros evangélicos, p. 161)

Leia de novo este texto meditando em cada palavra. Veja que coisa fantástica! Você quer despedaçar o poder de Satanás? A justiça imputada é um precioso pensamento. A justiça imputada não é aquela que você faz algo... É aquela na qual DEUS faz algo por você.

"Justiça sem mancha alguma só pode ser obtida por meio da justiça imputada de Cristo." (Review and Herald, 3-9-1901)

Vou citar uma lista de textos sobre a justiça imputada para que você jamais se deixe enganar com a doutrina satânica do perfeccionismo.

"A grande obra operada pelo pecador, impuro e maculado pelo mal, é a obra da justificação. Por Ele, que fala a verdade, é o pecador declarado justo. O Senhor imputa ao crente a justiça de Cristo e perante o Universo o pronuncia justo. Transfere os seus pecados para Jesus, o representante, substituto e penhor do pecador." (Mens. Escolhidas, vol.1, p. 392)

"Seus pecados são retirados e colocados na conta de Cristo. Sua justiça lhes é imputada." (Medicina e salvação, p. 27)

"...nossos pecados são postos sobre Cristo e Sua justiça nos é imputada. Ele foi feito pecado por nós, para que nEle fôssemos feitos justiça de Deus." (Test. Seletos, vol. 2, p.73)

"Ninguém pode ser justificado por quaisquer obras próprias. Só pode ser liberto da culpa do pecado, da condenação da lei, da pena da transgressão, pela virtude do sofrimento, morte e ressurreição de Cristo. A fé é a condição única de obter a justificação, e a fé abrange não só a crença mas também a confiança." (Mens. Escolhidas, vol. 1, p. 389)

"Não deveis confiar em vossa própria bondade ou boas obras. Deveis chegar confiantes no Sol da Justiça, crendo que Cristo tirou vossos pecados e vos imputou a Sua justiça." (Mens. Escolhidas, vol. 1, p. 328)

"Uma religião legalista tem sido considerada uma forma correta de religião para este tempo. Mas é engano." (Mens. Escolhidas, vol. 1, p. 388)

Leia somente mais estes que abordam a perfeição pela justiça imputada:

"A fé pode apresentar a perfeita obediência de Cristo em lugar da transgressão e rebeldia do pecador." (Mens. Escolhidas, vol. 1, p. 367)

"Mediante o perdão do pecado e a justiça imputada de cristo, o homem pecador e caído pode tornar-se perfeito em Jesus." (Manuscrito, 148, [1897])

"Por meio dos méritos de Cristo, de Sua justiça, que pela fé nos são imputados, cumpre-nos atingir a perfeição do caráter cristão." (Test. para a igreja, 744)

"Quando, mediante a fé em Jesus Cristo, o homem realiza o melhor que está ao seu alcance, procurando guardar o caminho do Senhor pela obediência aos Dez Mandamentos, a perfeição de Cristo é imputada para cobrir a transgressão da alma contrita e obediente." (Fund. da educ. cristã, 135)

Não aceite os enganos satânicos. Não troque o evangelho de Cristo por esta imitação demoníaca. Que Deus o abençoe.

Lembre-se sempre: "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." João 8:32

A ideia central deste Artigo foi baseada no livro: Perfect In Christ de Helmut Ott "



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

O Rio Jordão: As Águas de Naamã