Por que o homem é tão mau e Deus sendo bom ‘parece’ omisso diante da maldade humana?

Se vamos falar em Deus devemos ver o que a Bíblia diz a respeito dEle. Em Gênesis 2: 16-17 está escrito: “O Eterno levou o Homem para o jardim do Éden, para que cultivasse o solo e mantivesse tudo em ordem. E o Eterno ordenou ao Homem: Você tem permissão para comer de qualquer árvore do jardim, menos da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal. Dessa, não poderá comer. No mesmo momento em que comer dessa árvore, você morrerá.”

Deus deseja que Suas criaturas sejam felizes por isso as criou livres. Somente livres poderíamos ser capazes de amar. Afinal, é necessária a liberdade para obedecer ou desobedecer. Não foram os seres humanos, Adão e Eva, que introduziram o mal no Universo. Eles disseram sim ao Agente do Mal. E de vitimas desse Agente tornaram-se agentes, eles mesmos, do mal que assola a humanidade. Desde então a descendência humana tem propagado o mal, pois se tornaram destituídos da bondade de Deus, porque em nós, em nossa descendência humana, trazemos a herança também destituída da bondade de Deus. (Genesis 5:1-3)

O mal já existia antes de Adão e Eva terem sido criados. Foram criados perfeitos, à imagem e semelhança de Deus, mas escolheram se rebelar.

Deus mesmo antes da queda do ser humano o conscientizou acerca da existência da rebelião enquanto condição contrária à Sua vontade como Criador da vida em todo o Universo. Sua vontade é soberana. Em se falando da Verdade, em Deus, ela é absoluta.

A fim de serem capazes de amar Adão e Eva tiveram que ser criados moralmente livres. Eles tinham que ter a capacidade e a liberdade de fazer o mal ainda que não se justificasse. Por isso, Deus comunicou Sua lei (Sua vontade) antes mesmo que a rebelião ganhasse terreno na mente de Adão e Eva. (Romanos 5:13-14) E é isto que nos distingue dos animais: a moralidade. É a moralidade que define para nós o bem e o mal e no centro dessa moralidade está a Lei, a vontade de Deus.

A Bíblia diz: “Deus fez os seres humanos justos, mas eles inventaram muitas intrigas” (Eclesiastes 7:29).

A religião só é produtiva, só é positiva quando no viver há o desenvolvimento do caráter. Então, não conclua que uma pessoa é religiosa porque ela porta uma Bíblia, ou mesmo porque é capaz de citá-la. Saiba que o Diabo é um grande interprete da Bíblia e quando tentou a Cristo usou as palavras da Bíblia.

Você quer conhecer o que é o Cristianismo? Cristianismo é o que Jesus deixou como princípio de vida. Leia os Evangelhos. A justiça de Deus esta neles revelada. 

Está mais do que na hora da humanidade se enxergar de frente e deixar de atribuir crimes à opção religiosa de alguém. O mal é fruto do mal.

A História no decorrer do processo da Reforma Protestante nos revelou o quanto essencialmente o homem é um ser político e ideológico, ainda que espiritual. E se conhecemos o lado da tolerância religiosa, do perdão, da misericórdia, conhecemos também o ódio e a vingança escudados pela politica travestida de religiosidade. E isto foi uma realidade tanto para católicos, como para protestantes.

Na religião de Deus a justiça vem sempre abraçada com a misericórdia e esta é fruto da tolerância, a qual é fruto do amor. Nos atos de justiça divina, tão fielmente narrados no Antigo Testamento, há o agir estranho de um Deus de amor. Justo e sem imparcialidade. Fez justiça tanto a pagãos como ao povo que aceitou ser dirigido por Ele.

Em Seu processo interventivo na história dos seres humanos há um Deus que prioriza a própria existência da vida e esta somente é possível onde há moralidade. Onde há justiça. Uma moralidade que se fundamenta no respeito ao próximo e no discernimento da autoridade divina. Sim há um Deus que acompanha o nosso viver e com quem devemos nos relacionar e um dia daremos conta a Ele por nossas escolhas e pela maneira como testemunhamos Seu nome. Observe que isto vai muito, muito além dos limites de uma denominação religiosa.

Todos daremos conta a Deus, independente de nossa expressividade religiosa, de como temos nos relacionado uns com os outros.

Assim como Moisés advertiu o povo hebreu a respeito de suas escolhas, o conselho nos é oferecido também hoje: ‘Os mandamentos que estou transmitindo hoje não são pesados, não estão fora do alcance de vocês. Não estão situados no cume de um monte — não será necessário contratar alpinistas para escalar o monte e trazê-los para o nível de vocês. Para colocá-los em prática, não há necessidade de muita explicação. Eles não estão do outro lado do oceano — não será preciso enviar marinheiros para buscá-los, isto é, não carecem de estudo exaustivo antes de serem postos em prática. Não. A palavra está aqui e agora — tão próxima quanto a língua da boca e o coração do peito. Basta pôr em prática o que ouviram!

Vejam o que eu fiz por vocês hoje: pus diante de vocês a vida e o bem, a morte e o mal.

E ordeno hoje: Amem ao Eterno, o seu Deus. Andem em seus caminhos. Cumpram seus mandamentos, regulamentos e decretos, para que vocês vivam de verdade e tenham uma vida próspera e abençoada pelo Eterno na terra que, daqui a pouco, vão conquistar.

Mas faço uma advertência: Se vocês mudarem seu coração, se recusarem a obedecer e se desviarem, obstinadamente, para servir e adorar outros deuses, vocês certamente morrerão. Terão vida curta na terra do outro lado do Jordão, na qual estão entrando e da qual estão prestes a tomar posse.

Hoje, conclamo os céus e a terra como testemunhas. Ponho diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolham a vida para que vocês e seus filhos vivam. E amem ao Eterno, o seu Deus. Sejam obedientes e apeguem-se a ele com firmeza.’ (A Mensagem, Deuteronômio 30: 15-20)

Ou ainda as palavras de Deus revelada através do profeta Miquéias, também dirigidas ao povo de Israel, mas essencialmente servem para nós de advertência também: “Destruição para aqueles que tramam o mal, que vão para a cama, sonhando com crimes! Assim que amanhece o dia, eles saem, cheios de energia, fazendo o que planejaram. Eles cobiçam campos e os tomam, encontram casas e se apossam delas. Eles intimidam os vizinhos e as famílias, valorizam as pessoas apenas por aquilo que podem dar. A medida do Eterno se encheu. Ele diz: “Também fiz meus planos: Desgraça contra esta maldade toda! [...]

“Não pregue”, dizem os pregadores. “Não pregue sobre esse assunto. Nada de mal vai nos acontecer. Isso é jeito de falar com a família de Jacó? Será que o Eterno iria perder a paciência? Seria esse o jeito de ele agir? Ele não está sempre do lado das pessoas boas? Ele não ajuda sempre os que se ajudam a si mesmos?”

“Que história é essa de ‘pessoas boas'! [...]  Vocês roubam pessoas que não suspeitam de nada e saem para farrear à noite. Vocês arrancam a capa do colega como soldados que saqueiam os indefesos. Vocês expulsam as mulheres do meu povo das suas casas confortáveis. Vocês fazem das crianças vítimas e as deixam expostas à violência e à maldade. Saiam daqui, todos vocês! Vocês não podem ficar aí descansando. Vocês contaminaram este lugar, e vocês é que estão contaminados, corrompidos! Se aparecesse alguém com um belo sorriso e uma língua lisonjeira disposto a mentir dia e noite — ‘Vou pregar sermões que ensinam como receber qualquer coisa de Deus: Mais dinheiro, o melhor vinho... o que quiserem’ —, vocês o contratariam no ato como pregador!”

“Estou convocando todos para uma reunião, Jacó. Quero todos de volta aqui, todos os sobreviventes de Israel. Vou reuni-los num mesmo lugar, como ovelhas no aprisco, como o gado no curral, uma multidão de pessoas confusas a caminho de casa! Então eu, o Eterno, vou suspender o confinamento e conduzir meu povo para campo aberto. Eles seguirão seu Rei. Eu estarei na frente deles, conduzindo-os.”

Então, eu disse: “Ouçam, líderes de Jacó, líderes de Israel: Vocês não sabem nada de justiça? Vocês que odeiam o bem e amam o mal, não está a justiça na sua lista de atribuições? Mas vocês esfolam meu povo vivo. Arrancam a carne deles dos ossos. Quebram os ossos deles em pedaços, moem a carne, e a jogam na panela — um festim de canibais”.

Mas está chegando o tempo em que esses mesmos líderes vão suplicar pela ajuda do Eterno, e ele vai se recusar a ouvi-los. Vai virar o rosto em outra direção, por causa do histórico de suas maldades.

Aqui está a Mensagem do Eterno aos profetas, os pregadores que mentem para o meu povo: “Pois não é que enquanto são bem pagos e bem alimentados, os profetas pregam: ‘Como a vida é maravilhosa! Paz esteja com todos!’. Mas, se vocês não derem a eles o aumento que estão pedindo, O ‘Deus abençoe’ deles vira ‘Que Deus os mande para o inferno!’. Por isso, vocês estão ficando cegos. Vão perder a visão. Vão viver no escuro, sem saber o que está acontecendo. O Sol se pôs para os profetas. Eles tiveram sua chance; a partir de agora, é noite. Os visionários serão confundidos, Os sábios perderão o rumo. Eles vão usar a própria reputação como escudo e dar desculpas esfarrapadas Para disfarçar sua ignorância a respeito de Deus”.

Mas, quanto a mim, estou cheio do poder de Deus, cheio do Espírito divino de justiça e força, Preparado para denunciar o crime de Jacó e o pecado de Israel.

Os líderes de Jacó e os líderes de Israel são Líderes que desprezam a justiça, que torcem e distorcem o viver correto, Que constroem Sião por meio de assassinatos, que ampliam Jerusalém por meio de crimes. Os juízes vendem vereditos aos que derem o maior lance; os sacerdotes massificam seus ensinos; os profetas cobram caro para pregar, E ainda fazem pose e fingem que dependem do Eterno: [...]

O verdadeiro ensino sairá de Sião, A revelação do Eterno virá de Jerusalém. Ele estabelecerá justiça nas nações mais conturbadas e resolverá disputas em lugares distantes. Trocarão as espadas por pás; as lanças, por rastelos e enxadas. As nações vão parar de guerrear umas contra as outras, não vão mais aprender a matar umas às outras. Cada homem poderá sentar-se debaixo da sombra de sua árvore, e cada mulher cuidará em paz do próprio jardim.” (A Mensagem - Miquéias 2 - 4:1-7)

Você deseja a Verdade, a verdadeira justiça, a Paz que transcende todo o entendimento? Ela já está entre nós: Jesus Cristo. Não O confunda, nem mesmo com os homens, ainda que eles tenham em suas mãos uma Bíblia. Ela só tem sentido quando suas palavras professam as verdades de Cristo, fora isto é apenas um livro na boca de homens.


Indicamos:




 Ruth Alencar


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

Refletindo um pouquinho sobre 2 Reis 2: 9- 13