A Linguagem da Dor na Caminhada Cristã


Todos nós conhecemos a dor, o sofrimento, a frustração, a ansiedade, o medo, a angústia, a alegria, a esperança, o prazer... São emoções inerentes a todo ser que vive. Por enquanto será assim...

Mas, há momentos em que esses sentimentos se revelam verdadeiros desafios, não importa se são os nossos ou daqueles a quem amamos. A dor deles se entranham em nós e sofremos juntos. Nestes últimos meses tenho sido procurada por amigos próximos ou mesmo de longe.  Cristãos, querem entender o “silêncio de Deus”. A todos sempre consolei com palavras de ânimo... mas, o tempo registrou a constância da dor. E, intensifiquei junto ao Senhor, em oração, minhas próprias perguntas a Deus. Se, sendo eu quem sou, sinto-me em compaixão pela dor deles por que, sendo Ele quem É, todo esse silêncio?

E, em minha busca por respostas, fui encontrando possíveis explicações. Não houve entendimento maior do que a necessidade de compreender que Deus é um Deus pessoal. Nenhuma de Suas respostas virá dissociada da realidade da necessidade do crescimento pessoal. Então, o tempo se faz necessário. Assim como o discernimento de que, é possível que estejamos pedindo uma resposta nossa, segundo nossa própria opinião como solução. Deus, por sua vez, sabe por onisciência que não é a solução ideal, real, daí o aparente silêncio. É possível, que a resposta de Deus implique em perda total para se obter ganho real. É possível que a benção esperada, quando dissociada da verdadeira solução, não seja de fato uma benção. Então, tempo se faz necessário para a compreensão. Tempo se faz necessário do aquietar-se com confiança de que Ele tudo vê, sabe e sente... e agirá. No tempo perfeito, em Seu próprio tempo.

Depois de madrugadas de oração recebi a indicação para o primeiro vídeo: ‘Afligidos’. E, assistindo soube que se tratava de uma série. Como cresci emocional e espiritualmente!

Sim, Deus ouve as nossas orações. Não poderia guardar para mim essas palavras e conselhos. Elas me fizeram entender, de modo especial, a linguagem da dor. Compartilho com você essas palavras de ânimo. Meu desejo é que você tenha o discernimento que tive e compreenda, como eu, o que de fato significa mas palavras de Cristo: “Bem-aventurado é aquele que não se escandaliza (ofende) em Mim” (Mateus 11:6). E a afirmação do profeta evangelista que disse: “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.” (Isaías 26:3)

Você pode assistir diretamente na página do Programa Hiperlinkados: Série Sofrimento 

Ou, no Youtube:

Video 1: Afligidos




Video 2: Hinan



Video 3: Um Forte Motivo







Video 5:  Vindicador de Deus





Comentários

  1. DEUS é a resposta para todas nossas perguntas!
    Se confiar-mos Nele, não nos preocuparmos com nossas perguntas sem resposta.
    De um modo ou de outro Ele responderá, cabe a nós pedir discernimento ao Espírito Santo para compreender a resposta que vem do SENHOR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Ele é o nosso Pastor e porque Ele está conosco nada nos faltará. Ele é tudo e pode nos ajudar em qualquer circunstância. Algumas vezes ficará em aparente silêncio... mas será apenas um aparente silêncio.

      Excluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

O Rio Jordão: As Águas de Naamã