A Linguagem da Dor na caminhada cristã


Todos nós conhecemos a dor, o sofrimento, a frustração, a ansiedade, o medo, a angústia, a alegria, a esperança, o prazer... São emoções inerentes a todo ser que vive. Por enquanto será assim...

Mas, há momentos em que esses sentimentos se revelam verdadeiros desafios, não importa se são os nossos ou daqueles a quem amamos. A dor deles se entranham em nós e sofremos juntos. Nestes últimos meses tenho sido procurada por amigos próximos ou mesmo de longe.  Cristãos, querem entender o “silêncio de Deus”. A todos sempre consolei com palavras de ânimo... mas, o tempo registrou a constância da dor. E, intensifiquei junto ao Senhor, em oração, minhas próprias perguntas a Deus. Se, sendo eu quem sou, sinto-me em compaixão pela dor deles por que, sendo Ele quem É, todo esse silêncio?

E, em minha busca por respostas, fui encontrando possíveis explicações. Não houve entendimento maior do que a necessidade de compreender que Deus é um Deus pessoal. Nenhuma de Suas respostas virá dissociada da realidade da necessidade do crescimento pessoal. Então, o tempo se faz necessário. Assim como o discernimento de que, é possível que estejamos pedindo uma resposta nossa, segundo nossa própria opinião como solução. Deus, por sua vez, sabe por onisciência que não é a solução ideal, real, daí o aparente silêncio. É possível, que a resposta de Deus implique em perda total para se obter ganho real. É possível que a benção esperada, quando dissociada da verdadeira solução, não seja de fato uma benção. Então, tempo se faz necessário para a compreensão. Tempo se faz necessário do aquietar-se com confiança de que Ele tudo vê, sabe e sente... e agirá. No tempo perfeito, em Seu próprio tempo.

Depois de madrugadas de oração recebi a indicação para o primeiro vídeo: ‘Afligidos’. E, assistindo soube que se tratava de uma série. Como cresci emocional e espiritualmente!

Sim, Deus ouve as nossas orações. Não poderia guardar para mim essas palavras e conselhos. Elas me fizeram entender, de modo especial, a linguagem da dor. Compartilho com você essas palavras de ânimo. Meu desejo é que você tenha o discernimento que tive e compreenda, como eu, o que de fato significa mas palavras de Cristo: “Bem-aventurado é aquele que não se escandaliza (ofende) em Mim” (Mateus 11:6). E a afirmação do profeta evangelista que disse: “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.” (Isaías 26:3)

Você pode assistir diretamente na página do Programa Hiperlinkados: Série Sofrimento 

Ou, no Youtube:

Video 1: Afligidos




Video 2: Hinan



Video 3: Um Forte Motivo







Video 5:  Vindicador de Deus





Comentários

  1. DEUS é a resposta para todas nossas perguntas!
    Se confiar-mos Nele, não nos preocuparmos com nossas perguntas sem resposta.
    De um modo ou de outro Ele responderá, cabe a nós pedir discernimento ao Espírito Santo para compreender a resposta que vem do SENHOR

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

5º Dia: Unges a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda

O Rio Jordão: As Águas de Naamã