Conversando sobre Pós- Modernismo, Reavivamento e Reforma

“As tremendas questões da eternidade demandam de nossa parte algo mais que uma religião de pensamento, de palavras e formas, na qual a verdade é mantida no recinto exterior da existência. Deus pede um reavivamento e uma reforma. As palavras da Bíblia, e a Bíblia somente, deviam ser ouvidas do púlpito. Mas a Bíblia tem sido roubada em seu poder, e o resultado é visto no rebaixamento do vigor da vida espiritual. Em muitos sermões de hoje não existe aquela divina manifestação que desperta a consciência e leva vida ao coração. Os ouvintes não podem dizer: “Porventura, não nos ardia o coração, quando Ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras? (Lc 24:32). Há muitos que estão clamando pelo Deus vivo, ansiando pela divina presença. Permitam que a Palavra de Deus lhes fale ao coração. Deixem que os que têm ouvido apenas sobre tradição, teorias e máximas humanas ouçam a voz dAquele que pode renovar o coração para a vida eterna” (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 626).




1- Pr. Matheus Cardoso


Repetindo a história?

"Independentemente da linha teológica, praticamente todos os adventistas concordarão que estamos apenas repetindo a história das décadas de 1960 e 1970. Contudo, Ellen White realmente diz: "Precisa haver um reavivamento e uma reforma, sob a ministração do Espírito Santo". O que, afinal, é reavivamento e reforma? E como podemos alcançá-los? 




2- Artigos do teólogo Jon Paulien traduzidos pelo Pr. Matheus Cardoso



“Com a pós-modernidade, a igreja cristã foi levada para as margens da cultura ocidental. É cada vez mais difícil alcançar a sociedade com a mensagem do evangelho de Jesus Cristo. Mas seria a pós-modernidade um trampolim necessário para nos levar para mais perto dos propósitos de Deus?”

“Se todos os cristãos usassem suas habilidades investigadoras para ver quais os males que neles mesmos carecem de correção, em vez de falar dos erros alheios, existiria na igreja hoje uma condição muito mais saudável. [...] “Vocês podem ser severos e críticos com o seu próprio caráter defeituoso, o quanto quiserem; mas sejam bondosos, misericordiosos e corteses para com os outros.” (Ellen White, Testemunhos para a igreja, v. 5, p. 96-97)


2.3Estamos fazendo a diferença? 

“Quando falamos em missão, geralmente pensamos em pessoas que moram em lugares distantes, cuja língua e cultura são radicalmente diferentes da nossa. Mas a maioria dos cristãos ocidentais acharia mais fácil compartilhar sua fé em Fiji, na Indonésia ou em Zimbábue do que em Nova York, Sydney ou Londres.”


3- BibleCast Pastores Diego Ignácio e José Júnior


3.1 - BibleCast 50 -"E Recebereis Poder..."

INÍCIO DO TEMA: 28:17

Os pastores conversam sobre o assunto mais importante do cristianismo atual. Sim! O assunto é extremamente importante, não por que os pastores deste podcast querem, mas porque segundo as profecias do tempo do fim, este é o momento e o assunto mais importante. Prepare-se para descobrir como receber O Poder! Descubra o que falta para a igreja receber uma torrente massiva desse poder. E deixe as gotas do céu molhar o teu rosto!




INÍCIO DO TEMA: 08:43

Os pastores continuam no tema do “Reavivamento & Reforma” dessa vez pra explorar os meandros da denominada “Reforma”. O que ela significa? Como ela funciona? Descubra se você está maduro, verde ou estragado. Prepare-se para perceber que pra mudar a fachada de uma casa é preciso reformar as suas bases…

  


INÍCIO DO TEMA: 59:46

Não são 2 pastores dessa vez… Não são 3 ou 4… São 11 pastores que participam desse que é o último BibleCast da série Reavivamento e Reforma!

Direto do concílio Pastoral 2011, de Foz do Iguaçu, pastores de toda Divisão América do Sul opinam e nos incentivam a aquela que é a mais importante busca da igreja atual… A busca do Espírito Santo e seu Reavivamento em nossas vidas!

Participação Especial dos pastores: Udolcy Zuckovski, Areli Barbosa, Edilson Valiante, Vinicius Metzker, Dário Gonçalves, Graciliano Martins, André Silva e outros internacionais…




4- George R. Knight:

“Neste artigo o autor narra sua experiência pessoal em busca da perfeição, anteriormente entendida por ele como um cumprimento minucioso de inúmeras regras comportamentais. De forma criativa e bem-humorada, ele demonstra a incoerência da teoria perfeccionista, que enfatiza as realizações humanas em detrimento da graça divina. Segundo ele, o conceito legalista sobre perfeição mantido por muitos adventistas baseia-se em uma interpretação equivocada de Apocalipse 14:12, que caracteriza o povo de Deus no tempo do fim como aqueles que “guardam os mandamentos de Deus”.”





"A operação do Espírito, no coração humano, não é inconsciente nem automática.  A vontade e a inteligência humana devem ceder e cooperar com as benignas intenções de Deus. Penso que é neste ponto que muitos de nós se perdem. Ou tentamos nos tornar santos, e, então, falhamos miseravelmente; ou, então, procuramos atingir um estado de passividade espiritual, esperando que Deus aperfeiçoe nossa natureza, em santidade, como alguém que se assentasse esperando que um ovo de pintarroxo chocasse sozinho."


"O reconhecimento dessa guerra em seu íntimo e o fato de que se tornou cativo ao pecado levam o crente a exclamar: “Desventurado homem que sou!” Esse é um clamor produzido por uma profunda compreensão da habitação do pecado. É a confissão de alguém que reconhece não haver bem algum em seu homem natural. É o lamento melancólico de alguém que descobriu algo a respeito da horrível profundeza de iniquidade que existe em seu próprio coração. É o gemido de uma pessoa iluminada por Deus, uma pessoa que odeia a si mesma — ou seja, o homem natural — e anela por libertação."






6. Rev. Augustus Nicodemus

por Matheus Cardoso e Augustus Nicodemus

O que Augustus Nicudemus defende está bem alinhado ao que a compreensão adventista prevê para os últimos dias.













Não existe uma receita para o agir de Deus. Deus é Aquele que gera nos homens o desejo de uma vida regenerada espiritualmente. Ele é a nossa fonte de poder espiritual. Quando um homem ou uma mulher decide tomar prazer na oração é porque o Espírito Santo já está operando na renovação de sua natureza.



8- Ezequiel Gomes

O "relativismo pós-moderno" tem sido elegido por alguns como o principal inimigo do cristianismo na atualidade. Nessa mensagem pastor Ezequiel Gomes explora essa ideia a partir do estudo da Bíblia e avalia algumas dificuldades suscitadas por esse interessante assunto!


. Conversando um pouco mais sobre este tema 



 A sacudidura: Deus prova seu povo – Testemunhos  Seletos Capítulo, vol 1 capítulos 10 e 11

 Por Ellen White  

"...  foi-me mostrado o povo de Deus, e vi-o fortemente sacudido. Alguns, com viva fé e agonizantes brados, pleiteavam com Deus. Tinham o semblante pálido e assinalado por profunda ansiedade, expressiva de suas lutas internas. [...]

Efésios 6:12-18: “pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.  Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno. Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos."



Comentários

  1. Muito obrigado, Ruth, por compartilhar esses estudos maravilhosos do blog missão pós-moderna! Concordo plenamente - aliás, fico cada vez mais impressionado como o tempo de Deus é preciso! Ainda hoje eu estava conversando com um irmão à tarde na igreja e ele falando que leva a mensagem, mas não discute, que os evangélicos de outras igrejas não querem nem ouvir falar sobre o sábado, sobre a lei e esse estudo trouxe à tona o que realmente deve ser discutido: a cruz de Cristo, a justificação e a graça, pois é esse é o ponto de acordo entre todas as igrejas evangélicas. Se começarmos daí, naturalmente aparecerá oportunidade de irmos adiante e, se a pessoa for sincera, sempre há o desejo de ampliar o conhecimento de Cristo.
    Forte abraço e muito obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém! Ficamos muito felizes, Rafael, quando alcançamos nosso objetivo. Que Deus abençoe você a cada dia cada vez mais com o dom da Sua maravilhosa Palavra.

      Excluir

Postar um comentário

Estamos felizes com sua participação. Volte sempre. Responderemos seu comentário logo que possível.

Postagens mais visitadas deste blog

3º Dia: Por que as coisas pioram quando mais buscamos a Deus?

O Rio Jordão: As Águas de Naamã

Revelação e Explicação do Sonho de Nabucodonosor - Capítulo 2