Ano Bíblico 2020 – 296° Dia – Argumento n° 3 Contra o Julgar – Mateus 7:3- 4

Leitura Bíblica: Mateus 7:3 – 4

“— Por que você vê o cisco no olho do seu irmão, mas não repara na trave que está no seu próprio?  Ou como você dirá a seu irmão: ‘Deixe que eu tire o cisco do seu olho’, quando você tem uma trave no seu próprio?”

O Livro de Mateus

Por George Knight – Caminhando com Jesus no Monte das Bem Aventuranças

A suprema razão por que Jesus nos recomendou não julgar os outros, é que não existe ninguém suficientemente bom. Para ilustrar Seu ponto de vista, Jesus apresentou a vivida cena de um homem com uma tábua de aproximadamente 5 x 10cm pregada nos olhos, tentando encontrar e extrair uma partícula de serragem do olho de um amigo.

Que senso de humor! Jesus não temia empregar o humor para chegar às coisas sérias. Em minha opinião, se você permitir que o lado cartunista do seu cérebro evoque essa figura, ela perde apenas para a declaração de Jesus sobre o peneirar mosquito e engolir camelo. Essas são imagens vigorosas que não apenas fixam o assunto, mas também são fáceis de lembrar e até nos fazem rir da tolice de nosso oculista cego. Jesus não era contra o uso do humor num sermão. E até acho que Ele ria na igreja.

Mas o que toma Suas ilustrações fortes e memoráveis é o fato de serem elas tão verídicas. Quem já não teve o duvidoso “privilégio” de receber o conselho de alguém com um problema dez vezes pior que o seu?

Na realidade física é quase impossível ajudar alguém a retirar algo do olho quando estamos sendo importunados por algo no nosso, quer se trate de um cisco ou de uma trave. É lamentável que nossas faculdades espirituais não sejam tão sensíveis quanto nossos olhos. Nenhum de nós está isento de argueiros e traves. Nenhum de nós é suficientemente bom para julgar os outros. Tomo a repetir: Somente Deus é suficientemente bom. Essa é a razão por que Ele deve ser o juiz final de cada um de nós.

Senhor, peço-Te hoje que me tornes sensível às minhas próprias faltas e me dês paciência para lidar com as faltas alheias. Ajuda-me a ter uma visão mais clara de mim mesmo, a despeito dos meus problemas.

Leitura Complementar:

Capítulo 6 – Não julgar, mas praticar

Você pode ver o Ano Bíblico 2020 completo aqui

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *